Argentina aceita pagar dívida aos fundos abutres

Guillermo Viana y Nahuel Padrevecchi-gv / GCBA / Flickr

Mauricio Macri, presidente da Argentina

O Senado da Argentina aprovou esta quinta-feira o projeto de lei que autoriza o país a saldar as dívidas com fundos de investimento litigantes em tribunais de Nova Iorque e com outros credores.

Ao fim de quase 15 horas de debate, 54 votos a favor e 16 contra permitiram a aprovação do pagamento de 4,6 mil milhões de dólares (quatro mil milhões de euros) a fundos especulativos, também chamados de fundos abutres, que têm dívida do país, para pôr fim a um litígio que começou com o colapso financeiro de 2001, e uma emissão de dívida de 12,5 mil milhões.

Depois de anos de impasse durante a presidência de Cristina Kirchner, o novo Governo de centro-direita do Presidente Mauricio Macri, que chegou ao poder em dezembro, apresentou, em fevereiro, uma proposta prevendo reembolsar 6,5 mil milhões de dólares dos 9 mil milhões de dólares detidos pelos fundos que recorreram à justiça.

Ao fim de semanas de negociações, a Argentina conseguiu chegar a acordo com quatro fundos de investimento (incluindo o NML e o Aurelius), que resistiam, mas acabaram por aceitar um desconto de 25%.

Este acordo permite também à Argentina retomar os pagamentos aos outros credores que aceitaram perder 70% do valor das obrigações que detinham nas reestruturações de dívida de 2005 e 2010.

Estes fundos especulativos ficaram conhecidos como “abutres” pelo facto de terem adquirido os títulos de dívida a preços muito baixos, “moribundos”, já com a intenção de procurarem ganhos através da litigação em tribunal.

A administração de Macri qualificou o acordo como amargo mas como um remédio necessário para acabar com o estatuto de pária que o país tem nos mercados internacionais de capitais.

A Argentina ficou excluída desde o seu incumprimento financeiro de 2001 avaliado em quase 100 mil milhões de dólares, o maior da história na altura.

Agência Brasil

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Gostei da designação “fundos abutres”… E não serão TODOS? FMI incluido? Mas… Não estarão a fazer juízos de valor em vez de informar apenas? Depois têm necessidade de se defender… Refiro-me, é claro, ao ZAP…

RESPONDER

"Não ficaria surpreendido com um regresso de Ronaldo ao Real Madrid"

O internacional português José Fonte revelou que não ficaria surpreendido com um eventual regresso de Cristiano Ronaldo ao Real Madrid. "Sei que o [Cristiano Ronaldo] ama Madrid, isso é certo. É claro que adora o …

Robôs substituem estudantes em cerimónia de graduação no Japão

Impedidos de estarem na sua cerimónia de graduação por causa do novo coronavírus, estudantes japoneses marcaram presença com a ajuda de robôs. Com as universidades fechadas devido à pandemia de covid-19, muitos foram os estudantes universitários …

Governo flexibiliza prescrição eletrónica de medicamentos

Esta quinta-feira, foi publicado em Diário da República o decreto-lei que cria o regime excecional de prescrição eletrónica de medicamentos durante o estado de emergência. O Governo criou um regime excecional de prescrição eletrónica de …

Médicos imigrantes impedidos de ajudar a combater o coronavírus nos EUA

Devido às regras dos vistos, muitos médicos imigrantes estão a ser proibidos de ajudar a combater a pandemia de covid-19 fora do hospital em que trabalham. Os Estados Unidos continuam a sentir em força as consequências …

Espanha insiste em emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo"

A ministra da Economia espanhola diz que o acordo alcançado pelo Eurogrupo "fazia falta", mas insiste que haja emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo". O Parlamento espanhol aprovou, entretanto, a renovação do estado …

Hyundai apresenta conceito de novo elétrico conduzido com joysticks

A Hyundai apresentou o conceito para um novo veículo, chamado Prophecy. O carro elétrico não é guiado pelo tradicional volante, mas sim por dois joysticks. As feiras automóveis estão todas interrompidas devido à pandemia de covid-19, …

Hospital da Cruz Vermelha excluído da rede de combate à pandemia

O Hospital da Cruz Vermelha não vai integrar a "rede covid", criada em resposta à pandemia do novo coronavírus, anunciou esta quinta-feira o executivo, realçando que esta decisão é tomada porque, face à situação atual, …

Coronavírus. Luvas de látex são perigosas quando não utilizadas corretamente

Quase como acontece com as máscaras, caso não sejam utilizadas corretamente, as luvas descartáveis de látex podem ser perigosas, ajudando a disseminar mais facilmente o vírus. A pandemia de covid-19 despertou grande interesse de como as …

Bloco de Esquerda "não vai aceitar austeridade" no pós-pandemia

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda diz que "não vai aceitar austeridade" em 2021, após a pandemia da covid-19, e garantiu que, pelo seu partido, "não faltará maioria" para ajudar Portugal a sair de …

Em Canonica d'Adda, homens e mulheres têm dias diferentes para ir às compras

A presidente da câmara de uma pequena cidade da Lombardia, Canonica d'Adda, em Itália, decidiu que homens e mulheres terão dias diferentes para fazer compras, visando limitar a multidão nas lojas e lutar contra a …