À terceira foi de vez. Amaragem no Tejo foi primeira opção para avião sem comandos

Depois de duas tentativas de aterragem falhadas e de se ter admitido uma amaragem no Rio Tejo ou no mar, o avião da Air Astana que este domingo declarou emergência em pleno voo pousou em segurança, em Beja. A aeronave sofreu “falha crítica nos sistemas de navegação”.

O avião da Air Astana que este domingo declarou emergência em pleno voo aterrou em Beja, depois de duas tentativas falhadas. A aeronave, que levava a bordo seis pessoas, sofreu uma “falha crítica nos sistemas de navegação e controlo de voo“.

O Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF) vai investigar o incidente.

O  avião declarou emergência quando sobrevoava uma zona próxima de Lisboa. O aparelho da Air Astana aterrou finalmente no aeroporto de Beja às 15h28, à terceira tentativa, disse à Lusa fonte aeronáutica.

A aeronave borregou (termo técnico da aviação para designar tentativas frustradas de aterragem) duas vezes, antes de conseguir aterrar na pista 19 do aeroporto de Beja. Segundo a mesma fonte, “a aterragem correu bem”, como é patente num vídeo captado por um dos dois aviões F-16 da Força Aérea Portuguesa que fizeram o acompanhamento da aeronave.

O voo KZR 1388 descolou de Alverca às 13h21 e tinha como destino Minsk, capital da Bielorrúsia. A bordo seguia apenas a tripulação, composta por seis pessoas. O avião, um Embraer, esteve a fazer manutenção nas oficinas da OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal.

A página na internet do ‘Flight Radar’, que faz um rastreamento dos voos, identificava o voo KZR 1388, da companhia Air Astana (Cazaquistão), a vermelho.

Por volta das 14h50, o avião estava a sobrevoar a zona do Alto Alentejo e era possível ver-se que tinha uma trajetória irregular, dirigindo-se para sul. O avião estava a fazer um circuito aéreo sobre a região para perder combustível, até ser tomada uma decisão quanto à resolução do problema.

Durante a emergência, as autoridades chegaram a equacionar a possibilidade de a aeronave fazer uma amaragem no rio Tejo ou no mar, mas as condições atmosféricas não o permitiram.

A aeronave chegou finalmente a Beja e pelas 15h15 tentou uma nova abordagem à pista, acabando finalmente por conseguir aterrar, à terceira tentativa. O piloto foi recuperando com o tempo alguns dos instrumentos que tinham avariado, o que lhe permitiu aterrar em Beja.

O GPIAAF já enviou uma equipa de investigadores a Beja para recolher os dados da aeronave e obter informações da tripulação que se encontrava no aparelho, com vista à realização de uma investigação à ocorrência.

A bordo do avião seguia uma tripulação de seis pessoas, dois dos quais foram “encaminhados para o Hospital de Beja porque não se sentiriam muito bem”, devido a “todo o stress”, mas não apresentavam “nada de especial”, revelou o comandante da Base Aérea de Beja, coronel piloto-aviador Fernando Costa, em conferência de imprensa.

Os dois tripulantes, um homem de 37 anos, do Cazaquistão, e outro de 54, natural de Inglaterra, já tiveram, entretanto, alta do Hospital José Joaquim Fernandes, revelou à Lusa fonte hospitalar.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A questão que coloco, e desculpem a ignorância, é: Se for em Terra é aterragem. Se for no mar é amaragem. E se for no rio não deveria ser ariagem? Fica a dúvida.

RESPONDER

MP acusa três inspetores do SEF de homicídio de imigrante ucraniano

O Ministério Público acusou esta quarta-feira três inspetores do SEF do homicídio qualificado de um cidadão ucraniano, ocorrido a 12 de março no Centro de Instalação Temporária do Aeroporto de Lisboa. Segundo uma nota da Procuradoria …

UE prepara lei que obriga gigantes tecnológicas a partilhar dados

A União Europeia (UE) está a preparar-se para forçar as gigantes tecnológicas a partilharem os dados que têm dos consumidores com empresas rivais menores, de acordo com uma nova lei que a Comissão Europeia está …

Morreu o autor argentino Quino, criador de Mafalda

O autor argentino Quino, célebre por ter criado a contestatária personagem de banda desenhada Mafalda, morreu esta quarta-feira em Mendoza, na Argentina, aos 88 anos, revelou a agência Efe. De acordo com o jornal argentino Clarín, …

"Quem decide quem o PS apoia são os órgãos do partido", diz Pedro Nuno Santos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, afirmou que "quem decide quem o PS apoia são os órgãos do partido", um dia após o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, ter …

Biden revelou impostos de 2019 antes do debate. Pagou mais 200 mil dólares do que Trump

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, divulgou na terça-feira a sua declaração de impostos de 2019, horas antes do seu primeiro debate televisivo contra o republicano Donald Trump, que se viu …

IGAI. Oito elementos do SEF com processos disciplinares pela morte de ucraniano

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) vai instaurar oito processos disciplinares a elementos do SEF na sequência do inquérito que apurou as circunstâncias da morte de um cidadão ucraniano no aeroporto de Lisboa. Além dos oito …

Disney vai despedir 28 mil trabalhadores nos EUA devido ao "impacto prolongado da covid-19"

A Disney anunciou que vai despedir cerca de 28 mil trabalhadores dos seus parques de diversão, cruzeiros e outros eventos nos Estados Unidos devido à crise financeira causada pela pandemia de covid-19. A covid-19 chegou e …

OE2021: IVA gasto em alguns setores vai poder ser recuperado nas compras seguintes

O IVA suportado pelos consumidores em serviços ou produtos dos setores mais afetadas pelo impacto da pandemia vai poder ser recuperado nas compras seguintes realizadas nos mesmos setores, disse o ministro Pedro Siza Vieira. Em causa …

Temeu-se uma explosão em Paris. Mas foi "apenas" um caça a quebrar a barreira do som

Um avião militar que ultrapassou a barreira do som provocou esta quarta-feira o receio de que tivesse ocorrido uma explosão em Paris, já que o barulho foi ouvido em grande parte da capital francesa e …

Maduro propõe neutralizar sanções norte-americanas com Lei Antibloqueio

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, entregou na terça-feira um projeto de Lei Antibloqueio à Assembleia Constituinte (AC, composta unicamente por simpatizantes do regime) para neutralizar os efeitos das sanções impostas pelos Estados Unidos (EUA) …