“Discussão entre marido e mulher”. Afinal, Bolsonaro fica no PSL

Marcelo Camargo / ABr

O Presidente brasileiro afirmou que, “por enquanto”, permanecerá no Partido Social Liberal (PSL), comparando a crise nesta formação política a uma “discussão entre marido e mulher”.

Por enquanto, eu continuo [no PSL]. Não existe crise. É uma discussão entre marido e mulher, de vez em quando acontece. O problema não é meu. O pessoal quer um partido diferente, atuante. O partido está estagnado. Não tem confusão nenhuma”, afirmou o chefe de Estado em Brasília, em declarações a jornalistas brasileiros.

Antes das declarações à imprensa, Jair Bolsonaro reuniu-se no Palácio do Planalto, sede do poder executivo federal, com deputados do PSL. Horas antes, o porta-voz da presidência, Otávio Rêgo Barros, declarou que o Presidente “não pretende deixar o PSL de livre e espontânea vontade”.

Luciano Bivar, líder do PSL, formação política que em 2018 levou Bolsonaro ao poder, afirmou na quarta-feira que o Presidente brasileiro “já está afastado” da formação política, numa aparente rutura entre ambos.

“A fala dele foi terminal, já está afastado. Ele não disse para esquecer o partido? Está esquecido”, frisou Luciano Bívar, acrescentando que só quer “paz”.

A polémica começou quando, na terça-feira, Bolsonaro orientou um seu apoiante a esquecer o PSL, partido de que é militante, acrescentando que Bívar está “queimado”. A situação ocorreu na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília, e ficou registada em vídeo.

Contudo, Bolsonaro disse na quarta-feira que as orientações dadas ao seu apoiante foram no sentido de evitar que se fizesse “campanha antecipada”.

“Falei para o rapaz para ‘esquecer o PSL’. Porquê? Ele é pré-candidato a vereador e, se começar a falar em partido, é campanha antecipada. Foi isso que eu falei para ele”.

Com uma crise a afetar o partido, o PSL convocou uma reunião de cariz urgente para a noite da última terça-feira, com deputados e senadores, para avaliarem o eventual desgaste, segundo a imprensa local.

O PSL está também envolvido em problemas na justiça. O Ministério Público Eleitoral do Estado brasileiro de Minas Gerais acusou, na semana passada, o atual ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, de desvios de recursos do fundo eleitoral de 2018.

Além do ministro do Turismo, outras dez pessoas foram acusadas dos crimes de falsidade ideológica, apropriação indevida eleitoral e associação criminosa.

“Após cerca de oito meses de investigação, o Ministério Público Eleitoral acusou (…) 11 pessoas por envolvimento num esquema de desvio de recursos por meio de ‘candidaturas fantasma’ nas últimas eleições”, segundo o procurador de Justiça Eleitoral Fernando Abreu, citado no site do MP. Todos os acusados estão ligados ao PSL.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, também a campanha eleitoral de Jair Bolsonaro saiu beneficiada com esse desvio de verbas.

As supostas irregularidades nas campanhas dos candidatos ao PSL não afetaram diretamente o chefe de Estado até ao momento, mas levaram à demissão, em fevereiro passado, do então ministro da Secretaria Geral do Governo, Gustavo Bebianno, que presidiu o PSL no ano passado, em plena campanha eleitoral.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo negoceia até mais 35 milhões em apoios para agricultura

A ministra da Agricultura disse hoje que está em curso a negociação de medidas adicionais para apoiar o setor agrícola, face ao impacto da covid-19, através do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR), que podem mobilizar …

Moro não assinou exoneração de ex-diretor da Polícia, admite Presidência do Brasil

A Secretaria-Geral da Presidência brasileira admitiu na segunda-feira que o agora ex-ministro da Justiça Sergio Moro não assinou o decreto de exoneração de Maurício Valeixo da direção-geral da Polícia Federal, confirmando a versão original do …

Norte foi região que mais contribuiu para aumentar produtividade do trabalho no país

O Norte foi a região que mais contribuiu para aumentar a produtividade laboral entre 2000 e 2017, crescendo 20% quando a Área Metropolitana de Lisboa subiu 3,3%, revelou na segunda-feira a Comissão de Coordenação e …

Vai nascer uma praia fluvial nas margens do Alqueva em 2021

Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, devendo começar a funcionar no verão do próximo ano. Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, junto à aldeia …

Câmara de Bragança vai ajudar com até 100 euros a pagar renda

As famílias mais vulneráveis do concelho de Bragança vão poder contar com um apoio financeiro até 100 euros mensais para pagar a renda. A Câmara de Bragança vai ajudar as famílias do concelho em situação vulnerável …

Parlamento chumba lay-off para sócios-gerentes, mas acaba com teto de faturação ao apoio

A Comissão de Economia chumbou, esta terça-feira, o alargamento do lay-off simplificado aos sócios-gerentes. Por outro lado, aprovou o fim do teto de faturação para aceder ao apoio a estes portugueses. A proposta do PSD, BE …

Comissão Europeia admite que Portugal fica "em desvantagem" nas ajudas estatais

Margrethe Vestager, vice-presidente executiva da Comissão Europeia, admite que países como Portugal, com menor capacidade orçamental do que Estados-membros como Alemanha ou França, fiquem “em desvantagem” nas ajudas estatais em altura de crise gerada pela …

Comissão aprova levantamento da imunidade parlamentar a José Silvano

Fontes parlamentares dizem que o também secretário-geral do PSD é arguido no processo das falsas presenças no Parlamento. Silvano afirmou ter sido informado da decisão de levantamento da imunidade e que “nada tinha a opor”. A …

FC Porto está de olho em Santos Borré para o ataque

Rafael Santos Borré tem brilhado ao serviço do River Plate esta temporada. O FC Porto quer o avançado internacional colombiano para a próxima época. O FC Porto está interessado na contratação de Rafael Santos Borré para …

A bóia de salvação da Suíça é a economia forte e diversificada

A economia suíça, forte e diversificada, deverá resistir à crise que se avizinha. Com a fronteira com o norte de Itália, o país agiu cedo e prepara-se agora para revitalizar a economia. A tempestade ainda não …