A famigerada E.coli é agora usada para fazer calças de ganga amigas do ambiente

Quando modificada em laboratório, a bactéria Escherichia coli pode substituir o índigo, o corante mais utilizado para tingir a ganga.

De acordo com um estudo publicado recentemente na revista Nature Chemical Biology, a bactéria intestinal Escherichia coli, conhecida como E. coli, pode substituir o índigo, o corante mais utilizado para fazer calças de ganga.

Realizado por vários centros de investigação dos Estados Unidos e pela Universidade de Copenhaga, na Dinamarca,o estudo realça que a modificação desta bactéria, fácil de manipular em laboratório, pode pôr fim ao fabrico químico do índigo.

A E.coli, conhecida por causar diarreias, infeções urinárias e alimentares, pode vir a revolucionar a indústria têxtil. De acordo com os cientistas, esta é uma estratégia de fabrico de tinta sustentável e que acabaria com a “utilização de produtos químicos agressivos”.

Numa primeira fase, os investigadores identificaram os genes da planta de índigo (Polygonum tinctorium), do qual é extraído o corante. Em laboratório, alteraram os genes da bactéria E. coli para que expressasse esse gene e adicionaram-lhe uma mistura de enzimas e moléculas que permitiram chegar ao resultado desejado.

Segundo o DN, que cita o jornal espanhol ABC, embora seja uma forma ecológica de fabricar calças de ganga, o método não é prático a nível industrial. Mas John Dueber, investigador da Universidade da Califórnia e um dos autores do estudo, assegura que “o produto final é o mesmo”.

Para tingir um par de calças de ganga são necessárias cerca de cinco gramas e, para as obter, são precisos “vários litros de bactéria”. O próximo passo da investigação passa por tentar tornar o processo de fabrico mais eficiente.

“É química pura e pura. Encontraram uma maneira de produzir semiartificialmente o corante, sem ser através do organismo original. Esta forma de produzir uma bactéria que todos temos será muito mais barata e amiga do ambiente”, explica Jaime Nina, professor do Instituto de Higiene e Medicina Tropical.

Segundo o virologista, esta é uma “curiosidade científica” que “pode ter saída industrial” caso atinja uma escala maior. Nas palavras do especialista, a bactéria E. coli tem características que faz dela uma espécie de “rato de laboratório”.

“Cresce facilmente numa enorme quantidade de ambientes, é relativamente pouco perigosa, fácil de manipular e desenvolve-se em meios onde outras bactérias não crescem, razão pela qual é responsável por infeções urinárias. É uma bactéria segura“, conclui o Jaime Nina.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Rui Rio vence segunda volta. Líder reeleito quer "estabilidade, lealdade e unidade"

O presidente social-democrata, Rui Rio, afirmou hoje que espera poder “trabalhar com estabilidade e lealdade”, recusou que o PSD esteja “partido” e vincou estar “a iniciar o momento para marcar a unidade” no partido. O líder …

Gatos não se importam de comer pessoas mortas (e há um estudo que mostra como o fazem)

Uma nova investigação analisou como é que dois gatos selvagens se alimentaram de cadáveres humanos. Os animais mostraram preferência por corpos específicos ao longo de vários dias. No Forensic Investigation Research Station, no estado norte-americano do …

"Árvores dinossauro". Bombeiros australianos conseguiram salvar floresta pré-histórica

Os bombeiros australianos conseguiram salvar dos incêndios uma floresta com árvores pré-históricas localizada no sudeste do país, anunciou o Governo. Em causa estão árvores da espécie Wollemia nobilis, vulgarmente conhecidas como Pinheiro de Wollemi, que se …

Príncipe Harry e Meghan renunciam aos títulos da realeza

O Palácio de Buckingham anunciou, este sábado, um acordo em que o príncipe Harry e a sua mulher renunciaram aos respetivos títulos, abandonando os deveres enquanto membros seniores da família real do Reino Unido e …

Polaris Slingshot chega ao mercado com um sistema de transmissão inovador

A nova versão do Polaris Slingshot vem equipado com um sistema de transmissão que mescla a condução do manual com o conforto do automático. Para quem não conhece o Polaris Slingshot, apresentado pela primeira vez em …

Turistas estão a invadir Hallstatt, a aldeia austríaca que terá inspirado "Frozen"

Considerado Património Mundial pela UNESCO desde 1997, Hallstatt, na Áustria, possui apenas 778 moradores e tem uma sequência de casas em estilo alpino. Em 2010, antes do lançamento do primeiro filme da Disney, "Frozen", a cidade …

Teerão vai enviar caixa negra do avião abatido para a Ucrânia

O Irão vai enviar para a Ucrânia as gravações da caixa negra do avião ucraniano que abateu acidentalmente, na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais. Hassan Rezaeifer, chefe de investigações de acidentes do …

António Folha já não é treinador do Portimonense

O treinador apresentou a demissão do comando técnico do Portimonense, este sábado, depois de perder na deslocação ao lanterna-vermelha Desportivo das Aves, por 3-0. "Antes de me fazerem qualquer pergunta sobre o jogo, queria transmitir que …

Há pombos cowboys em Las Vegas (e voluntários estão a tentar salvá-los)

Por alguma razão, alguém decidiu colar chapéus vermelhos minúsculos de cowboy em pombos de Las Vegas, nos Estados Unidos. Agora, a equipa do Lofty Hopes Pigeon Rescue está a tentar salvá-los. Há uma missão para resgatar …

Youtube encaminha milhões de utilizadores para desinformação climática

Os algoritmos do YouTube estão a encaminhar milhões de utilizadores de vídeos de empresas para a desinformação sobre as alterações climáticas, através de serviços de publicidade online, de acordo com uma investigação da comunidade virtual …