Na Austrália, há cobras que saltam (e os cientistas querem saber porquê)

Cientistas da Virgínia, no Estados Unidos, descobriram na Austrália uma espécie de cobra comum das árvores que é capaz de saltar entre galhos e folhas.

Tratam-de das cobras de árvores australianas da espécie Dendrelaphis, espécimes não venenosos e inofensivos para os seres humanos, segundo escreve o IFL Science.

Existem cobras que vivem em árvores um pouco por todo o mundo. Estes animais são bastantes ágeis e, apesar de não terem membros, conseguem atirar-se, planar e erguer-se sobre as copas das árvores.

Existem cinco espécies conhecidas de cobras “voadoras” do género Chrysopelea, que se estendem pelo sudeste Asiático, China, Índia e Sri Lanka. Na prática, estas cobras não voam, mas planam, usando o mesmo mecanismos dos chamados esquilos voadores.

Em 2010, Jake Socha, professor do Departamento de Engenharia Biomédica e Mecânica da Virginia Tech, conseguiu filmar um espécime de Dendrelaphis pictus, também conhecido como “bronzeback pintado”, a saltar na natureza na Malásia.

A espécie Dendrelaphis está intimamente relacionada com o Chrysopelea e, por isso, este comportamento não é totalmente surpreendente. Ainda assim, frisam os cientistas, este comportamento não tinha ainda sido confirmado e estudado.

Para melhor compreender o fenómeno, Michelle Graham, que estuda a dinâmica das “cobras voadoras” no Laboratório de Socha, no estado norte-americano da Virgínia, e é orientada por Jake Socha, foi até à Austrália para ver se conseguia capturar alguns espécimes para que estes mostrassem as suas habilidade em laboratório.

A especialista, que é candidata a um doutoramento na área, construiu uma espécie de circuito com canos e galhos, tentando que as cobras saltassem entre os espaços livres, conta a National Geographic.

Graham descobriu que, de facto, as cobras do género Dendrelaphis podem saltar, atirando-se através das lacunas vazias. Para isso, começam por se agachar antes de se lançarem num movimento ascendente. “O interessante nestas cobras é a sua capacidade para executar todos estes comportamentos de locomoção sem membros”, disse.

A especialista conseguiu confirmar que as Dendrelaphis podem saltar, mas a investigação não se vai ficar por aqui: Graham quer saber agora o porquê, uma vez que existem poucas informações que explicam este comportamento planador, quer em cobras como em lagartos ou esquilos.

“Ser a primeira pessoa a estudar esse comportamento significa que realmente não conhecemos o contexto em que uma cobra o faz (…) Será um comportamento de fuga? É um comportamento de transporte comum? É apenas algo que fazem por diversão? Ninguém sabe, certo?“, rematou, prometendo tentar explicar o fenómeno.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …

Empresa está a contratar uma pessoa que será paga para usar pijamas e dormir

Um start-up de colchões da Índia, que se descreve como uma "empresa de soluções para dormir" está a contratar alguém que será pago apenas para fazer isso mesmo. O objetivo é testar os seus produtos de …

O primeiro local funerário de compostagem humana do mundo abre em 2021

Prevê-se que a primeira instalação funerária de compostagem humana do mundo abra na primavera de 2021, depois de os legisladores do Estado de Washington terem legalizado o processo póstumo no início do ano. A empresa Recompose, …

Estado emprestou dois milhões à Cruz Vermelha para pagar salários

A Parpública SGPS emprestou dois milhões de euros ao Hospital da Cruz Vermelha, nomeadamente para fazer pagamento de salários. A Parpública SGPS, holding tutelada pelo Ministério das Finanças, libertou dois milhões de euros para permitir ao …

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …

Capital do Natal de Algés avança com queixa-crime contra promotores

A organização da Capital do Natal, evento que decorre em Algés, Oeiras, vai apresentar uma queixa-crime contra os promotores turísticos que "adulteraram a oferta do parque", o que defraudou "um conjunto alargado de pessoas". Em causa …

Menino de 5 anos convidou todos os colegas do infantário para assistir à sua adoção

Um menino de cinco anos de Michigan, nos Estados Unidos, convidou a sua turma do infantário para testemunhar à sua adoção legal. A criança, identificada como Michael, foi adotada formalmente pela sua nova família na passada …