Aluno de 11 anos terá sido violado por colega no interior da escola

-

As autoridades estão a investigar o alegado abuso sexual de um aluno de 11 anos no interior de uma escola de Montemor-o-Novo, em Évora, em que o suspeito é outro estudante de 12 anos.

O dado foi confirmado à Lusa por uma fonte da GNR que refere que a alegada violação ocorreu, na passada sexta-feira à tarde, na Escola Básica 2,3 São João de Deus, em Montemor-o-Novo, sendo que os militares do programa “Escola Segura” foram alertados pela direcção do estabelecimento de ensino.

A agressão terá ocorrido no interior da escola, tendo a vítima, um aluno de 11 anos, sido transportada para o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) para fazer exames.

Além do alegado abuso sexual, a vítima terá ainda sido agredida e terá sido “encontrada muito debilitada por pessoal do estabelecimento de ensino”, conforme avança o Jornal de Notícias.

A GNR deslocou-se ao estabelecimento escolar e contactou a Polícia Judiciária (PJ) por se tratar de um tipo de crime que está sob a alçada daquela autoridade.

Inimputável criminalmente por ser menor de 16 anos, o alegado agressor não foi detido e o caso terá sido remetido para o Tribunal de Família e Menores. O jovem pode agora, vir a ser alvo de um processo tutelar educativo, caso se confirmem as agressões.

Entretanto, uma fonte policial revelou ao Correio da Manhã “existirem sinais de agressões anteriores”.

A agência Lusa questionou o Ministério da Educação, tendo uma fonte oficial confirmado que o caso foi comunicado pela escola à GNR. A mesma fonte indicou que a tutela está a acompanhar a situação.

Em 2011, a mesma escola já tinha sido notícia após uma tentativa de suicídio de um aluno de 14 anos, no seguimento de uma troca de agressões no recinto do estabelecimento de ensino.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O agressor obviamente também precisa de ajuda urgente, “coitadinho”… com a escolaridade avançada que já demonstra, lá por casa dele devem encontrar alguém imputável para alguma coisa.

  2. Ouvi dizer que um deles é de uma etnia diferente pelo que não será divulgada a entidade, seja o que for isto é muito grave ainda por cima entre crianças, o que é ainda mais surpreendente, acontecer isto numa escola é grave é sinal que a escola não deve ter pessoal suficiente ou tem pessoal mas incompetente. Actualmente as escolas estão numa situação deplorável muito debilitadas a nivel de segurança, tudo se passa ninguém vê, ninguém quer saber, ninguém faz nada dão desculpas atrás de desculpas e depois é isto que vamos vendo agressões diárias cada uma pior que a outra

Responder a ana Cancelar resposta

"Diga-lhe para ligar ao FBI". Autocarro com a cara do príncipe André circula em Londres

Um autocarro escolar, com a cara do príncipe André, andou a circular por Londres, esta sexta-feira, numa campanha da advogada Gloria Allred para pressionar o filho da Rainha a falar com o FBI. Esta sexta-feira, um autocarro …

Suspeito de terrorismo ouvido em tribunal (com o juiz a recusar ver os seus vídeos por não ter Internet)

O arguido Rómulo Costa, um dos oito portugueses acusados por financiamento ao terrorismo e recrutamento, adesão e apoio ao Estado Islâmico, foi interrogado, esta sexta-feira, na fase de instrução do processo que vai decorrer no …

FC Porto recorre do castigo de um jogo à porta fechada

O FC Porto vai recorrer do castigo de um jogo à porta fechada, aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por ofensa a um agente desportivo. "O FC Porto vai recorrer …

Moita Flores investigado por corrupção. Antigo PJ fala em "coincidência" com empréstimo aos filhos

Francisco Moita Flores, antigo inspector da Polícia Judiciária e ex-presidente da Câmara de Santarém, está a ser investigado por suspeitas de corrupção. Há transferências de dinheiro de uma construtora para empresas a que esteve ligado …

SOS Animal vai constituir-se assistente no processo contra João Moura

A SOS Animal anunciou, esta sexta-feira, que se vai constituir assistente no processo criminal contra o cavaleiro tauromáquico detido, na quarta-feira, por suspeitas de maus-tratos a cães em Monforte, no distrito de Portalegre. Em comunicado, a SOS …

SMS de Rangel revelam teia de corrupção na Relação de Lisboa. Juiz Vaz das Neves tem empresa contra a lei

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, que foi constituído arguido na Operação Lex, tem uma empresa que se dedica à arbitragem extrajudicial de conflitos, o que constitui uma violação …

Presidente da PwC esteve em Lisboa para controlar danos do Luanda Leaks

O presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC) esteve em Lisboa, há duas semanas, para controlar os danos provocados pelo caso Luanda Leaks. Bob Moritz, presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC), esteve em Lisboa, há duas semanas, para perceber até …

CM Lisboa vai negociar avenças em parques para moradores da envolvente da Baixa

O presidente da Câmara de Lisboa afirmou, esta sexta-feira, que a autarquia irá tentar acordar com os operadores dos parques de estacionamento da envolvente da Zona de Emissões Reduzidas da Baixa-Chiado a criação de "avenças …

Caso Marega. PGR tinha brigada anti-racismo no jogo de Guimarães

A equipa do Ministério Público estava de serviço, no jogo entre V. Guimarães e FC Porto, quando o jogador maliano decidiu abandonar o campo na sequência de cânticos racistas. De acordo com o semanário Expresso, a …

Cientistas descobriram o que comiam os primeiros australianos

Uma equipa de arqueólogos e anciões aborígines encontraram sobras carbonizadas de há 65 mil anos, que estão a mostrar o que comiam as primeiras pessoas a viver na Austrália. Os investigadores e anciões aborígines locais recuperaram recentemente …