Banca já devolveu mais de 4 milhões às famílias com os juros negativos no Crédito Habitação

A Caixa Geral de Depósitos, o BPI e Novo Banco já devolveram 4,4 milhões de euros às famílias com Crédito à Habitação desde 2018. Tudo por causa dos juros negativos.

Desde que em Julho de 2018 foi aprovada no Parlamento a obrigação de repercutir nos Créditos à Habitação a evolução negativa das taxas de juro, CGD, BPI e Novo Banco já devolveram às famílias 4,4 milhões de euros, conforme dados confirmados pelos três bancos ao Expresso.

BCP, Santander, Montepio e Crédito Agrícola não revelam os montantes que terão devolvido.

“A Caixa já devolveu mais de 3 milhões de euros às famílias portuguesas”, de acordo com nota do Banco estatal enviada ao Expresso.

Já o BPI “devolveu cerca de 1 milhão de euros aos clientes por efeito das taxas de juro Euribor negativas” e o Novo Banco devolveu mais de 400 mil euros relativos a “3,1% do total dos contratos de Crédito à Habitação”, conforme dados enviados pelas entidades ao semanário.

Estes valores foram devolvidos de diferentes formas, conforme as instituições.

Nos casos de CGD, BCP e Montepio, os valores devolvidos são deduzidos ao capital em dívida na prestação vincenda. Por outro lado, o BPI e o Novo Banco devolvem o dinheiro dos juros todos os meses, depositando-o na conta dos clientes.

Não há dados quanto ao número total de contratos abrangidos por juros negativos. Em 2018, eram mais de 15 mil e no final de 2019 já eram 30 mil, como nota o Expresso.

Certo é que 95% dos contratos de Crédito à Habitação têm taxa variável indexada à Euribor, nos seus diversos prazos.

A tendência para os próximos anos, segundo os especialistas do mercado financeiro, é que a taxa Euribor continue em terreno negativo. A confirmar-se esse cenário, a devolução aos contribuintes vai continuar.

Devolução também no caso das moratórias

No caso das moratórias por causa da pandemia de covid-19, a devolução por via dos juros negativos está a decorrer também de forma diversificada conforme a instituição em causa, ainda segundo o que apurou o Expresso.

Na CGD, os juros negativos apurados no período de carência “são deduzidos ao capital em dívida quando se inicia a fase de reembolso“, como aponta fonte do Banco público ao Expresso.

Já o BPI está a devolver os juros aos clientes no caso das moratórias que digam respeito apenas ao capital, enquanto que nas que se reportem a carência de capital e de juros “serão subtraídos ao capital”.

No caso do Novo Banco, “os juros continuam a ser calculados com base no capital em dívida”, mas nas moratórias de capital, “são creditados mensalmente na conta do cliente”.

O BCP aponta que “o valor negativo do juro apurado será deduzido ao capital em dívida na primeira prestação que se vencer após o termo da moratória“.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Federer acusado de manobrar a tabela ATP

Contas da associação de tenistas foram alteradas por causa do coronavírus. Roger Federer está no quinto lugar mas só disputou um torneio ao longo de 2020. Em ano anormal, contas anormais: a tabela oficial da Associação …

Astrónomo do Instituto SETI garante que vamos encontrar extraterrestres até 2036

Seth Shostak, astrónomo e astrofísico do Instituto SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) está convencido de que os humanos vão encontrar uma civilização extraterrestre inteligente até 2036. “O SETI duplica a velocidade aproximadamente a cada dois anos …

Mais leve e elegante. Assim é a nova e-bike que vai chegar às ruas da Europa

A startup Urban Cycles Oy, com sede em Helsínquia, demarcou uma espécie de lacuna no mercado europeu de bicicletas elétricas e por isso quis preenchê-la. O objetivo era produzir uma bicicleta elegante e mais leve. Um …

Incêndio reduz a maior ilha de areia do mundo a metade. É Património da Humanidade

Quase metade de Fraser, a maior ilha de areia do mundo, que se situa no nordeste da Austrália e foi classificada como Património da Humanidade pela UNESCO, foi destruída por um incêndio florestal. O incêndio queimou …

"Toca de bruxaria" permaneceu até agora numa casa do século XVI. Encontrados crânios de cavalo e veneno

Uma casa cheia de objetos ocultos foi recentemente alvo de grande interesse. O espaço estava localizado dentro de numa casa do século XVI no País de Gales, e encontrava-se repleto de objetos ocultos, incluindo crânios …

Em 1843, o primeiro cartão de Natal foi considerado "escandaloso" (agora vai ser leiloado pela Christie)

Um exemplar do primeiro cartão de Natal impresso comercialmente, em 1843, que retratava uma cena da era vitoriana que escandalizou a população, vai ser posto à venda esta sexta-feira e é considerado um item raríssimo. Este …

Marcelo quer alívio de restrições no Natal sem pôr em xeque janeiro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta sexta-feira esperar que a "possível exceção" no Natal ao quadro de restrições para conter a covid-19 "seja bem entendida e bem vivida" e não provoque …

Bill Gates diz que o mundo estará de volta à normalidade já na primavera de 2021

Bill Gates, que desde 2015 tinha vindo a lançar alguns alertas sobre uma possível pandemia, deixou agora uma mensagem de esperança ao dizer que acredita que os EUA irão voltar ao normal na primavera de …

Mais um passo na hegemonia. China constrói aldeia nos Himalaias, em zona também disputada pela Índia e pelo Butão

Novas imagens de satélite mostram que a China construiu uma aldeia nos Himalaias, ao longo de uma fronteira que também é disputada pela Índia e pelo Butão, e que foi palco de um impasse agressivo …

João Félix eleito jogador do mês da liga espanhola. Ronaldo vence prémio em Itália

O português João Félix, do Atlético de Madrid, foi eleito o melhor jogador da Liga espanhola de futebol do mês de novembro. O luso revelou-se uma peça fundamental durante todo o mês e ajudou a equipa …