São Francisco está a afundar (e umas partes mais depressa do que outras)

O aumento do nível do mar não é o único problema que as áreas costeiras baixas enfrentam. Muitas dessas áreas estão a afundar-se, aumentando consideravelmente o risco de inundações.

Na área Baía de San Francisco, só o aumento do nível do mar poderia inundar uma área entre 50 a 410 quilómetros quadrados até 2100, dependendo da quantidade de ação necessária para limitar o aquecimento global e da rapidez com que as folhas de gelo polares derretem.

Mas quando o abatimento do solo também é tido em consideração, a área vulnerável às inundações durante marés altas e ondas de tempestade aumenta para entre 130 e 430 quilómetros quadrados.

Essa é a conclusão de Manoochehr Shirzaei, da Universidade de Arizona, e de Roland Bürgmann na Universidade da Califórnia, num estudo publicado na quarta-feira na Science Advances. Os investigadores usaram dados de satélite de 2007 a 2010 para descobrir como as alturas da terra mudaram na área da Baía na altura.

Algumas áreas, como o Vale de Santa Clara, aumentaram ligeiramente, provavelmente devido ao aumento do armazenamento de águas subterrâneas. Mas a maioria das áreas afundou cerca de 1 ou 2 milímetros por ano.

Caltech / NASA-JPL / NASA / ESA / Google Earth

Mapa de subsidência total da vale Joaquin Valley, na Califórnia, EUA

Alguns lugares, incluindo partes da própria cidade, além do Aeroporto Internacional de São Francisco e da Foster City, caíram até 10 milímetros por ano. Isso porque essas áreas são construídas sobre depósitos naturais de lama ou aterros que ainda estão a compactar.

A subsidência significa que essas áreas estão a afundar ainda mais rápido do que o nível do mar está a aumentar devido ao aquecimento global: atualmente 3 milímetros por ano e em aceleração. Os resultados mostram a importância de ter em conta a subsidência da terra ao calcular o risco de inundações costeiras, dizem os investigadores.

Em 2009, Syvitski e os colegas mostraram que a subsidência de até 150 milímetros por ano é um grande problema na maioria dos deltas do rio do mundo, afetando as cidades de Nova Orleãees a Banguecoque e Xangai.

Uma das principais causas é a extração de águas subterrâneas, gás e petróleo. O bloqueio das inundações é outro: sem depósitos anuais de material fresco, os deltas diminuem rapidamente devido à compactação.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Mas o que é que o comentário da foto tem a ver com a notícia? Vocês não verificam o que publicam, antes de o fazerem? Jornalismo TOP!!!

  2. Não é só são Francisco. Muito mais áreas dos EU, irão afundar.Na verdade, é o que eles merecem, pelo mal que tem vindo a causar ao mundo.

  3. Como certamente será necessário uma nova ponte, talvez Lisboa possa comprar a ponte Golden Gate em 2ª mão e montar ao lado da outra donde caem parafusos. Ficava lindo! Uma para cá e outra para lá!

RESPONDER

Rússia está a sabotar desenvolvimento da vacina contra covid-19

Um grupo de hackers associado ao Kremlin está a tentar sabotar o desenvolvimento da vacina contra a covid-19 no ocidente. Os piratas informáticos conseguiram piratear o computador de vários investigadores. O APT29, um grupo de piratas …

Família de George Floyd apresenta queixa-crime contra Minneapolis

A família de George Floyd apresentou esta quarta-feira uma queixa-crime contra o município de Minneapolis e contra quatro polícias pela responsabilidade na morte do afro-americano às mãos da polícia, em maio, anunciaram os advogados. "Não foi …

UE reduz lista de países para reabrir fronteiras e mantém EUA e Brasil de fora

Os Estados-membros da União Europeia (UE) atualizaram, esta quinta-feira, a lista de países aos quais reabrem as fronteiras externas, mantendo de fora os Estados Unidos e o Brasil. "Na sequência da primeira revisão ao abrigo da …

24 horas depois, estátua de manifestante antirracismo em Bristol foi removida

A estátua de uma manifestante do movimento Black Lives Matter, erguida, esta quarta-feira, na cidade de Bristol, no Reino Unido, já foi removida. De acordo com o jornal The Guardian, 24 horas depois de ter sido …

Advogados continuam luta para manter declarações fiscais de Trump em segredo

Depois de o Supremo Tribunal ter determinado que os procuradores nova-iorquinos podem ter acesso às declarações de impostos do Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, os seus advogados informaram na quarta-feira que estavam a considerar …

EUA negam vistos a funcionários da Huawei que apoiem "violadores de direitos humanos"

Esta quarta-feira, o Governo norte-americano que vai impor restrições nos vistos a funcionários da Huawei e a outras empresas que os Estados Unidos vejam como apoiantes de Governos violadores de direitos humanos. Além das restrições, o …

Ventilador produzido em Portugal recebe autorização de utilização do Infarmed

O ventilador Atena, produzido em Portugal, recebeu, na terça-feira, a autorização do Infarmed para o seu uso em contexto hospitalar na luta contra a covid-19. Esta quarta-feira, numa publicação na sua página de Facebook, o CEiiA …

American Airlines avisa 25 mil trabalhadores que podem perder emprego

Os dirigentes da American Airlines escreveram a cerca de 25 mil trabalhadores da transportadora aérea para lhes comunicar que o seu emprego pode desaparecer em outubro. Os dirigentes das Companhias de aviação dos Estados Unidos admitiram …

Trump substitui diretor de campanha a menos de quatro meses das eleições

O Presidente dos Estados Unidos substituiu, esta quarta-feira, o seu diretor de campanha, perante os maus resultados nas sondagens, a menos de quatro meses das eleições. "Tenho o prazer de anunciar que Bill Stepien foi promovido …

Bristol acordou com uma nova estátua. Manifestante antirracismo substitui comerciante de escravos

Bristol acordou com uma nova estátua. Um artista britânico ergueu uma estátua de uma manifestante do movimento ‘Black Lives Matter’ no topo do pedestal na cidade inglesa antes ocupado pela estátua de um comerciante de …