Angola. Situação é “dramática” e há que “declarar guerra aberta” ao VIH/SIDA

Nic Bothma / EPA

A organização não-governamental Rede Angolana das Organizações de Serviços de Sida (Anaso) considera “dramática” a situação do VIH/SIDA em Angola, referindo que a taxa de prevalência de 2% “é irreal e não reflete o estado da epidemia” no país.

A média de novas infeções nos últimos quatro anos tem sido de 28 mil, que “é um quadro dramático para um país como Angola. Associado a isso temos de olhar para as crianças os 0 aos quatro anos, cuja média de infeções rondam os 5.500”, disse esta terça-feira António Coelho, secretário-executivo da Anaso, avançou o Expresso na terça-feira, citando a agência Lusa.

Para o responsável, Angola deve declarar “guerra aberta” conta a epidemia, porque o país ainda tem uma taxa de transmissão vertical de mãe para o filho na ordem os 26%.

“E isso passa por fatores fundamentais: melhorar a liderança política, que passa pelo funcionamento da Comissão Nacional de Luta contra a Sida e Grandes Endemias, bem como pelo compromisso, porque a luta precisa de pessoas comprometidas”, disse António Coelho.

Falando aos jornalistas à margem de um ‘workshop’ sobre balanço da subvenção VIH do Fundo Global 2016-2018 a Angola, promovido em Luanda pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), referiu que o país continua a precisar de financiamento para o combate a doença.

Daí que, observou, “temos de aproveitar bem os fundos disponibilizados e, finalmente, o problema dos dados, que continuam a não ser reais: 2,0% nos últimos cinco anos não é real”.

BBC

As autoridades angolanas anunciaram na terça-feira que das cerca de 310 mil pessoas que vivem com VIH/SIDA no país, apenas 75 mil fazem o tratamento antirretroviral, manifestando-se preocupadas com a “elevada taxa de abandono de cerca de 50%”.

De acordo com o secretário de Estado para a Saúde Pública de Angola, José Vieira da Cunha, a taxa de prevalência de VIH/SIDA no país é de 2,0%, afirmando que “determinantes sociais e a crise económica impediram os progressos da expansão do diagnóstico e tratamento” da epidemia.

Contudo, o secretário executivo da Anaso considera que, nos últimos anos, “apesar dos esforços do Governo e da sociedade civil”, o quadro de combate à epidemia em Angola “não registou avanços”.

“Infelizmente estagnámos e não estamos a avançar, porque os indicadores dizem-nos que, em relação as novas infeções, somos dos poucos países em África que ainda não conseguiram inverter a situação – o número de novas infeções e de mortes continua a aumentar e temos de rapidamente trabalhar no sentido de mudar o quadro”, acrescentou.

António Coelho entende, por outro lado, que um estudo junto da população deverá mostrar um quadro “atual e real” sobre a taxa de prevalência no país. “Estou certo de que essa prevalência vai subir, porque a realidade é muito diferente, porque sentimos todos os dias que há novas infeções e mortes por VIH/SIDA”, concluiu.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Breaking Bad" da vida real. Dois professores de Química acusados de produzir metanfetamina

Dois professores universitários de Química do estado do Arkansas, nos Estados Unidos, foram detidos no domingo por suspeitas de produzirem metanfetaminas. O caso tem atraído atenção mediática por se parecer inspirar no enredo da série …

TAP regista prejuízos de 111 milhões de euros até setembro

A TAP registou, nos primeiros nove meses deste ano, prejuízos acumulados de 111 milhões de euros que atribui a "variações cambiais sem impacto na tesouraria". "A TAP S.A. apurou um prejuízo acumulado, nos primeiros nove meses …

Coreia do Norte não está interessada em mais cimeiras com os EUA

A Coreia do Norte advertiu, esta segunda-feira, que "não está interessada" em mais cimeiras com os Estados Unidos, se Washington persistir na recusa em fazer concessões. A Coreia do Norte deu a Washington até ao final …

Refugiado detido que escreveu um livro pelo Whatsapp conquista a liberdade

O jornalista e escritor curdo-iraniano Behrouz Boochani, que estava detido há seis anos num centro de imigrantes na Austrália, conquistou a liberdade. Boochani escreveu, através de mensagens da rede social Whatsapp, o livro “No Friend But …

Pinto Luz não se resigna a disputar "campeonato dos pequeninos"

O candidato à liderança social-democrata afirmou, esta segunda-feira, não se resignar a um partido que disputa o "campeonato dos pequeninos" ou é "uma segunda escolha do PS", pedindo a "quem não gosta deste PSD" que …

Militares portugueses já salvaram mais de 14 mil migrantes no Mediterrâneo

Marinha, Polícia Marítima e Unidade de Controlo de Costa da GNR, ao serviço da agência Frontex, no sul de Espanha e de Itália, já resgataram 14.151 migrantes no Mediterrâneo desde 2014. As equipas militares portuguesas, a …

Estudantes de Medicina dizem adeus ao "terrível" Harrison

Mais de 2.700 recém-licenciados de Medicina realizaram, esta segunda-feira, a Prova Nacional de Acesso (PNA), que substitui o "terrível" Harrison. Esta segunda-feira, mais de 2.700 candidatos responderam pela primeira vez a 150 questões da Prova Nacional …

Vítimas de legionella de Vila Franca de Xira reclamam 2,6 milhões ao Estado

A Associação de Apoio às Vítimas do Surto de Legionella de Vila Franca de Xira reclama uma indemnização de 2,6 milhões de euros por falhas e omissões de entidades públicas em relação às vítimas que ficaram …

Pelo menos três mortos em tiroteio em supermercado no Oklahoma

Pelo menos três pessoas morreram, esta segunda-feira, num tiroteio num supermercado da cadeia Walmart em Duncan, cidade do Estado norte-americano Oklahoma. O responsável da polícia de Duncan, Danny Ford, citado pela televisão local TNN-ABC, indicou que …

Benfica tem 125 jogadores com contrato profissional. Sporting tem 123 e o FC Porto só 80

O Benfica tem assinado contratos profissionais com cada vez mais jogadores, ao longo dos últimos anos. Actualmente, o clube da Luz tem contrato com 125 atletas. O Sporting está lá perto, com vínculos profissionais com …