Anestesia pode “apagar” do cérebro memórias más e fobias

Dar aos pacientes uma dose de anestésico pode ajudá-los a recuperar de traumas passados ou até curar fobias, sugere um novo estudo.

Se se pedir às pessoas para recordar memórias dolorosas pouco antes de adormecerem sob o efeito do medicamento propofol, os cientistas descobriram que estas lembranças eram visivelmente mais fracas no dia seguinte.

Qualquer coisa, desde o medo de aranhas até transtorno de stresse pós-traumático, poderia ser aliviado se os investigadores conseguirem descobrir como aproveitar este efeito nos pacientes. Os cientistas costumavam supor que, uma vez que uma memória se forme na mente de alguém, era praticamente impossível eliminá-la.

Experiências em roedores gradualmente revelaram que este não era o caso, mas os procedimentos usados – como injetar substâncias no cérebro de ratos – não eram adequados para humanos.

Disparar choques elétricos nas cabeças das pessoas com depressão grave acabou por ser uma maneira eficaz de apagar as memórias más, mas também não era o ideal.

“A eletroconvulsoterapia é um tratamento muito invasivo, então se está a pensar a longo prazo em como seletivamente direcionar memórias emocionais que produzem problemas e possamos fazer algo mais simples, seria melhor”, disse Bryan Strange, da Universidade Politécnica de Madrid, ao The Independent.

Como as pessoas submetidas a estes tratamentos também recebem drogas anestésicas,  Strange e a sua equipa perguntaram-se se elas estavam a desempenhar um papel na perda seletiva de memória.

Quando sedadas em hospitais, os pacientes mostram alguma amnésia durante o período anterior ao procedimento, embora a perda de memória não se estenda às suas vidas. Para testar a ideia, a equipa começou a pedir a 50 participantes que assistissem uma apresentações de slides com histórias emocionantes, incluindo um menino envolvido em um acidente de carro e um ataque a uma jovem mulher.

Depois de uma semana, mostraram partes do slideshow para refrescar as memórias, antes de serem injetadas com propofol. A metade dos sujeitos, pediram que relembrassem a história 24 horas depois, bem como uma história que não tinha sido “reativada” nas suas mentes antes da sedação, de acordo com o estudo publicado no Science Advances.

Os investigadores descobriram que os participantes não conseguiam lembrar-se da história reativada tão bem como a não reativada. “O que foi interessante sobre os efeitos do propofol foi que foi muito seletivo para a componente emocional da história”, disse Strange, observando que foram os momentos de violência ou lesão que foram mais difíceis de lembrar.

Se memórias desagradáveis podem ser isoladas, potencialmente usando a realidade virtual, as fobias que podem ser encontradas em eventos específicos – como bater num carro – também podem ser isoladas e tratadas.

“Sabemos que o processo de memória inútil é uma parte fundamental de coisas como transtorno de stresse pós-traumático e também transtornos aditivos”, disse Ravi Das, da University College London.

Além de propofol, Das observou que outras drogas, incluindo a cetamina, estavam a ser consideradas no desenvolvimento destes novos tratamentos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Miguel Morgado desiste de se candidatar à liderança do PSD

O ex-adjunto de Pedro Passos Coelho anunciou, esta sexta-feira, que desistiu de avançar com a sua candidatura para liderar o PSD. Miguel Morgado anunciou, esta sexta-feira, através do Facebook, que "não foi infelizmente possível no presente …

Merkel fará a sua primeira visita ao antigo campo de concentração de Auschwitz

A chanceler alemã, Angela Merkel, pretende visitar o antigo campo de concentração nazi de Auschwitz na Polónia, pela primeira vez nos seus 14 anos no cargo, anunciou na quinta-feira um jornal de Munique. Segundo Sueddeutsche Zeitung, …

Bebé encontrado no lixo já está com uma família de acolhimento

O bebé encontrado num ecoponto, no início do mês, e que esteve até quinta-feira hospitalizado, já está com uma família de acolhimento, informou a Santa da Misericórdia de Lisboa esta sexta-feira. A instituição refere numa nota …

Fisco vai controlar declarações de IRS de beneficiários do programa "Regressar"

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai desenvolver mecanismos para verificar se os contribuintes abrangidos pelo regime fiscal do programa "Regressar" reúnem as condições exigidas, prevendo-se que parte desse controlo ocorra com a entrega da declaração …

Greta Thunberg vai de Lisboa a Madrid num carro elétrico emprestado por Espanha

A Junta da Extremadura, região espanhola, disponibilizou um carro elétrico à jovem ativista sueca Greta Thunberg para que possa viajar de Lisboa para Madrid para assistir à Cimeira do Clima respeitando o meio ambiente, adiantou …

Enfermeiros garantem voltar à luta com os 200 mil que sobraram do crowdfunding

Os enfermeiros, que no ano passado iniciaram o "Movimento Greve Cirúrgica", pretendem voltar às ações de protestos com os cerca de 200 mil euros que restaram da campanha de crowdfunding. A intenção é revelada por …

OCDE: Nova crise pode tirar metade do rendimento às famílias portuguesas

Uma nova crise económica e financeira a nível global pode ter efeitos dramáticos para as famílias portuguesas, levando à perda de metade dos seus rendimentos. Esta é a previsão da Organização para a Cooperação e …

O cofre da rica mãe, heranças às dúzias e a vida "sem luxos". O que Sócrates disse a Ivo Rosa

Foram cerca de 20 horas de interrogatório no âmbito da Operação Marquês, em que José Sócrates manteve, perante o juiz Ivo Rosa, a versão de que as avultadas quantias de dinheiro que gastou nos últimos …

Associados podem ser chamados a resolver "buraco" do Montepio

Os cerca de 630 mil associados e pensionistas da Associação Mutualista Montepio Geral correm o risco de virem a ser chamados para resolver as perdas da instituição financeira, escreve o jornal Público. De acordo com o …

Bolívia divulga vídeo que sugere que Morales incitou bloqueios à entrada de alimentos

Arturo Murillo, ministro do Governo da Bolívia, divulgou na manhã de quarta-feira um vídeo que sugere que o antigo presidente do país, Evo Morales, incitou os bloqueios à entrada de alimentos que fragiliza o país. Os …