Transferência de Bas Dost em risco. Varandas recusa pagar um milhão

Miguel A. Lopes / Lusa

O Sporting CP tinha praticamente tudo acordado para a transferência de Bas Dost para o Eintracht de Frankfurt, mas ao que tudo indica, a transferência pode estar prestes a desmoronar-se.

Com dificuldades em vender e com necessidade aliviar a carga salarial do clube, Varandas viu em Bas Dost a oportunidade ideal de aliviar um pouco as finanças sportinguistas. O holandês é o jogador que mais recebe dos “leões”, com um salário de 5,8 milhões de euros por ano.

No sábado, o Sporting CP anunciou a saída do jogador para o Eintracht de Frankfurt, comunicando um princípio de acordo com os alemães à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). No entanto, pelo que parece, a transferência atingiu um impasse.

O agente do avançado holandês, Gunther Neuhaus, exigiu o pagamento de um milhão de euros a Frederico Varandas correspondente a cada um dos dois anos de contrato que tinha a receber para que o princípio de acordo entre as partes seja cumprido. O presidente leonino, ao que o jornal OJOGO apurou, recusa-se a pagar esta verba e deixa a transferência em “banho-maria”.

As vendas de Jonathan Silva para o Leganés, por 3 milhões de euros; Domingos Duarte para o Granada, também por 3 milhões; e Iuri Medeiros para o Nuremberga, por 2 milhões, não são suficientes para abater a dívida 40,4 milhões de euros à banca.

Assim sendo, um encaixe imediato de 8 milhões de euros — com possibilidade de chegar aos 10 milhões mediante objetivos — era o cenário ideal para um avançado que tem deixou a desejar sob as mãos de Marcel Keizer.

De acordo com o Correio da Manhã, o jogador de 30 anos estará revoltado com o tratamento que tem recebido do treinador e do presidente. O internacional holandês não entende porque está a ser afastado da equipa e, segundo o diário, o jogador não tem intenções de sair do clube.

Bas Dost poderá também estar a ser vítima do falhanço nas negociações para a venda de Bruno Fernandes, com a possibilidade do Sporting estar à procura de um negócio de recurso para conseguir um encaixe financeiro significativo. Os “leões” estão atualmente no mercado à procura de uma alternativo para o holandês, falando-se de Giovanni Simeone — filho de Diego Simeone — para o lugar de ponta-de-lança.

A relação entre Gunther Neuhaus e o Sporting está azedada desde há algum tempo, principalmente após o agente não ter respondido a propostas entre os 12 e os 15 milhões de euros provenientes da China, Rússia, Turquia e México. Ao que tudo indica, o jogador está apenas interessado em transferir-se para Inglaterra, Espanha ou Alemanha.

Sporting culpa Bas Dost por atraso

O Sporting emitiu esta manhã de terça-feira um comunicado, culpando Bas Dost pelo atraso na transferência para o Eintracht de Frankfurt. A SAD leonina diz que em maio de 2019, o jogador informou o treinador de que queria sair do clube.

“Dias depois, o seu agente reuniu com o presidente da Sporting SAD e o diretor desportivo, e transmitiu que Bas Dost queria sair da Sporting SAD, por considerar ter terminado o seu ciclo no clube”, lê-se no comunicado sportinguista. Desde então, os “verdes e brancos” têm trabalhado em conjunto com o holandês para a sua venda.

Em comunicado, o clube falou ainda das propostas de transferência da China, Rússia, Turquia e México, que “Bas Dost recusou sequer ouvir”. Pelo que o clube informa, a decisão não tinha por base motivos financeiros, mas sim pessoais — e o Sporting sempre respeitou a decisão do jogador, apesar de serem propostas financeiramente mais apelativas.

Além disso, o clube foi informado pelo agente de que o Eintracht estava interessado no holandês e que o jogador tinha já chegado a acordo com o emblema alemão. Depois de o Sporting ter chegado a princípio de acordo com os germânicos, “foi surpreendido com exigências financeiras de última hora da parte do jogador que estão a impedir a concretização da transferência”.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Isso, vendam o Bas Dost e o os outros, vendam tudo, não tarda estarão a disputar a II Liga. Ou têm dinheiro, ou jogadores, e se o objetivo do SCP não é desportivo mas apenas financeiro, acho que estão no bom caminho…

  2. O objetivo de qualquer pessoa ou organização de bem é pagar o que deve!
    Não devem ser, uma vez mais, os portugueses a pagar os grandes calotes deste país!

