Dia de Todos os Santos divide os autarcas. Há concelhos que não vão fechar cemitérios

Daniel Silva / Facebook

Cemitério de Agramonte no Porto.

Todos os anos, o dia 1 de novembro carateriza-se pela ida dos portugueses aos cemitérios para recordar os seus entes queridos que já partiram. Num ano típico como tem sido este, a tradição pode não se cumprir, mas as autarquias já se dividem nas opiniões.

Em plena pandemia a abertura dos cemitérios no feriado de Todos os Santos está a dividir as autarquias. Enquanto Gaia, Coimbra, Cascais e Viana do Castelo vão manter as portas dos cemitérios abertos, Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Trofa consideram que a melhor opção é fechar, apesar da Conferência Episcopal ter apelado à abertura destes espaços.

Para as autarquias que decidam abrir este ano, a visita aos cemitérios vai ter medidas mais apertadas.

Em Gaia, a autarquia vai manter os cemitérios abertos, sendo que haverá um tempo limitado de permanência para cada pessoa ou família. “No máximo, vão poder estar 45 minutos no interior do cemitério“, adianta Eduardo Vítor Rodrigues à Renascença. O autarca alerta que entrar “no raciocínio de que tudo pode ter risco, qualquer dia fecha-se tudo, porque tudo tem risco”.

Também o presidente da autarquia local de Coimbra, Manuel Machado, sugeriu alargar para três dias o período em que os cemitérios funcionam com um horário maior do que é habitual. “Teremos condições de segurança acrescidas, com controlo de acessos em termos de número de pessoas para evitar ajuntamentos e respeitar as regras da Direção-Geral da Saúde”, explica.

A autarquia de Viana do Castelo também optou pela abertura dos cemitérios, mas vai contar com o apoio dos escuteiros, da GNR e da PSP para ajudar na fiscalização.

Mais a sul, em Cascais, o presidente da Câmara, Carlos Carreiras, garante que “vai manter o funcionamento como tem estado a fazê-lo”, mas “obviamente reforçando os meios para se cumprirem as regras colocadas pela DGS”, quer em termos de concentração de pessoas, quer na preocupação de higienização de todos aqueles que queiram visitar os cemitérios.

No entanto, nem todos os concelhos vão aplicar medidas e preferem manter as portas fechadas no feriado. Depois da Póvoa de Varzim, também Vila do Conde e Trofa decidiram encerrar os cemitérios, por decisão da vigaria local.

Num comunicado enviado à Renascença, o padre Luciano Lagoa, vigário de Trofa e Vila do Conde, explica que a decisão se deve às “circunstâncias” impostas pela pandemia de Covid-19 após recomendação da CEP, que aconselhava a suspensão de “concentrações religiosas passíveis de forte propagação da pandemia”.

Sem um consenso alargado entre os autarcas de todo o país, espera-se que o dia 1 de novembro seja celebrado em alguns concelhos, enquanto noutros os cemitérios deverão ter mesmo a porta fechada.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Caça ao tesouro secular. Lendária ilha pode esconder Santo Graal, manuscritos de Shakespeare e jóias reais

Perto da Nova Escócia, no Canadá, há uma lendária ilha com misteriosos túneis e estranho artefactos. Há quem acredite que esconde o Santo Graal, os manuscritos de Shakespeare e um tesouro de um capitão. Porém, …

Aprender "baleiês" pode evitar choque de navios com o animal

Uma equipa de cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, tem uma nova ideia para salvar as baleias-azuis em migração das colisões com navios. Durante a época de migração das baleias-azuis, os animais enfrentam sérios …

Afinal, os carros elétricos não são a melhor resposta para combater as alterações climáticas

Os carros elétricos, surgem como alternativas mais sustentáveis aos veículos a gasolina ou gasóleo, podem não ser a melhor forma de combater as alterações climáticas no âmbito dos transportes, de acordo com um novo estudo. …

Seria Jesus um mágico? Há arte romana que parece sugerir que sim

Em alguma arte antiga, Jesus é retratado a fazer milagres com algo na mão que parece ser uma varinha. Investigadores sugerem que se trata de um cajado, que era usado como símbolo de poder. Segundo a …

Nem todos os clubes estão a afundar – alguns estão a prosperar durante a pandemia

Nem todos os clubes estão a sofrer às mãos desta pandemia de covid-19. Alguns deles têm conseguido bons resultados financeiros apesar da crise. A covid-19 provou ser um adversário devastador para o desporto profissional em todo …

Kibus: o aparelho que vai revolucionar a forma como os nossos cães se alimentam

Ter cães como melhores amigos pode ser muito benéfico, mas também traz a sua dose de trabalho e responsabilidades. Levar ao veterinário, dar banho, levar a passear, brincar, dar de comer... No fundo é como …

Marta Temido antevê dias complicados e alta pressão sobre o SNS (e admite novas medidas)

A ministra da Saúde disse que se vive "um momento muito difícil da evolução da pandemia em Portugal e na Europa" e que "os próximos dias se anteveem complicados e com elevada pressão sobre o …

O maior navio de guerra americano disparou o seu primeiro míssil

O maior navio de guerra norte-americano, o USS Zumwalt, disparou pela primeira vez um míssil. O projétil disparado intercetou com sucesso o alvo de teste. Em 2015, o maior e mais futurista contratorpedeiro da Marinha norte-americana …

Republicanos no Senado preparam-se para um possível "mundo pós-Trump"

Enquanto os republicanos enfrentam um eleição que pode trazer más notícias para o Presidente e o seu partido, alguns começam a se distanciar de Donald Trump, ao mesmo tempo que tentam não atrair a sua …

Dez curiosidades sobre o asteróide Bennu

A primeira missão da NASA a enviar uma amostra de um asteroide antigo chegou ao seu alvo, o asteroide Bennu, no dia 3 de dezembro de 2018. Esta missão, OSIRIS-REX (Origins, Spectral Interpretation, Resource Identification, Security-Regolith …