As alterações climáticas estão a “asfixiar” os oceanos

Os efeitos da diminuição de oxigénio serão “dramáticos” para os habitats e as economias costeiras que dependem dos oceanos.

O oxigénio dos oceanos diminuiu 2% entre 1960 e 2010, prevendo-se que no ano de 2100 essa quantidade sofra uma redução adicional entre 3% e 4% devido ao aquecimento global, segundo um inventário mundial, apresentado no sábado em Madrid.

Os efeitos desta diminuição de oxigénio serão “dramáticos” para os habitats e as economias costeiras que dependem dos oceanos, concluiu o inventário mundial “A desoxigenação dos oceanos: um problema de todos”, desenvolvido pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN) e apresentado no âmbito da 25.ª Conferência das Partes (COP25) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, que em Madrid.

Segundo a informação do inventário, a perda de oxigénio dos oceanos está estreitamente relacionada com o aquecimento e a acidificação dos oceanos, causados pelo aumento do dióxido de carbono (CO2), em consequência das emissões de gases com efeito de estufa e da chamada fertilização dos oceanos.

A maior parte do excesso de calor retido pela Terra é absorvida pelos oceanos, o que inibe a difusão do oxigénio desde a superfície até às profundidades, e o aumento de nutrientes que chegam através dos rios promove a proliferação de algas e o conseguinte aumento da exigência de oxigénio, explicou Dan Laffoley, responsável do programa de ciência e conservação marinha da IUCN.

Os dados do inventário indicam que a média mundial de desoxigenação esconde mudanças locais que poderiam ser mais severas em latitudes médias ou altas, pelo que algumas simulações de modelos oceânicos preveem para o ano 2100 uma diminuição do stock de oxigénio dos oceanos até 7% num cenário sem alterações.

O estudo identificou mais de 900 zonas costeiras e mares semifechados em todo o mundo objeto dos efeitos da eutrofização (enriquecimento excessivo das águas com nutrientes ou matéria orgânica).

Destas zonas, mais de 700 têm problemas de hipoxia (falta de oxigénio) – na década dos anos 60 eram 45 – e o volume de águas completamente esgotadas de oxigénio quadruplicou, de acordo com os dados do inventário.

Os investigadores assinalaram que a combinação da hipoxia induzida pela eutrofização pode ser revertida se forem adotadas as medidas necessárias, mas a hipoxia causada pelo aquecimento do planeta é mais difícil de combater.

Por isso, urge empenhar um “esforço drástico” de redução das emissões de gases de efeito estufa para atenuar o índice de diminuição do oxigénio dos oceanos do mundo ou desoxigenação, apontou a professora Lisa Levin, do Scripps Institution of Oceanography, considerando que este é um novo problema de importância mundial ainda desconhecido.

Além dos danos provocados por ações humanas como a sobrepesca, a contaminação, a destruição de habitats ou os plásticos, não existe uma variável ambiental de tal importância ecológica para os ecossistemas marinhos que tenha alterado tão drasticamente em tão pouco tempo em consequência das atividades humanas como o oxigénio dissolvido, indicou John Baxter, especialista em áreas protegidas da IUCN.

John Baxter referiu que, ainda que se conheçam as causas, não se presta atenção às consequências que a longo prazo este fenómeno terá para a saúde humana, a economia e a sociedade, nomeadamente a perda de biodiversidade, alterações na distribuição das espécies, desaparecimento ou redução dos recursos pesqueiros e alterações nos ciclos biogeoquímicos.

A informação do inventário destaca o oceano como uma das fontes de oxigénio para a atmosfera, apesar de representar apenas 0,6% da atmosfera, e o Mar Báltico e o Mar Negro como os maiores ecossistemas marinhos semifechados em que a quantidade de oxigénio é baixa.

Mas as repercussões da desoxigenação não se limitam só aos mares fechados ou semifechados, uma vez que as zonas com quantidade limitada de oxigénio se expandiram drasticamente na maior parte do Atlântico nos últimos 50 a cem anos, inclusive mares com ligação, como o Mediterrâneo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Todos contra Ventura. Joacine e saudação nazi foram a gota de água (e até há um boicote ao Hard Club)

O deputado André Ventura está no centro de todas as críticas depois de ter sugerido a deportação da deputada do Livre Joacine Katar Moreira. Uma saudação nazi durante um comício do Chega também está a …

Fotos tiradas em segredo a Schumacher à venda por 1 milhão de euros

Fotografias recentemente captadas de Michael Schumacher, numa cama, na sua casa na Suíça, estão a venda por 1,2 milhões de euros. A sua esposa, Corinna, está a tentar travar a sua divulgação. Alguém fotografou em segredo …

Yoko Ono estava a "controlar" a vida de John Lennon, escreve irmã do ex-Beattle no seu livro de memórias

Julia Baird, irmã de John Lennon, publicou um livro de memórias chamado "Imagine This" onde relata as suas vivências da infância com o músico e os momentos posteriores à fama do "beattle". A irmã de John …

Governo quer primeira liga de futebol em sinal aberto

O Governo recomenda a transmissão televisiva de partidas referentes à I Liga de futebol em sinal aberto. De acordo com um despacho publicado em Diário da República, na lista de eventos que o Governo considera …

Eureka Shoes fecha todas as suas lojas em Portugal

A empresa de calçado portuguesa Eureka Shoes vai fechar todas as suas lojas (13) em Portugal, avança o jornal Eco esta quarta-feira. “A rede de lojas Eureka irá desconectar-se gradualmente a partir de hoje e …

Rio diz que para Costa "alegada ilegalidade" da redução do IVA "depende de quem a propõe"

O presidente do PSD, Rui Rio, criticou hoje António Costa no Twitter, considerando que para o primeiro-ministro “a alegada ilegalidade” da proposta dos sociais-democratas de redução do IVA da eletricidade “depende de quem a propõe …

Portugueses continuam sobre-endividados. 29 mil pediram ajuda à Deco

Mais de 29.000 sobre-endividados voltaram a pedir ajuda à Deco em 2019, tal como em 2018, sendo a principal causa de endividamento a deterioração das condições laborais, em vez do desemprego. O balanço do ano avançado …

Lidl retira produto das prateleiras. Pode causar intoxicações e danos no fígado

O Lidl retirou três lotes de orégãos picados Kania de venda e pediu aos clientes que compraram este produto, que o devolvessem assim que possível. A cadeia de supermercados alemã Lidl anunciou esta terça-feira que retirou …

GNR obrigados a almoçar com ministro. Famílias ficaram à porta

Os 388 novos guardas da GNR foram obrigados a almoçar com o Ministro da Administração Interna, depois da cerimónia de compromisso de honra, obrigando os familiares a ter de ficar à espera no exterior. Esta …

Nove padres e religiosos suspeitos de abuso sexual de menores em Itália

O Ministério Público de Prato, na região italiana da Toscana, abriu uma investigação contra nove religiosos da antiga comunidade Discípulos da Anunciação, suspeitos de cometerem abuso sexual contra menores entre 2008 e 2016. As acusações envolvem …