  3. Relativamente a mais uma “telenovela” de fraco calibre sinto-me esclarecido quanto à dimensão do carácter destes dirigentes do SCP.
    Na verdade mostraram um pouco da respectiva natureza quando “despacharam” sem dó nem dignidade o treinador Peseiro, um homem digno e que se sacrificou pessoalmente para tentar fazer renascer a dignidade da Instituição SCP.
    Bastou receberem uma das primeiras contrapartidas financeiras relacionadas com os jogadores que tinham rescindido o respectivo contrato com justa causa.
    O SCP merece melhor do que isto e de dirigentes de baixo nível como os que estão na actual direcção, começando pelo respectivo Presidente.
    O SCP merece mais e melhor do que estes arrufos de baixo nível de dirigismo….

  4. “Telenovela”, “fraco calibre”, “dirigentes de baixo nível”, “sem dó nem dignidade”… de facto, depois de tudo o que se passou no estertor do brunismo, são expressões que não estaria à espera de ver aplicadas a quem foi limpar a casa e tentar colar os cacos do Sporting.
    A única expressão aplicável talvez seja “arrufos”. Por comparação com que? Cinturadas na testa?

DGS aconselha grávidas e bebés vegetarianos a tomarem suplementos

A Direção-geral da Saúde recomenda suplementos de vitaminas e minerais para bebés e grávidas com alimentação vegetariana e lembra que a dieta não omnívora no primeiro ano de vida deve estar sempre sob supervisão médica. "A …

Entre os boletins de voto dos emigrantes, também há cheques e contas da luz

Para exercer o seu direito de voto, os eleitores portugueses residentes no estrangeiro deveriam enviar de volta para Portugal a documentação que receberam em casa – um envelope verde com o boletim de voto, dentro …

Ryanair despede 432 trabalhadores em Espanha

A companhia aérea irlandesa Ryanair confirmou esta quarta-feira a sua intenção de despedir em Espanha 432 trabalhadores das suas bases de Girona e Canárias, 327 tripulantes de cabine e 105 pilotos, informou o sindicato USO. Num …

Eleições em Moçambique. Dados preliminares dão vitória a Nyusi

Segundo as projeções de resultados da Sala da Paz, de acordo com valores “preliminares” baseados na leitura dos editais pelos seus observadores, o atual Presidente moçambicano e candidato da Frelimo, Filipe Nyusi, terá sido reeleito …

"Quem acusou Sócrates tem de provar. Se não provar tem de ser punido"

O ex-Presidente brasileiro, Lula da Silva, defende punição de procuradores da Operação Marquês, caso a acusação contra José Sócrates seja arquivada. Esta terça-feira, em entrevista à RTP, Lula da Silva defendeu a punição dos procuradores que …

Na Saúde, Warren torna-se alvo de ataques. Mas o foco é "derrotar Trump"

O maior debate televisivo para umas eleições primárias na história dos EUA juntou 12 candidatos num só palco. Foi o primeiro debate para o qual o ex-vice-Presidente Joe Biden não partiu com vantagem, tendo a …

Trump sugere que os mexicanos são uma ameaça terrorista maior do que o Daesh

O Presidente Donald Trump sugeriu que os mexicanos são uma ameaça muito maior do que o Daesh. Respondendo uma vez mais às críticas sobre ter retirado as tropas dos Estados Unidos (EUA) junto à fronteira …

Grécia. Incêndio em campo de refugiados deixa 600 pessoas sem alojamento

Um incêndio no campo de identificação e registo de migrantes de Vathy, na ilha grega de Samos, deixou 600 refugiados sem alojamento, alertou na terça-feira a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF). "Em Vathy, seis …

Lista candidata à Ordem dos Enfermeiros excluída por ter poucos homens

Uma das listas candidatas às eleições para a Ordem dos Enfermeiros foi excluída por ter poucos homens. A comissão eleitoral nomeada explica que a lista não respeita a lei da paridade, aprovada pela Assembleia da …

“É a desilusão”. PSD queria novos ministros na Saúde, Educação e Justiça

  O PSD defendeu esta quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …