Airbnb tornou a proibição de festas permanente a nível global

A empresa garante que a proibição reduziu a violência, as violações das regras e as preocupações com a saúde, desde o ano passado.

A Airbnb anunciou esta terça-feira que está a tornar permanente a sua proibição de festas em propriedades registadas no site, para alugueres a curto prazo.

A Airbnb, com sede em São Francisco, acredita que a proibição tem reduzido a violência, as violações das regras e as preocupações com a saúde, tendo as festas nas propriedades alugadas diminuído 44% em relação a 2021.

Mais de 6.600 utilizadores foram suspensos no ano passado devido a violações relacionadas com festas, informou a empresa.

A Airbnb começou a impedir festas em 2019, depois de várias pessoas terem sido mortas durante um tiroteio numa festa de Halloween em Orinda, um subúrbio na área da baía da Califórnia, numa casa listada na empresa.

Na altura, a empresa proibiu o anúncio de festas nos meios de comunicação social, se ocorressem nas propriedades registadas no site.

Prometeu ainda expandir o rastreio manual de reservas de “alto risco”, e disse que removeria os convidados que não cumprissem as políticas de proibição de festas nas propriedades de aluguer da Airbnb, segundo noticia o The Guardian.

Em 2020, a empresa passou a proibir temporariamente as festas nas suas propriedades em todo o mundo, numa tentativa de cumprir os limites impostos aos ajuntamentos, devido à pandemia de coronavírus.

O número de festas nas propriedades da Airbnb aumentou durante a pandemia, admitiu a empresa, à medida que as pessoas mudavam as reuniões nos bares e em espaços públicos para as casas alugadas.

Ao tornar a proibição permanente esta terça-feira, a Airbnb disse que iria criar um limite de 16 pessoas em propriedades alugadas, motivado por preocupações de saúde antes das vacinas contra a covid-19 estarem disponíveis.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.