Quase todos os autores de tiroteios em massa dos últimos 50 anos têm estas 4 coisas em comum

Larry W. Smith / EPA

Um estudo encomendado pelo Governo norte-americano analisou todos os tiroteios em massa desde 1966 e chegou a algumas conclusões únicas.

Homem caucasiano com historial de perturbações mentais ou violência doméstica. É este o estereótipo que as pessoas normalmente têm de um autor de um tiroteio em massa. Um novo estudo encomendado e financiado pelo Governo norte-americano permitiu perceber que esta ideia preconcebida não é completamente descabida e descobriu algumas coisas em comum entre quase todos os autores destes crimes.

Graça a este estudo, os investigadores notaram que quase todos os atiradores passaram por traumas durante a infância, uma crise pessoal ou por um luto moroso, um “guião” ou exemplos que validam os seus sentimentos e, por último, acesso a uma arma de fogo.

Os investigadores esperam que os resultados possam permitir uma abordagem mais holística e baseada em provas. “Dados não são algo político. A nossa esperança é que isso leve os debates mais além”, disse a coautora do estudo, Jillian Peterson, citada pela VICE.

Este é o estudo mais completo alguma vez feito sobre o tema, incluindo mais de 100 variáveis na análise aos tiroteios em massa. Este é um problema particularmente preocupante nos Estados Unidos, com o número de casos a aumentar gradualmente ao longo dos anos.

Dos 167 incidentes nos últimos 53 anos, um em cada cinco ocorreram nos últimos cinco anos e metade deles desde o início do milénio. Ainda em agosto deste ano, registaram-se dois tiroteios em menos de 24 horas que terão causado 27 mortos.

Quase metade dos atiradores tiveram acesso às armas de fogo por vias legais, enquanto 13% deles roubaram ou pediram a arma emprestada. Além disso, as suas motivações também se estão a tornar cada vez mais raciais, religiosas e misóginas.

O estudo traçou ainda o perfil dos atirados para os diferentes tipos de tiroteios.

Escolas: Homens caucasianos, normalmente estudantes ou ex-alunos da escola com um historial de trauma. Grande parte deles são suicidas e planeiam com cuidado o seu crime.

Universidades: Homens não-caucasianos que são estudantes da universidade, suicidas e com um historial de violência ou trauma de infância.

Emprego: Homens na casa dos 40 sem uma raça específica, normalmente empregados na empresa com um sentimento de injustiça em relação ao local de trabalho.

Culto religioso: Homens caucasianos na casa dos 40, motivados por ódio ou violência doméstica e cujo tiroteio é, grande parte das vezes, pouco planeado.

Sítios de comércio: Homens caucasianos, na casa dos 30 anos, com historial de violência e registo criminal, maioritariamente sem qualquer ligação ao local e com problemas mentais ou psicológicos.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. 1ª coisa em comum: moram nos EUA;
    2ª coisa em comum: têm armas;
    3ª coisa em comum: são apoiantes do Trump;
    4ª coisa em comum: são atrasados mentais;

  2. em poucas palavras os EUA ,ja nao sao o el dorado ou paraiso civilizacional ,uma economia decadente ,claro que isso agrava e aumenta os actos de violencia ,o facil acesso a armas facilita ,mas nao constitui a causa ,pois a 50 anos o acesso ainda era mais facil

  3. e ainda dizem que o estudo é completo e sem politiquices, no entanto não mencionam o que realmente é comum, é este pessoal estar todo a tomar drogas legais, nomeadamente antidepressivos e afins.

RESPONDER

OMS: Portugal não foi escolhido por acaso para acolher a Champions. Foi dos que melhor lidou com a covid-19

Portugal “não foi escolhido por acaso” para acolher a final da Liga dos Campeões de futebol, mas porque “foi um dos países que melhor lidou” com a covid-19, assinala um conselheiro da Organização Mundial da …

Há quatro anos, Ronaldo saiu em lágrimas e Paris foi surpreendida pelo "patinho feio"

Foi precisamente há quatro anos que Portugal sagrou-se campeão europeu de futebol. Na final da competição, a Seleção derrotou a anfitriã França, por 1-0. Portugal começou o Euro 2016 com o pé esquerdo. Num grupo com …

China alerta para pneumonia "mais mortal" do que a covid-19. Informações "incorretas", garante Cazaquistão

A Embaixada da China no Cazaquistão alertou esta quinta-feira os cidadãos chineses para uma pneumonia desconhecida, cuja mortalidade é "muito maior" do que a covid-19. De acordo com o jornal chinês Global Times, que cita um …

Cláusula "secreta" permite nacionalização encapotada do Novo Banco

Na eventualidade de um cenário adverso, um mecanismo exigido por Bruxelas prevê a intervenção direta do Estado no Novo Banco. Isto pode levar a uma espécie de nacionalização encapotada. A venda do Novo Banco ao fundo …

Descoberta uma mina de ocre pré-histórica nas cavernas subaquáticas do México

As cavernas subaquáticas ao longo da península de Yucatán, no México, contêm um vasto labirinto de relíquias arqueológicas. A vasta rede de cavernas submersas guardam segredos dos Maias. Porém, uma nova descoberta remonta a episódios …

Da alta velocidade entre Porto Lisboa ao novo aeroporto. Os dez pilares de Costa e Silva para a retoma do país

O diretor diretor executivo da petrolífera Partex, António Costa Silva, convidado pelo Governo para estudar um plano de retoma económica para o período pós-pandemia, já apresentou as suas ideias ao Executivo socialista. Num documento com …

Fim das reuniões no Infarmed. BE quer dados da pandemia entregues ao Parlamento (e publicados na Internet)

Com o fim das reuniões entre peritos e políticos no Infarmed, o Bloco de Esquerda quer que os deputados passem a receber informações e dados científicos sobre a evolução da pandemia no Parlamento. De acordo com a …

Ter um cão pode ajudar as crianças a comportarem-se melhor

Ter um cão durante a infância pode ajudar a melhorar a saúde física e emocional das crianças, de acordo com uma nova investigação levada a cabo pelo Telethon Kids Institute, sediado na Austrália. A mesma …

Marcelo com reeleição garantida. Ana Gomes em segundo com o dobro de André Ventura

Se decidir recandidatar-se à Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa vencerá confortavelmente à primeira volta, revela uma nova sondagem. De acordo com a pesquisa de opinião da Aximage para o Jornal Económico, o atual …

Presidente interina da Bolívia infetada com covid-19

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez, testou positivo para o novo coronavírus, anunciou esta sexta-feira a própria, referindo que está bem. “Estou positiva para a covid-19, estou bem, trabalharei em isolamento. Juntos, seguiremos em frente”, …