Afinal a Rússia pode ter interferido nas eleições dos EUA, admite Trump

Shawn Thew / EPA

O presidente dos EUA, Donald Trump

O presidente dos EUA, Donald Trump

Donald Trump disse que achava que a Rússia podia ter estado por trás das interferências nas eleições presidenciais de 2016. O 45º presidente ressalvou no entanto que “podem ter sido outras pessoas noutros países”, acrescentando que era impossível ter certezas.

Estas afirmações foram proferidas durante uma conferência de imprensa com o presidente polaco, Andrzej Duda, esta quinta-feira. Trump vai encontrar-se com o presidente russo, Vladimir Putin, pela primeira vez enquanto presidente esta sexta-feira.

Quando confrontado com o facto de os serviços de inteligência americanos terem acusado a Rússia de ter interferido nas eleições, Trump respondeu lembrando que essas mesmas instituições tinham informado que havia armas de destruição maciça no Iraque, argumento que terá sido um dos fatores decisivos para a invasão do país, avança a revista Sábado.

O presidente norte americano acrescentou sobre o assunto: “Toda a gente tinha 100% de certeza que o Iraque tinha armas de destruição maciça. Adivinhem: isso levou a uma grande confusão. Eles erraram e esse erro resultou numa confusão”.

Nos últimos meses a possível interferência da Rússia nas eleições norte-americanas tem sido tema de discussão nos EUA e alvo de diversas investigações.

Durante a conferência com o presidente polaco, Trump criticou o ex presidente norte americano Barack Obama pela forma como lidou com estas interferências, dizendo que Obama “foi informado pela CIA de que tinha sido a Rússia e não fez nada quanto a isso”.

Donald Trump afirmou ainda que Obama não fez nada porque achava que Hillary Clinton ia ganhar as eleições. “Não fosse esse o caso e ele teria feito alguma coisa quanto a isto.”

Numa das últimas reuniões do G20 em que Obama participou, o presidente terá dito a Putin para “parar” de se intrometer nas presidenciais de 2016. Na sequência deste encontro, 35 diplomatas russos foram expulsos dos EUA.

Questionado sobre o canal televisivo CNN e a sua cobertura quanto ao caso da partilha do vídeo em que Trump “ataca” a CNN, o presidente acusou o meio de comunicação de fazer notícias falsas e de ter feito a cobertura sobre si de “uma forma muito desonesta”.

Depois de ter acusado a CNN de veicular notícias falsa, Trump perguntou a Duda: “Também têm isso?”. Duda é acusado de tentar controlar a imprensa polaca, informa a CNN acrescentando ainda que várias pessoas se têm manifestado contra esta tentativa de controlo.

“Algo terá de ser feito” quanto à Coreia do Norte

O presidente dos EUA afirmou ainda estar a considerar “coisas bastante severas” em resposta aos contínuos esforços da Coreia do Norte em desenvolver armas nucleares capazes de atingir o território norte americano.

Durante a conferência com Andrzej Duda, Trump afirmou que o líder da Coreia do Norte se estava a comportar de uma forma “muito, muito perigosa e que algo deve ser feito” em relação a esse comportamento, não revelando quais as possíveis medidas a adotar.

Trump afirmou no entanto que apesar de desejar um tratamento mais “severo” contra a Coreia, isso não significa que os EUA “vão até lá”.

Durante a conferência, Trump disse ainda: “A questão fundamental do nosso tempo é se o Ocidente tem a vontade de sobreviver. Tal como a Polónia não pode ser quebrada, eu declaro hoje, para que todo o mundo ouça, que o Ocidente nunca, mas nunca vai ser quebrado… A nossa civilização vai triunfar!

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O Trump fala com um vocabulário de 500 palavras e uma formulação conceptual de adolescente. Os americanos não merecem, nem o mundo!

RESPONDER

Iniciativa Liberal acusa comissão promotora de a tentar impedir de participar no desfile do 25 de Abril

A Iniciativa Liberal (IL) acusou, esta terça-feira, a comissão promotora do desfile do 25 de Abril de tentar impedir o partido de participar nas comemorações, pretendendo os liberais organizar o seu próprio desfile no mesmo …

EDP defende que venda de barragens não estava sujeita a imposto de selo

A EDP considera que a venda da concessão das barragens ao consórcio da Engie não beneficiou de isenção do Imposto do Selo prevista na lei desde 2020 porque a forma como a operação decorreu não …

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara de Lisboa

A Polícia Judiciária (PJ) está, esta terça-feira, a fazer buscas na Câmara Municipal de Lisboa, nas instalações do departamento de gestão urbanística, situadas no Campo Grande, e nos Paços do Concelho. Ao que o jornal online …

Portugal regista mais 424 casos e cinco óbitos por covid-19

Portugal registou, esta terça-feira, mais cinco mortes e 424 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

Ministro reconhece que retoma do Ensino Superior tem de ser "gradual"

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior considerou, esta segunda-feira, que a retoma das atividades letivas tem de ser feita de forma “gradual e faseada”, mas mostrou-se satisfeito com a responsabilidade demonstrada por docentes …

Apenas uma em cada 500 pessoas foram vacinadas nos países pobres. Greta Thunberg apoia vacinação equitativa com 100 mil euros

Apenas uma em cada 500 pessoas, em média, foi vacinada contra a covid-19 nos países pobres, enquanto nos ricos uma em cada quatro já está parcial ou totalmente imunizada, revelou esta segunda-feira a Organização Mundial …

Mário Soares vai dar nome a uma rua na Covilhã

O antigo Presidente da República Mário Soares vai dar nome a uma das ruas da Covilhã, numa homenagem que integra as comemorações do 25 de Abril naquela cidade do distrito de Castelo Branco. O programa preparado …

"Estava em segredo". Comissão de inquérito abre investigação à divulgação do relatório secreto de Costa Pinto

A Comissão Parlamentar de Inquérito ao Novo Banco abriu esta terça-feira uma investigação sumária à divulgação do chamado “Relatório Costa Pinto”. A notícia é avançada esta terça-feira pelo jornal online Observador, o mesmo órgão de comunicação …

Cheias em Luanda fazem 14 mortos e mais de 8 mil desalojados

As chuvas torrenciais que esta segunda-feira provocaram o caos em Luanda, deixaram 14 mortos e mais de oito mil pessoas desalojadas, segundo dados transmitidos esta noite pelo porta-voz do serviço de protecção civil e bombeiros. Faustino …

De Ronaldo a Félix. Seleção pode perder oito jogadores com a Superliga

Se a Superliga Europeia avançar, assim como as ameaças da UEFA, a seleção das quinas poderia ficar sem oito jogadores, tendo em conta a última convocatória para os jogos de qualificação para o ​​​​​​​Mundial 2022. A …