Os africanos conservam ADN de humanos extintos desconhecidos

Um estudo recente provou, pela primeira vez, que as populações africanas se cruzaram com outros seres humanos desconhecidos e extintos.

Sabia-se que algumas populações extintas, como os neandertais ou os denisovanos, se haviam cruzado com os humanos modernos fora do continente africano. No entanto, o cruzamento não foi consistentemente demonstrado em populações africanas.

Agora, uma equipa de cientistas liderada por David Comas, investigador do Instituto de Biologia Evolutiva da Universidade Pompeu Fabra, em Barcelona, identificou a introgressão – ou hibridação introgressiva – de uma linhagem extinta de humanos no ADN das populações africanas.

“Esta população arcaica totalmente desconhecida misturou-se com os ancestrais dos africanos e os seus genes foram preservados no seu genoma até hoje“, explicou David Comas, citado pela Europa Press.

Belén Lorente-Galdos, investigadora e co-autora do estudo, explica que “o cenário que conhecemos em África de sociedades que se misturaram de forma complexa durante a sua história recente é apenas a ponta do icebergue da história evolutiva dos seres humanos, e, portanto, seria complexo a partir do princípio”.

Os investigadores analisaram genomas modernos de diferentes populações, com uma ampla diversidade de estilos de vida, idiomas e geografia ao longo de todo o continente africano. Depois de sequenciarem os genomas atuais, demonstraram que alguns deles eram provenientes da introgressão, conforme explica o artigo científico publicado no final de abril na Genome Biology.

“Ao usar ferramentas de inteligência artificial e genomas completos, conseguimos inferir a história da evolução das populações africanas”, afirmou Oscar Lao, investigador do Centro Nacional de Análise de Genoma (CNAG-CRG), em Espanha, e também um dos autores do estudo.

Os cientistas consideram que, para descrever a diversidade genética encontrada atualmente nas populações africanas, “devemos ter em conta a presença de uma população arcaica africana já extinta, com a qual os humanos anatomicamente modernos se teriam misturado”.

O resultado desse cruzamento indica que não havia apenas populações arcaicas diferentes da linhagem sapiens fora de África (como os neandertais e os denisovanos), mas que dentro deste continente havia subpopulações com as quais os humanos anatomicamente modernos que permaneciam em África tinham descendentes.

Esta descoberta “questiona observações anteriores sobre o cruzamento de neandertais ou denisonavos com ancestrais europeus ou asiáticos, uma vez que os africanos sempre foram tomados como modelo populacional sem introgressão”, explica Comas. Este estudo leva-nos assim a questionar algumas suposições estabelecidas atualmente com base na premissa de que a população africana não possui introgressões.

“O nosso método tornou possível descartar o modelo dominante que não considera a introgressão arcaica em África”, conclui Belén Lorente-Galdos. Além disso, este novo modelo obrigou os cientistas a “rever a quantidade de ADN presente em pessoas de origem neandertal eurasiana, que poderia ser até três vezes maior do que se estimava até agora”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Mesmo com o aumento de infetados, diminuir a quarentena para 10 dias é uma hipótese

A DGS deverá decidir em breve se o período de quarentena pode ser reduzido de 14 dias para apenas 10 dias, mas não para todos os casos. Para ficar menos tempo isolado é necessário cumprir …

Porfírio Silva vê “papel positivo” na candidatura de Ana Gomes, mas critica farpas a Costa

O dirigente socialista Porfírio Silva considera que a candidatura presidencial de Ana Gomes pode ser positiva se não cair na "armadilha" de se centrar no ataque a António Costa e se não "atropelar" o Estado …

Operação Lex. Três juízes acusados de corrupção. Luís Filipe Vieira vai ser julgado por um crime

Os juízes Rui Rangel, Fátima Galante e Vaz das Neves e o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, estão entre os 17 acusados da Operação Lex. Em causa estão crimes de corrupção, abuso de poder, …

Em tempos difíceis, Von der Leyen diz que “sempre vi em Portugal um forte aliado"

Numa entrevista, Ursula von der Leyen disse que Portugal terá “a tarefa de liderar” com a recuperação da pandemia quando chegar à presidência do Conselho da UE em 2021. E promete uma proposta “mais humana …

Caso Eurofin. Salgado recebe coima de 4 milhões de euros do Banco de Portugal

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES, foi condenado pelo Banco de Portugal a pagar mais uma coima, no valor de quatro milhões de euros, no processo sobre o veículo suíço Eurofin e por operações que lesaram …

"Último recurso". Governo britânico admite novo confinamento no Reino Unido

O ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, admitiu esta sexta-feira que o Governo conservador não descarta decretar um segundo confinamento nacional para conter a pandemia de covid-19, embora considere esta opção um "último recurso" “Faremos …

Pais deixaram aluno com covid-19 na escola. Denúncia já chegou à PSP

Um aluno de uma escola de Leiria que está infectado com o coronavírus foi à apresentação do ano lectivo, nesta quarta-feira, quando já havia suspeitas de que teria covid-19, uma vez que o pai também …

A segunda vaga já chegou a Portugal (e há "uma diferença muito importante")

Os especialistas não duvidam que a segunda vaga de covid-19 já chegou a Portugal, mas apontam que há diferenças significativas relativamente ao início da pandemia, em Março. "Há uma diferença muito importante nesta segunda vaga que …

Governo tinha 90 milhões para apoiar criação de emprego (mas pedidos superaram os 487 milhões)

O programa do Governo para apoiar a criação de emprego, lançado em julho, tinha uma verba de 90 milhões de euros. Dois meses depois, a procura excedeu os 487,5 milhões. O jornal Público adiantou esta quinta-feira …

Metade dos portugueses acredita que Portugal está preparado para inverno (mas defende novo confinamento)

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias e TSF revela que 47% dos portugueses defendem um novo confinamento, apesar de 50% acreditar que o país está melhor preparado para o inverno. De acordo …