Ban Ki-Moon quer uma mulher como próxima secretária-geral da ONU

Africa Renewal / Flickr

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, defendeu esta quinta-feira que os países das Nações Unidas devem escolher uma mulher para o suceder no cargo, cujo mandato termina no final de 2016.

“Acredito que é altura de os Estados-membros discutirem e considerarem esta aspiração”, disse Ban Ki-Moon em referência a repetidos apelos para que seja uma mulher a liderar as Nações Unidas.

O diplomata sul-coreano recordou que os oito secretários-gerais da ONU foram todos homens e defendeu que há muitas mulheres “qualificadas, com experiência e comprometidas”, que podem desempenhar bem a função.

A ideia de uma mulher a dirigir a ONU já foi defendida em anteriores processos de seleção, mas tem ganho peso apenas nos últimos meses.

Países como a Colômbia têm impulsionado campanhas para que a Ban Ki-Moon suceda uma secretária-geral, tal como a imprensa internacional, incluindo o jornal norte-americano New York Times, num editorial publicado o mês passado.

Segundo a tradicional rotação por regiões, a Ban Ki-Moon deverá suceder uma pessoa proveniente dos países da Europa de Leste, tendo sido apontado o nome de Irina Bokova, antiga ministra dos Negócios Estrangeiros da Bulgária e atual diretora-geral da UNESCO.

O nome do ex-primeiro-ministro António Guterres, atual Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, tem sido apontado como possível candidato ao cargo de secretário-geral da ONU, mas remeteu para mais tarde o anúncio de uma decisão sobre a matéria.

“Sobre essas matérias, a seu tempo se verá o que faz sentido”, respondeu o antigo primeiro-ministro, a uma pergunta da Rádio Renascença sobre se mantém a expectativa de uma candidatura a secretário-geral das Nações Unidas, no final do ano.

O processo de seleção do próximo secretário-geral da ONU promete ser mais transparente que nunca, depois de na semana passada a Assembleia-Geral da ONU aprovar uma resolução que estabelece que os candidatos podem ser entrevistados por aquele órgão.

No passado, o processo estava marcado por discussões à porta fechada entre os membros do Conselho de Segurança, que depois de chegarem a acordo davam o nome à Assembleia-geral da ONU para aprovação.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Uso de máscara pode salvar 130 mil vidas nos EUA até final de fevereiro, revela estudo

As medidas de distanciamento social, principalmente o uso de máscaras em público, podem salvar até 130 mil vidas nos Estados Unidos (EUA), revelou um novo estudo divulgado na sexta-feira. Em abril, o Presidente dos Estados Unidos …

A guerra contra o plástico está a distrair-nos da poluição invisível

O atual foco na poluição de plástico está a fazer com que as pessoas descurem o tipo de poluição que não é possível ver, alerta uma equipa de investigadores. O plástico é um material incrivelmente útil …

A pandemia veio interromper as touradas no Peru. Mas há quem não esteja muito satisfeito com isso

Em poucos meses a pandemia do novo coronavírus conseguiu um feito há muito desejado por ativistas de todo o mundo: interrompeu as touradas. O cancelamento dos espetáculos - criticados pela sua violência para com os …

Dezenas de sites franceses com propaganda islâmica após pirataria informática

Várias dezenas de pequenos websites franceses foram afetados por uma onda de pirataria informática, publicando mensagens de propaganda islâmica, indica hoje a agência noticiosa France-Press (AFP). Mensagens como “Vitória para Maomé, vitória para o Islão e …

Jogos Olímpicos em 2021 vão mostrar que "humanidade derrotou o vírus"

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, disse esta segunda-feira que o país está "determinado" em organizar os Jogos Olímpicos no verão de 2021 e declarou que o evento servirá "como prova de que a humanidade derrotou …

Herdeiro da Samsung assume as rédeas da empresa depois da morte do pai

Lee Jae-Yong, filho do presidente da Samsung, assumiu a liderança da empresa depois do seu pai ter falecido este domingo. O herdeiro assume as rédeas numa altura em que a gigante da tecnologia procura evoluir. Sob …

Vídeos de suicídios, abortos ou abusos sexuais. Ex-moderadora do YouTube descreve pesadelo (e processa plataforma)

Uma ex-moderadora do YouTube apresentou uma queixa contra a plataforma na segunda-feira, acusando-a de não proteger os funcionários que são sujeitos a uma análise e remoção de vídeos violentos publicados na página. O processo contra o …

Resultados nos Açores levam PS a pensar em eleições antecipadas

O PS voltou a ganhar as eleições regionais dos Açores, obtendo 39,13% dos votos, o que não garante a maioria absoluta. Os resultados levam o partido a pensar já em eleições antecipadas. "[O governo regional] está …

"Ainda não sei bem o que fiz". João Almeida e Rúben Guerreiro de volta a Portugal

João Almeida e Rúben Guerreiro foram duas das maiores figuras desta edição do Giro, a volta a Itália em bicicleta. Os dois ciclistas aterraram esta segunda-feira, em Lisboa, e parece que ainda não perceberam a …

Autarca de Pedrógão Grande critica "péssima investigação" sobre reconstrução de casas

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande acusou o Ministério Público e a Polícia Judiciária de terem feito uma "péssima investigação" no processo sobre a reconstrução das casas, cujo julgamento se iniciou esta segunda-feira. "[As acusações] …