Antigo continente descoberto sob as águas das ilhas Maurícias

Timothywildey / Flickr

-

Um grupo de cientistas descobriu no oceano Índico, sob as águas das ilhas Maurícias, restos do antigo continente chamado Gondwana que se desintegrou há 200 milhões de anos.

O Gondwana incluía a maior parte das zonas que constituem os continentes do Hemisfério Sul, incluindo a Antártida, América do Sul, África, Madagáscar, Seicheles, Índia, Austrália, Nova Guiné e Nova Zelândia.

A descoberta, publicada na revista britânica Nature Communications, aconteceu após ter sido encontrado zircónio com 3 mil milhões de anos, sobre a superfície das ilhas.

Os especialistas constataram que não é comum encontrar restos deste antigo mineral – que se produz principalmente em rochas dos continentes – na superfície de uma ilha tão jovem.

Concluíram, portanto, que os restos encontrados no oceano Índico são um pedaço de crosta que posteriormente foi coberto por lava durante as erupções vulcânicas na ilha.

Llywelyn2000 / Wikimedia

Da Pangea ao presente, passando por Gondwana

Da Pangea ao presente, passando por Gondwana

O estudo, realizado pelo geólogo Lewis Ashwal, da Universidade de Witwatersrand, Michael Wiedenbeck, do Centro Alemão de Investigação para as Geociências e Trond Torsvik, da Universidade de Oslo, sustenta que os restos de zircónio são demasiados antigos para pertencerem às ilhas Maurícias.

Portanto, os cientistas estão convencidos que se trata de uma pequena peça do continente antigo que se rompeu desde a ilha de Madagáscar, quando a África, a Índia, a Austrália e a Antártida se separaram e formaram o oceano Índico.

Segundo Ashwal, o fato de ter sido encontrado zircónio com tantos anos demonstra que nas ilhas Maurícias “podem existir materiais da crosta terrestre muito mais antigos”.

De acordo com os resultados, sustenta-se que a ruptura não implicou “uma simples divisão do supercontinente Gondwana”, mas sim uma “fragmentação complexa que aconteceu com fragmentos de crosta continental de tamanhos variáveis deixados à deriva dentro da bacia do oceano Índico em evolução”.

O geólogo explica que o zircónio é um mineral que contém urânio, tório e chumbo e, ao sobreviver muito bem ao processo geológico, apresenta um rico registo de processos geológicos que podem datar-se com grande precisão.

Esta nova descoberta trás novos conhecimentos sobre os mecanismos das placas tectónicas e sobre os jovens epicentros oceânicos.

ZAP // EFE

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Mais de mil operacionais combatem cinco grandes fogos em Portugal

Mais de 1100 operacionais e 16 meios aéreos estão a combater, esta quinta-feira, os cinco maiores incêndios rurais em território continental, concentrados sobretudo na região Centro, de acordo com dados da Proteção Civil. Segundo o site …

Coca-Cola financiou estudos científicos que minimizaram o papel das bebidas açucaradas na obesidade, revela investigação

A Coca-Cola terá financiado com milhões de dólares vários estudos científicos que minimizaram o impacto das bebidas açucaradas na obesidade. A conclusão é de uma investigação publicada na revista médica Public Health Nutrition, que conta …

André Ventura vai pedir suspensão temporária do mandato no Parlamento

O deputado do Chega vai pedir, em setembro, a suspensão do mandato parlamentar até fevereiro do próximo ano para se dedicar às campanhas eleitorais da região dos Açores e das Presidenciais. Em declarações à agência Lusa, …

Governo abre concursos para 800 novos técnicos especializados nas escolas

As escolas vão poder contratar mais de 800 novos técnicos especializados, um reforço de recursos humanos "englobado nas medidas excecionais de organização e funcionamento das escolas para o próximo ano letivo". "As escolas vão poder contratar …

Macron em Beirute: "Se não houver reformas, Líbano continuará a afundar-se"

O Presidente francês chegou, esta quinta-feira, a Beirute, no Líbano. É o primeiro chefe de Estado a visitar o país depois das explosões que destruíram parte da capital.  Emmanuel Macron aterrou no Líbano, esta quinta-feira, e …

"Eu disparei". Neonazi alemão confessa ter matado autarca Walter Lübcke

Um neonazi alemão confessou hoje em tribunal ter matado o autarca Walter Lübcke em 2019, homicídio que chocou o país e fez ressurgir o debate sobre a violência de extrema-direita na Alemanha. "Eu disparei" sobre Walter …

Há 16 anos que não havia tão pouca água na albufeira do Alqueva

É preciso recuar ao ano de 2004 para encontrar uma altura em que esta albufeira tenha tido menos água do que agora, que corresponde apenas a 63,8% do seu nível de pleno armazenamento. De acordo com …

CTT passam de lucros a prejuízos de dois milhões de euros

Os CTT registaram, no primeiro semestre deste ano, prejuízos de dois milhões de euros, o que compara com lucros de nove milhões de euros em igual período de 2019. "O resultado líquido foi de -2 milhões …

Equipa do ciclista em estado grave vai apresentar queixa-crime contra o rival

O diretor da equipa Deceuninck-Quick Step confirmou, esta quinta-feira, que vai apresentar uma queixa-crime contra o ciclista Dylan Groenewegen, face à sua responsabilidade na grave queda de Fabio Jakobsen no Tour da Polónia. "Confirmo as mensagens …

Caso do negócio das golas antifumo já tem 18 arguidos

O processo sobre a alegada corrupção no negócio das golas antifumo já tem 18 arguidos, entre os quais o ex-secretário de Estado da Proteção Civil, Artur Neves, e o presidente da Proteção Civil, Mourato Nunes. A …