Cientistas criam o primeiro “engenho de água” matemático. Simula qualquer máquina de Turing

ESA

Há sete anos, Terence Tao, famoso pela sua ampla visão da investigação matemática atual, propôs uma nova abordagem para resolver o famoso problema das equações de Navier-Stokes, que descrevem o movimento dos fluidos. 

Eva Miranda, professora da Universidade Politécnica da Catalunha (UPC) e membro do Instituto de Ciências Matemáticas (ICMAT) viu a publicação no blogue de Terence Tao, que chamou a sua atenção porque, na altura, estava a terminar um trabalho com Daniel Peralta-Salas e Robert Cardona sobre fluidos em espaços de fronteira.

Agora, juntamente com Francisco Presas, os investigadores conseguiram, pela primeira vez, construir soluções para um fluido capaz de simular qualquer máquina de Turing, motivados pela abordagem Tao.



Uma máquina de Turing é uma construção abstrata capaz de simular qualquer algoritmo. Recebe, como dados de entrada, uma sequência de 0 e 1 e, após alguns passos, devolve um resultado, também na forma de 0 e 1.

O fluido estudado pelos cientistas pode ser considerado a primeira “máquina de água”: toma como dado de entrada um ponto no espaço, processa-o – seguindo o caminho do fluido através desse ponto – e oferece como resultado a próxima região para a qual o fluido se moveu.

O resultado é um fluido incompressível e sem viscosidade – as equações de Navier-Stokes consideram a viscosidade – na dimensão três.

Uma das principais consequências do resultado é que permite provar que certos fenómenos hidrodinâmico são indecidíveis. Por exemplo, se enviarmos uma mensagem dentro de uma garrafa, não podemos garantir que chegue ao destinatário.

Algo semelhante aconteceu com os 29 mil patos de borracha que caíram de um cargueiro durante uma tempestade e perderam-se no oceano em 1992: ninguém podia prever onde apareceriam.

Assim, não existe um algoritmo que nos permita garantir se uma partícula fluida passará por uma determinada região do espaço num tempo finito.

“Essa incapacidade de prever, que é diferente daquela estabelecida pela teoria do caos, representa uma nova manifestação do comportamento turbulento dos fluidos”, afirmam os investigadores, em comunicado.

“Na teoria do caos, a imprevisibilidade está associada à extrema sensibilidade do sistema às condições iniciais – o bater de uma borboleta pode gerar um tornado –, neste caso vai mais longe: provamos que não haver nenhum algoritmo que resolva o problema não é uma limitação do nosso conhecimento, mas da própria lógica matemática”, enfatizam.

Segundo os cientistas, isso mostra a complexidade do comportamento dos fluidos, que aparecem em vários campos, desde a previsão do tempo até à dinâmica do fluxo de uma cascata.

Na sua relação com o problema Navier-Stokes, os investigadores são cautelosos. “A proposta de Tao é, no momento, hipotética“, sublinham. A ideia é usar um computador aquático para forçar o fluido a acumular cada vez mais energia em regiões cada vez menores, até que se forme uma singularidade, ou seja, um ponto em que a energia se torne infinita.

A existência ou não de singularidades nas equações é justamente o proble.ma de Navier-Stokes. No entanto, “de momento, não sabemos como fazer isto para as equações de Euler ou Navier-Stokes”.

Este estudo foi publicado esta semana na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences.

Maria Campos, ZAP //

 

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …

Designer cria um "terceiro olho" para quem vive agarrado ao telemóvel

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel. O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye ('terceiro olho' …

Depois de Ronaldo e da Coca Cola, Pogba imitou-o com a Heineken (e a UEFA podia castigar Portugal e França)

Após Cristiano Ronaldo ter removido duas garrafas de Coca Cola da mesa onde se sentou para uma conferência de imprensa no Euro 2020, foi a vez do francês Paul Pogba ter feito o mesmo com …

Adeptos portugueses proibidos de entrar na "fan zone" de Budapeste

Momento confuso numa zona da capital da Hungria, na véspera do jogo com Portugal, na estreia no Europeu 2020. A Hungria não escapou ao coronavírus mas, entre os países que recebem jogos do Europeu 2020, é …

Mulher recebe quatro certificados de imunidade - e nenhum é válido

O governo da Hungria está a emitir cartões que garantem que determinada pessoa, na teoria, é imune ao coronavírus. Mas nem tudo corre bem. A vida nas ruas da Hungria é diferente do que se vive …

Novo vídeo mostra morcegos vivos em laboratório de Wuhan (e adensa o mistério sobre a origem da pandemia)

Para já, é possível afirmar que o consenso científico aponta para a origem zoonótica do novo coronavírus, que confirma a versão chinesa de que o patógeno passou de morcegos para um animal e desse para …

Canal 11 anuncia jogos que não transmite (e avisou 5 minutos antes)

Sucedem-se os casos de jogos de futebol que, apesar de estarem inseridos na programação oficial do canal, não são transmitidos, ou são transmitidos noutro dia. Último caso aconteceu em Varzim. O Canal 11 revolucionou a transmissão …

Quadro clínico do candidato do PS à Câmara de Viseu “agrava-se substancialmente”

No domingo, João Azevedo foi internado na unidade de cuidados intensivos coronários do Centro Hospitalar Tondela-Viseu devido a um problema cardiovascular e o estado de saúde agravou-se nas últimas horas. A situação clínica do candidato do …

Turquia 0-2 País de Gales | Rumo aos “oitavos” à boleia de Bale

O País de Gales venceu hoje a Turquia por 2-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A do Euro2020 de futebol, disputado em Baku, no Azerbaijão, ficando mais perto dos oitavos de final. Num jogo …

É impossível fiscalizar novas regras da DGS para eventos familiares. "Tem de ser na base da denúncia"

A Direcção-Geral de Saúde (DGS) passou a recomendar a realização de testes à covid-19 em eventos familiares com mais de dez pessoas, como casamentos e baptizados. Mas para fiscalizar esse tipo de situações, só "na …