Alemães começaram a tomar iodo com receio de central nuclear belga

maol / Flickr

Central nuclear de Tihange 3, na Bélgica

A cidade alemã de Aachen fica a 70 kms da central nuclear belga à beira de encerrar. As autoridades começaram a distribuir comprimidos de iodo com receio de fuga radioativa.

As autoridades da cidade alemã de Aachen, junto da fronteira com a Bélgica, começaram a distribuir gratuitamente mais de 500 mil comprimidos de iodo aos habitantes da cidade e áreas próximas por recear uma fuga radioativa na central belga de Tihange, considerada um risco sério devido à descobertas de fissuras em unidades de um dos reatores.

Em junho, 70 novas micro fissuras foram descobertas na Thiange 2, desde a inspeção feita em 2015 – que, já na altura, tinham sido registadas mais de 3 mil imperfeições -, com a informação a ser confirmada por Jan Jambon, ministro do interior belga.

No reator nuclear 3 de Doel, também foram encontrados novos elementos danificados. No entanto, as autoridades insistem que ambos são perfeitamente seguros.

Por isso, 50 mil pessoas marcaram presença no triângulo que marca a fronteira entre a Alemanha, a Bélgica e a Holanda. Com um comprimento de 90 quilómetros, formaram um cordão humano que se estendeu desde a localidade de Thiange – situada no município belga de Huy – até à cidade alemã Aachen, passando por Masstricht, na Holanda.

Os manifestantes expressaram a sua preocupação com a segurança dos recipientes de pressão do reator nuclear 2 de Thiange e o 3 de Doel, localizado perto de Antuérpia.

Rodrique Dumas, manifestante e membro do conselho municipal de Huy para o Partido Verde, citado pela RT, disse que “a primeira exigência” dos manifestantes era “deter a Thiange 2, porque tem muitas, muitas fissuras e não é segura”.

Os reatores da central nuclear, que deverá ser encerrada em 2023, e também os da central de Doel, junto a Antuérpia, com data de fecho em 2022, têm sido encerrados repetidamente para verificações de segurança.

Apesar disso, as autoridades nucleares belgas afirmam que exames às fissuras do reator de Thiange, realizados por peritos internacionais, não apontam para a existência de risco de fuga.

A decisão de distribuir iodo é inusitada, mas as autoridades de Aachen alegam que a central está tão próxima que, em caso de emergência, não haveria tempo para distribuir os comprimidos.

Estas centrais não se encontram muito longe da fronteira com a Alemanha. Tihange 2 está a apenas 60 quilómetros de Aachen, cidade renana com cerca de 240 mil habitantes.

O ano passado, as autoridades de saúde do estado da Renânia-Vestfalia, no oeste da Alemanha, terão decidido criar reservas de medicamentos à base de iodo contra os efeitos da radiação nuclear, como preparação para um possível acidente nuclear nas centrais belgas de Tihange 2 e Doel 3.

O iodeto de potássio administrado preventivamente protege a tiróide da forma radioactiva de iodo libertada por acidentes nucleares. Os lotes de iodo já adquiridos destinam-se a mulheres grávidas ou lactantes, crianças até 14 anos ou adultos maiores de 45 anos que residam na Renânia-Vestfalia.

Estes grupos populacionais deverão tomar o medicamento como medida preventiva, antes de um hipotético acidente nuclear. Se o impensável acontecer mesmo, o procedimento será estendido a toda a população, em todo o território alemão.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …

Câmara de Oliveira de Azeméis pagou contas de concelhia do PSD, acusa Ministério Público

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira acusação contra 68 arguidos no âmbito da operação “Ajuste Secreto”. Entre os acusados está o antigo autarca da Câmara de Oliveira de Azeméis Hermínio Loureiro, que é a …

PAN defende atribuição de cartão de cidadão a sem-abrigo

A iniciativa recomenda ao executivo socialista, liderado por António Costa, que seja atribuído "um cartão de identificação a todos aqueles que não têm uma casa ou um teto". O PAN apresentou na Assembleia da República um …

Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou. Segundo noticiou …

Menos de metade dos médicos do SNS trabalha em regime de exclusividade

Menos de metade (42,9%) dos médicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) trabalha em regime de exclusividade, avança o Jornal de Notícias, citando números da Administração Central dos Serviços de Saúde.  Segundo dados apresentados esta quinta-feira …

Grávidas e crianças até aos 10 anos não devem comer peixe-espada e atum, recomenda Espanha

A Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição publicou novas recomendações no final de outubro para o consumo de determinados tipos de pescado, nomeadamente o atum e o peixe-espada, tubarão ou cação e Lúcio. Em causa …