Arábia Saudita. Repórteres sem Fronteiras pedem acusação do príncipe herdeiro pela morte de Khashoggi

USDoD / Wikimedia

O príncipe saudita Mohammed bin Salman

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) entrou com uma ação judicial na Alemanha, na qual pede a acusação do príncipe herdeiro saudita Mohammed Bin Salman por crimes contra a humanidade, incluindo o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, em 2018.

Segundo noticiou esta terça-feira a Time, a ação, apresentada a 01 de março, é a primeira a ser movida contra a Arábia Saudita na Alemanha. A escolha do país deve-se ao compromisso do governo alemão com a liberdade de imprensa e a com proteção de jornalistas. Além disso, o seu sistema judicial concede aos tribunais jurisdição sobre os principais crimes internacionais, referiu a RSF.

A ação surge após a CIA ter divulgado um relatório no qual revelava que o príncipe herdeiro “aprovou uma operação para capturar ou matar Khashoggi”, assassinado no consulado saudita em Istambul, na Turquia, em outubro de 2018.

Entretanto, foram impostas sanções e os Estados Unidos (EUA) restrigiram os vistos a 76 funcionários sauditas. A 01 de março, o Departamento de Estado norte-americano se recusou a confirmar se o príncipe herdeiro estava nessa lista, relatou o Guardian.

“Os responsáveis ​​pela perseguição de jornalistas na Arábia Saudita, incluindo o assassinato de Jamal Khashoggi, devem ser responsabilizados pelos seus crimes”, disse o secretário-geral da RSF, Christophe Deloire, num comunicado com detalhes sobre a ação judicial.

A Arábia Saudita está na 170.ª posição no Índice Mundial de Liberdade de Imprensa da RSF, que inlcui 180 países.

Além da morte de Khashoggi, a denúncia da RSF aborda a situação de 34 jornalistas que foram detidos na Arábia Saudita, entre eles o escritor Raif Badawi, condenado em 2014 a 10 anos de prisão e a 1000 chicotadas por acusações relacionadas aos conteúdos de um blogue que o próprio fundou.

Com mais de 500 páginas, a denúncia detalha assassinatos, tortura, violência sexual, desaparecimentos e outros crimes contra a humanidade cometidos contra jornalistas.

A 24 de fevereiro, um tribunal alemão condenou um ex-membro dos serviços de segurança do Presidente sírio Bashar al-Assad a quatro anos e meio de prisão por cumplicidade na tortura de civis. Este foi o primeiro veredicto do género por crimes contra a humanidade cometidos durante a guerra civil síria.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

"Contra tudo e contra todos". Moedas fez história em Lisboa

O cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, afirmou hoje ter vencido “contra tudo e contra todos”, porque “a democracia não tem dono”, agradeceu o “voto de confiança” e comprometeu-se …

Ventura admite que “vitória não foi total” ao falhar objetivo de ficar em terceiro

O líder do Chega admitiu hoje que a “vitória não foi total” nas autárquicas de domingo, ao falhar o objetivo de ser a terceira força política, mas defendeu que se “fez história” em Portugal, recusando …

Liveblog Autárquicas. Carlos Moedas ganha Lisboa

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Contra a "vigarice" das sondagens, "o PSD teve um excelente resultado"

O PSD conseguiu todos os objectivos a que se propôs nestas eleições autárquicas, segundo Rui Rio. O presidente do PSD considera que o partido teve "um excelente resultado" contra a "vigarice" das sondagens e "contra …

Medina assume derrota em Lisboa. "É uma indiscutível vitória de Carlos Moedas"

Fernando Medina acaba de assumir a derrota nas eleições autárquicas, felicitando Carlos Moedas pela vitória na Câmara de Lisboa. "É uma indiscutível vitória pessoal e política de Carlos Moedas", sublinha Medina. "Foi um privilégio servir esta …

Costa: "PS continua a ser o maior partido autárquico nacional"

António Costa canta vitória nas eleições autárquicas, apesar de ainda não se conhecerem os resultados finais de Lisboa, Sintra e Loures. Para o secretário-geral socialista, não há dúvida de que o "PS continua a ser …

O "primeiro amarelo" para Costa e o "CDS superou todos os objectivos"

"O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas". É assim que Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, canta vitória, considerando que António Costa "viu o seu primeiro cartão amarelo". Na reacção …

Pegadas provam que as Américas foram povoadas milhares de anos antes do que pensávamos

Investigadores descobriram evidências da presença de humanos nas Américas: pegadas com, pelo menos, cerca de 23.000 anos. A nossa espécie começou a migrar para fora de África há cerca de 100.000 anos. Além da Antártida, as …

Jerónimo assume que CDU ficou "aquém", mas não é "determinante para a política nacional"

Jerónimo de Sousa reconhece que os resultados da CDU, nas eleições autárquicas, ficaram "aquém" dos objectivos, mas alerta que não são "determinantes para a política nacional" e rejeita a hipótese de deixar a liderança do …

Geringonça à direita... ou à esquerda? Com Moedas e Medina taco a taco, IL e Bloco entram em jogo

Freguesia a freguesia, eis como Fernando Medina e Carlos Moedas estão a disputar a eleição para a Câmara de Lisboa. As sondagens dão um empate técnico e a Iniciativa Liberal já manifestou que está disponível …