Animais estão a ficar notívagos (e nós somos os culpados)

kohlmann.sascha / Flickr

Os mamíferos que vivem em zonas onde a presença humana é maior estão a mudar drasticamente os seus hábitos. Esta é a conclusão de um estudo publicado na revista Science, esta quinta-feira.

Os animais selvagens têm medo dos seres humanos e alteram os seus comportamentos de modo a evitar encontros. No entanto, essas mudanças têm efeitos na demografia, fisiologia e cadeias alimentares de que fazem parte.

Os ecossistemas de 75% do planeta foram alterados pelos humanos e os maiores afetados são as espécies selvagens que perdem terreno, ao ponto de algumas já terem desaparecido, avança o Diário de Notícias.

De acordo com um estudo publicado recentemente na Science, os mamíferos estão a tornar-se mais notívagos sempre que há humanos por perto. Esta é uma tendência que se está a verificar em todos os continentes, mas as consequências para os animais são ainda uma incógnita.

A equipa, liderada por Kaitlyn Gaynor, da Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, mostra que um total de 62 espécies de mamíferos está a mudar os seus padrões de forma significativa, adotando os períodos da noite para as suas atividade de alimentação, por exemplo, em ambientes onde a proximidade dos seres humanos é maior.

Os investigadores analisaram 76 estudos relativos a estas 62 espécies, que tinham monitorizado os padrões de geolocalização e câmaras fotográficas ativadas pelo movimento dos animais.

Posteriormente, avaliaram os comportamentos dos animais em zonas com e sem a presença dos humanos. Assim, descobriram que nos locais onde a presença humana é maior, os animais levam uma vida notívaga significativamente maior do que os seus companheiros de espécie que vivem em zonas com pouca influência humana.

A explicação, dizem os cientistas, é o medo. “Em sítios onde ambos coexistem como nos arredores das cidades, os animais selvagens podem minimizar o risco de se cruzarem com humanos fazendo uma separação temporal, como esta, em vez de espacial”, escrevem os autores do artigo científico.

Isto significa que os animais ficam mais ativos no período da noite, para evitarem encontros com humanos, sustenta o jornal.

As consequências da transformação dos hábitos destas espécies são ainda desconhecidas. No entanto, este é apenas o mote para estudos futuros, que nos darão pistas para novas estratégias de conservação destes mamíferos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Número de mortos por coronavírus continua a aumentar. Pico do surto deverá acontecer em 10 dias

O mais recente balanço de infetados com coronavírus na China continental aproxima-se dos seis mil, enquanto o vírus SARS infetou 5.237 pessoas. Número de mortos continua a subir e está nos 132. Só na China continental, …

Polícia Marítima intercetou embarcação com 11 imigrantes ilegais em Olhão

A Polícia Marítima detetou na madrugada desta quarta-feira uma embarcação com 11 imigrantes ilegais a bordo junto a Olhão, três dos quais tiveram de ser transportados ao Hospital de Faro para despistar problema de saúde. Segundo …

Análise ao sangue deteta chegada da menopausa dois anos antes

Para algumas mulheres, a chegada da menopausa é um marco importante nas suas vidas. No entanto, o dia em que isso acontecerá é uma grande incógnita. Um grupo de cientistas encontrou uma forma de descobrir quando …

Imagem revela possíveis camadas de arenito em Marte

O Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) da agência espacial dos Estados Unidos capturou uma incrível imagem da superfície do Planeta Vermelho. O Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) da NASA está em órbita há quase 14 anos. O instrumento …

A nova aquisição da NASA é uma "balança" para exoplanetas

No ponto mais alto das montanhas Quinlan, com vista para o deserto de Sonora, que se estende pelo sul do Arizona, o NEID recolheu as suas primeiras observações, conhecidas coloquialmente pelos astrónomos como a "primeira …

Dois satélites "reformados" podem estar prestes a colidir na órbita da Terra

Dois satélites desativados passarão muito próximos um do outro em 29 de janeiro e, de acordo com a empresa de rastreamento de satélites LeoLabs Inc, há uma probabilidade de 1 em 100 de colidirem. Embora a …

FC Porto 2-1 Gil Vicente | “Dragão” afasta crise com reviravolta

O FC Porto voltou a sorrir. Após dois desaires – ambos diante do Braga – nos últimos três jogos, os “azuis-e-brancos” regressaram aos triunfos e derrotaram o Gil Vicente por 2-1 esta terça-feira, num embate …

Aeroporto de Southampton tem uma equipa canina para acalmar os passageiros

O Aeroporto de Southampton, no Reino Unido, tem uma equipa canina para acalmar os nervos dos passageiros que não gostam muito de andar de avião. Se alguma vez aterrar em Southampton, no Reino Unido, não se admire …

"Padres-robôs" dão bênçãos, fazem casamentos e até funerais

A Inteligência Artificial está a pavimentar o seu caminho em várias religiões espalhadas pelo mundo. "Padres-robôs" são capazes de dar bênçãos, fazer casamentos e até funerais. Há um novo padre em Kodaiji, um templo budista com …

Livro sugeria que o 11 de setembro tinha sido "orquestrado pela CIA". Editora obrigada a corrigir

A editora francesa Ellipses Publications teve que corrigir um livro de História no qual era sugerido que os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos (EUA), foram "orquestrados pela CIA". Segundo noticiou …