Astrónomos descobrem passado sombrio da “Estrela da Morte”

Gabi Perez / Instituto de Astrofísica das Canárias

A estrela HIP 68468, gémea do Sol, pode ter engolido planetas, com base no lítio e nos elementos refratários descobertos perto da sua superfície

A estrela HIP 68468, gémea do Sol, pode ter engolido planetas, com base no lítio descoberto perto da sua superfície

Uma equipa internacional de cientistas, incluindo investigadores da Universidade de Chicago, fez a rara descoberta de um sistema planetário com uma estrela parecida com o Sol. A estrela tem uma composição invulgar, que indica que ingeriu alguns dos seus planetas.

“Isso não significa que o Sol vai devorar a Terra em breve,” afirma Jacob Bean, da Universidade de Chicago e coautor do artigo publicado na Astronomy & Astrophysics.

“A nossa descoberta fornece uma indicação de que as histórias violentas podem ser comuns em sistemas planetários, incluindo no nosso”, adiantou.

Os astrónomos descobriram o primeiro planeta em órbita de uma estrela que não o Sol em 1995. Desde então, foram identificados mais de dois mil exoplanetas. Entre eles, são raros os que orbitam uma estrela parecida com o nosso Sol.

Devido à sua semelhança extrema com o Sol, estes denominados gémeos solares são alvos ideais para investigar as ligações entre as estrelas e os seus planetas.

Bean e colegas estudaram a estrela HIP 68468, situada a 300 anos-luz de distância, como parte de um projeto de vários anos para descobrir planetas que orbitam gémeos solares.

“É complicado extrair conclusões de um único sistema”, explicou a co-autora da investigação, Megan Bedell, sublinhando que a equipa irá “estudar mais estrelas como esta para ver se é um resultado comum do processo de formação planetária”.

Descoberto um super-Neptuno e uma super-Terra

Usando o telescópio de 3,6 metros do Observatório La Silla no Chile, a equipa de investigação descobriu o seu primeiro exoplaneta em 2015.

A mais recente descoberta ainda terá de ser confirmada, mas inclui dois candidatos a planeta – um super-Neptuno e uma super-Terra, que orbitam muito perto da sua estrela-mãe.

Um dos planetas é 50% mais massivo que Neptuno, e o outro, a primeira super-Terra em torno de um gémeo solar, tem três vezes a massa do nosso planeta e está tão perto da estrela que completa uma órbita a cada três dias.

“Estes dois planetas provavelmente não se formaram onde os vemos atualmente. Devem ter migrado do exterior do sistema planetário. E outros planetas podem ter sido expelidos do sistema – ou ingeridos pela estrela hospedeira“, acrescenta Megan Bedell.

A composição de HIP 68468 aponta para uma história de ingestão planetária – contém quatro vezes mais lítio do que seria de esperar para uma estrela com 6 mil milhões de anos, bem como um excesso de elementos refratários – metais resistentes ao calor e que são abundantes em planetas rochosos.

No interior de estrelas como HIP 68468 e o Sol, o lítio é consumido ao longo do tempo. Os planetas, por outro lado, preservam o lítio porque as suas temperaturas internas não são suficientemente altas para destruir o elemento químico.

Ou seja, quando uma estrela engole um planeta, o lítio que o planeta deposita na atmosfera estelar salta à vista. E o lítio e o material do planeta rochoso consumido, presentes na atmosfera de HIP 68468, são equivalentes à massa de seis Terras.

A equipa continua a estudar mais de 60 gémeos solares à procura de mais exoplanetas. Além disso, o GMT (Giant Magellan Telescope), atualmente em construção no Chile, será capaz de detetar mais exoplanetas parecidos com a Terra em torno de gémeos solares.

ZAP / CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

Morreu Rogério "Pipi", histórico jogador do Benfica

O ex-futebolista internacional português, que se evidenciou ao serviço do Benfica nas décadas de 40 e 50 do século passado, morreu este domingo, um dia depois de completar 97 anos. "Foi com profunda tristeza e pesar …

Milhares de manifestantes voltam às ruas de Hong Kong

A polícia de Hong Kong deteve, este domingo, onze pessoas e apreendeu várias armas, incluindo uma pistola, pouco antes do início de uma manifestação convocada para a cidade, para a qual se espera uma forte …

Irão e Estados Unidos trocam prisioneiros

Irão e Estados Unidos realizaram, este sábado, uma troca de prisioneiros que envolveu a troca de um investigador sino-americano por um cientista iraniano detido pelos EUA, num avanço diplomático que surge após meses de tensão …

Coreia do Norte anuncia "teste muito importante" em local de lançamento de mísseis

A Coreia do Norte anunciou ter realizado um "teste muito importante" no local de lançamento de mísseis de longo alcance, defendendo que terá um efeito fundamental na futura posição estratégica do país. A Agência Central de …

Balas que assassinaram John F. Kennedy preservadas em modelo 3D

A partir do próximo ano, os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos vão disponibilizar, no seu catálogo online, imagens 3D das balas que assassinaram o antigo presidente norte-americano John F. Kennedy. Para criar os modelos das …

Pela primeira vez, neurónios artificiais foram criados para curar doenças crónicas

Uma equipa de investigadores conseguiu recriar as propriedades biológicas dos neurónios em chips, que podem ser úteis ajudar na cura de doenças neurológicas crónicas. Naquele considerado um feito única na ciência, investigadores da Universidade de Bath …

Cientistas encontram uma relação negativa "muito forte" entre inteligência e religiosidade

Uma equipa de investigadores sugere que pessoas religiosas tendem a ser menos inteligentes do que pessoas sem crenças religiosas. O estudo tem gerado uma grande controvérsia. A religião é um tema forte, capaz de juntar ou …

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …