Até as estrelas têm auroras (e já as podemos ver)

Uma equipa internacional de astrónomos observou sinais de rádio estranhos vindos de uma anã vermelha. Estas ondas bizarras estavam a ser produzidas pela interação com um exoplaneta que orbitava a estrela, criando uma aurora.

Apesar de isto já ter sido previsto há mais de três décadas, esta é a primeira vez que os astrónomos conseguiram realmente ver este sinal.

Em 16 de junho de 2016, os astrónomos avistaram o sinal intrigante vindo da GJ1151, uma anã vermelha comum situada a 26 anos-luz de distância na constelação Ursa Maior. As estrelas emitem todos os tipos de sinais eletromagnéticos, mas as frequências baixas nunca tinham sido estudadas em detalhe. Após descartar várias possibilidades, os investigadores estão confiantes de que a única explicação é a interação entre a estrela e um planeta.

Esta observação é uma nova etapa no estudo detalhado sobre as propriedades dos exoplanetas nestes sistemas. As anãs vermelhas são os tipos mais comuns de estrelas na Via Láctea. São muito mais frias e mais pequenas do que o Sol, mas têm campos magnéticos mais fortes. Muitas anãs vermelhas conhecidas são orbitadas por planetas do tamanho da Terra e, à medida que orbitam, podem criar interações magnéticas peculiares. Agora, finalmente, conseguimos detetá-las.

“O movimento do planeta no forte campo magnético de uma anã vermelha age como um motor elétrico da mesma forma que um dínamo de bicicleta, o que gera uma corrente que alimenta auroras e emissões de rádio na estrela”, disse Harish Vedantham, do Instituto Holandês de Radioastronomia (ASTRON) e principal autor do estudo, em comunicado.

Este tipo de interação também é visível no Sistema Solar, mas não no Sol. Uma interação semelhante acontece entre Júpiter, que tem um campo magnético muito forte, e a sua lua vulcânica Io. Estas interações são mais brilhantes do que o próprio Sol em algumas frequências de rádio baixas.

“Adaptamos o conhecimento de décadas de observações de rádio de Júpiter ao caso desta estrela”, disse Joe Callingham, co-autor do estudo. “Há muito tempo se prevê que uma versão ampliada de Júpiter-Io exista na forma de um sistema de planeta estelar e a emissão que observamos encaixa-se muito bem na teoria”.

As observações foram possíveis graças ao radiotelescópio de baixa frequência (LOFAR) e os resultados foram publicados este mês na revista científica Nature Astronomy. Agora, a equipa está a olhar para mais anãs vermelhas para perceber quão comum é este  fenómeno.

“O objetivo a longo prazo é determinar qual o impacto da atividade magnética da estrela na habitabilidade de um exoplaneta e as emissões de rádio são uma grande peça desse quebra-cabeça”, explicou Vedantham. “O nosso trabalho mostrou que isto é viável com a nova geração de radiotelescópios e coloca-nos num caminho emocionante”.

Espera-se que o LOFAR encontre pelo menos outros 100 sistemas na vizinhança solar e futuros observatórios, como o Square Kilometer Array, poderão encontrar ainda mais.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Telescópio FAST detetou três misteriosos sinais rádio do ainda jovem Universo

O gigante telescópio chinês FAST (Five Hundred Metre Aperture Spherical Telescope) detetou três misteriosas rajadas rápidas de rádio (FRB) que ocorreram quando o Universo era ainda jovem. As rajadas rápidas de rádio são um dos …

Áustria reitera rejeição de acordo comercial UE-Mercosul

O Governo austríaco, numa carta enviada ao primeiro-ministro, António Costa, reiterou a sua rejeição do acordo comercial UE-Mercosul e apelou a que Portugal, enquanto presidência da União Europeia (UE), “assegure” que a sua votação seja …

Em Málaga, pode comer-se o pão mais caro do mundo. É feito com ouro e prata

É na padaria espanhola Pan Piña que se confeciona aquele que é, de momento, o pão mais caro de todo o mundo. Este é vendido por uma quantia que pode chegar até aos 3.700 euros …

Novas evidências apontam eventual localização dos destroços do MH370. Jornalista sugere que foi abatido

O chefe da busca fracassada pelo voo MH370 da Malaysia Airlines está a pedir um novo inquérito com base em novas evidências que podem finalmente resolver o mistério do desaparecimento da aeronave há sete anos. De …

Cidade nos EUA testou o rendimento básico universal. "Os números foram incríveis"

Além de a percentagem de pessoas que tinham um emprego a tempo inteiro ter subido, os participantes da iniciativa também relataram sentir-se menos ansiosos. De acordo com o estudo publicado esta quarta-feira, citado pela agência …

Belenenses 0-3 Benfica | Vendaval suíço após o descanso

O Benfica venceu o dérbi com a Belenenses SAD, em jogo a contar para 22ª jornada da Liga NOS, por 3-0. Uma partida que teve uma primeira parte mal jogada e com muitas dificuldades para as …

Investigador apresenta nova geração de drones minúsculos e ágeis. São inspirados em mosquitos

Os mosquitos são insetos incrivelmente acrobáticos e resistentes durante o voo, o que os ajuda a navegar entre rajadas de vento, obstáculos e incertezas. Agora, uma equipa de investigadores construiu um sistema que se aproxima …

OMS considera que a pandemia podia ter sido evitada se alguns países não tivessem sido lentos a reagir

O diretor-geral da OMS afirmou esta segunda-feira que alguns países reagiram lentamente à declaração de emergência sanitária global em janeiro de 2020, desperdiçando-se uma "janela de oportunidade" para evitar a pandemia de covid-19. "A 30 de …

Louvre recupera armadura do século XVI roubada há quase 40 anos

O peitoral e o capacete elaboradamente decorados, que estavam desaparecidos desde 1983, datam do século XVI e voltaram finalmente ao museu do Louvre, em França. Quase quatro décadas depois, um peitoral e um capacete do século …

Queixas por cibercrime disparam. Fraude com MB Way foi o crime mais denunciado

O Ministério Público (MP) da Comarca de Lisboa registou 6676 denúncias por crimes informáticos em 2020, um aumento de 15% (mais 998) face a 2019. MB Way é um dos sistemas onde estão associadas mais …