Quando o Barcelona marca golo, a terra treme (literalmente)

Quando o FC Barcelona marca golo, a cidade treme. E não estamos só a falar da alegria dos adeptos. Cientistas conseguiram provar que há alterações na vibração da terra.

Uma equipa de cientistas instalou um sismógrafo perto de Camp Nou, estádio do FC Barcelona, e conseguiu medir a vibração na cidade quando os adeptos comemoram um golo. A terra treme, literalmente, e ainda mais se os fãs começarem a saltar nas bancadas.

Um desses momentos ocorreu a 8 de março do ano passado, quando o Barcelona marcou o golo que deu a reviravolta histórica contra o Paris Saint-Germain (6-1), depois de os catalães terem perdido o primeiro jogo da eliminatória na Liga dos Campeões por 4-0.

Na altura, o sismólogo Jordi Diaz explicou que a alegria dos adeptos após cada golo provocou pequenos tremores de terra com uma intensidade de cerca de 1 grau na escala de Richter, impercetíveis pelo ser humano.

Porém, o abalo com maior intensidade coincidiu com o último golo da equipa espanhola, que permitiu a passagem do Barcelona aos quartos de final da competição.

Agora, os resultados da investigação, produzidos no Instituto de Ciências da Terra Jaume Aumera, foram discutidos na Assembleia Europeia de Geociências, em Viena, na Áustria.

O sismógrafo foi instalado na sede do instituto, a 500 metros do estádio, e também captou alterações durante concertos. Um desses exemplos foi quando Bruce Springsteen tocou no Camp Nou em 2016.

(dr) ICTJA-CSIC

No primeiro gráfico, os picos a preto mostram como a terra tremeu com os golos do Barça contra o PSG. As manchas a amarelo e vermelho também mostram o movimento do estádio com os golos

“O espectrograma mostra tempo versus frequência e as cores são a energia”, explica Díaz. “Cada música tem um padrão específico e podemos identificar a partir dos dados sísmicos quando ele mudava de uma música para outra”.

“Enquanto que num concerto temos aquilo a que chamamos de estruturas harmónicas, porque a a energia é localizada em amplitudes mais restritas, numa comemoração de um golo, a energia é distribuída por uma banda de 1 a 10 hz“, explica o sismólogo.

“Isto acontece porque as pessoas no concerto não estão aos saltos mas a dançar. Está tudo relacionado com o ritmo”, diz ainda o investigador.

Inicialmente, a medição funcionaria apenas para divulgar o trabalho destes cientistas, no entanto, a equipa começou a notar algumas características interessantes que os levaram a uma investigação mais aprofundada.

Além de acompanhar os jogos do Barça, os cientistas estão também a analisar os padrões sísmicos do trânsito. A sede do instituto está situada numa avenida importante e, por isso, os investigadores conseguem rastrear o fluxo diário de veículos e até mesmo detetar quando os carros desligam os motores nos semáforos. O mesmo acontece para outros transportes como o metro e o comboio.

“Começou como algo divertido, mas agora estamos a explorar os aspetos mais científicos”, explicou Díaz à BBC News. “Tal como fazer engenharia, saber coisas sobre como estruturas e prédios vibram devido aos diferentes movimentos das pessoas. Estamos a contactar as escolas de engenharia para ver se há algum potencial nisto”, conclui.

ZAP ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Quarentena de 21 dias, testes e fecho de casinos levam Macau a erradicar covid-19

Macau, um dos primeiros territórios a identificar o novo coronavírus, é agora um dos locais livres de covid-19, estando há cerca de 380 dias sem qualquer registo de infeção local, segundo os dados oficiais. O …

Costa preocupado com desconfinamento. Concelhos de risco dão dores de cabeça

Com a terceira fase de desconfinamento aí à porta, o Governo ainda tem dúvidas sobre o que fazer, mantendo algumas pontas soltas. A maior preocupação incide nos conselhos onde há mais casos. Durante a reunião do …

Para prevenir acidentes, China inaugura o primeiro semáforo para camelos do mundo

Autoridades do norte da China inauguraram este domingo o que dizem ser o primeiro sinal de trânsito para camelos do mundo perto da cidade de Dunhuang, província de Gansu. O semáforo para camelos entrou em operação …

PRR terá mecanismo de fiscalização no Parlamento. PSD quer bazuca durante a presidência portuguesa da UE

O ministro do Planeamento, Nelson Souza recebeu nesta terça-feira, os partidos com assento parlamentar e as deputadas não inscritas para conversas bilaterais sobre o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Trata-se da chamada "bazuca" que virá …

Ministro da Saúde austríaco demite-se por falta de apoio na gestão da pandemia

O ministro da Saúde de Áustria, Rudolf Anschober, anunciou esta terça-feira a sua demissão, devido à falta de apoio na gestão da crise pandémica, cessando funções na próxima segunda-feira. "A situação é dramática nos serviços de …

OMS quer suspender venda de mamíferos selvagens vivos em mercados de alimentos

A Organização Mundial de Saúde defende a suspensão da venda de mamíferos selvagens vivos nos mercados de alimentos para evitar a propagação de doenças, avança a AFP. "Os animais, especialmente os selvagens, são a fonte de …

“Frescura, juventude e capacidade“. Coligação improvável em Penafiel junta PS e partido de Tino de Rans

O PS e o partido RIR, liderado pelo ex-candidato presidencial Vitorino Silva, formaram a coligação Penafiel Unido, que vai concorrer às autárquicas em Penafiel, distrito do Porto, com Paulo Araújo Correia como cabeça de lista, …

Marcelo, IL e Chega querem avanço do desconfinamento. PSD pede travão nos concelhos de maior risco

Marcelo Rebelo de Sousa ouviu os partidos ao longo desta tarde. A renovação de mais um Estado de Emergência está na mira, mas há quem não concorde. O Presidente da República começou por receber o Iniciativa …

MP "não nos ligava patavina. Zero", disse major Vasco Brazão

O major Vasco Brazão, ex-porta-voz da Polícia Judiciária Militar (PJM), disse esta terça-feira ao coletivo de juízes do Tribunal de Santarém que o Ministério Público (MP) não "ligava patavina" à investigação e às diligências sobre …

Especialista alerta que uso de máscara aumentou doenças da voz

A otorrinolaringologista Clara Capucho alertou que o uso de máscaras imposto pela pandemia da covid-19 aumentou o número de patologias da voz, sobretudo nos aparelhos vocais dos portugueses. O alerta da coordenadora da Unidade de Voz …