Há algo quente escondido sob a Antártida Oriental

Existe algo quente debaixo da parte leste da Antártica. Apesar de ainda não haver certezas do que é, já há alguns bons palpites.

A Antártica Oriental é um cráton, um grande pedaço de terra da crosta terrestre. É sólido e grosso e não é suposto que deixe que o calor saia de dentro da Terra. Esta é a diferença em relação à Antártida Ocidental, que tem uma crosta mais fina, onde o magma está, em alguns locais, muito perto da superfície.

Isso significa que a Antártica Oriental não deveria ter muita água derretida no fundo da camada de gelo. Mesmo assim, como os investigadores revelaram num artigo publicado a 14 de novembro na revista Scientific Reports, há uma quantidade anormalmente alta de água líquida.

Este fenómeno não está relacionado com a mudança climática, que tem provocado intensa fusão nas bordas do continente. É um local antigo, separado, quente e isolado. Os investigadores conseguiram detetá-lo com recurso a um radar especializado de penetração de gelo.

Ainda não é certo o que poderá estar a causar o aquecimento debaixo da zona este da Antártida, uma vez que o cráton deveria proteger o gelo do calor interno da Terra. Porém, a equipa de investigadores tem um palpite: energia hidrotérmica.

Uma falha na parte de baixo da crosta pode estar cheia de água, que palpita entre as profundidades quentes da Terra e a parte de baixo do gelo antártico. O fenómeno pode estar a fornecer um canal para o calor escapar e desencadear o derretimento.

Esta fonte oculta de calor é interessante, mas os investigadores consideram especialmente importante o facto de o fenómeno poder influenciar os dados usados para entender o passado profundo do planeta.

“Esta é uma área de interesse particular”, sustenta a equipa de cientistas. “Segundo sugerem os nossos modelos, a Antártida Oriental pode conter o mais antigo gelo do planeta, preservando registos de importantes transições climáticas“.

Os cientistas recolhem amostras do gelo antigo e usam-nas para entender como a atmosfera do planeta mudou com o tempo. Cada camada de gelo é um registo do ar do planeta no período em que se formou. E entender as circunstâncias sob as quais o gelo permaneceu durante milénios desde então pode ajudar os investigadores a melhorar a compreensão destes dados.

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Uau… que grande novidade estão a dar… enfim…
    Digam mas é o que está lá debaixo do gelo, senhores investigadores. Isso é que iria estoirar a cabeça de muita gente!… Preparem-se.

    • Esqueceram-se foi de dizer que o que está a derreter o gelo tem o tamanho de Londres e provoca anomalias magnéticas. Energia hidrotérmica? mmmm… não me parece

    • Em algum ponto desse lugar sai aguas quente do oceno, isso pro prova que calor não some simplesmente se mistura com material mais frio, uma vez criado o calor nunca mais se reverte.

  2. Água + calor = água quente = energia hidrotérmica, portanto deve-se à energia hidrotérmica. Cada vez há mais génios entre os cientistas atuais. Lol.

RESPONDER

Afinal, Vénus pode não ser tão semelhante à Terra como pensávamos

Uma nova investigação questiona a habitabilidade de Vénus, planeta que os cientistas consideram há pouco tempo numa outra investigação poder ter um clima habitável semelhante ao da Terra. De acordo com a nova investigação, cujos …

Há gelo no polo sul da Lua e pode ter muitas fontes

Um novo estudo sugere que o gelo encontrado na superfície lunar pode ter milhares de milhões de anos, além de ter surgido de diferentes fontes. O estudo, publicado recentemente na Icarus, sugere que a maioria do …

A Evolução mostra que podemos ser a única forma de vida inteligente no Universo

As reduzidas probabilidades que acompanham a nossa evolução ao longo da história podem ser uma pista que talvez sejamos a única forma de vida inteligente no Universo. Será que estamos sozinhos no Universo? Tudo se resume …

A China está a usar a educação como arma para controlar o Tibete

A China quer obrigar crianças tibetanas a abandonarem as escolas da região e mudarem-se para escolas chinesas. O objetivo, segundo uma especialista, é "tirar o tibetano da criança". A batalha geopolítica entre a China e o …

Revelada explosão violenta no coração de um sistema que alberga um buraco negro

Uma equipa de astrónomos, liderada pela Universidade de Southampton, usou câmaras de última geração para criar um filme com alta taxa de quadros de um sistema com um buraco negro em crescimento e a um …

"É altura de dizer basta". Sporting corta com as claques

O Sporting rescindiu “com efeitos imediatos” os protocolos que celebrou em 31 de julho com a Associação Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI – Associação, anunciou hoje o clube, devido à “escalada de …

Poluição atmosférica associada a abortos espontâneos

Elevados níveis de poluição atmosférica foram associados a abortos espontâneos num estudo feito com mulheres grávidas a viver e trabalhar em Beijing, na China. A China é um dos países que mais sofre com a poluição …

Empresas espanholas dominam obras públicas na ferrovia

As empresas espanholas dominam as obras públicas na ferrovia em Portugal, ascendendo a sua quota a 70%, avança o Expresso na sua edição deste sábado. Para presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras …

Cada vez mais mulheres denunciam abusos médicos durante o parto

Um número crescente de mulheres tem vindo a denunciar casos de abuso durante o trabalho de parto. No entanto, pouco está a ser feito para mudar isto. Durante o parto, as mulheres ficam numa posição vulnerável …

Já podemos explorar "Melckmeyd", naufrágio holandês do século XVII

Nas profundezas do Oceano Atlântico, perto da costa da Islândia, encontram-se os destroços de um navio holandês que afundou há 360 anos, no qual agora podemos "mergulhar" graças a uma experiência de realidade virtual. Quando a …