O aeroporto de Amesterdão “recrutou” 20 porcos para uma missão: proteger os aviões dos pássaros

Surpreendentemente, os porcos podem desempenhar um importante papel na segurança das viagens aéreas. O aeroporto Schiphol, em Amesterdão, é a prova.

O aeroporto da capital dos Países Baixos está a usar 20 porcos como parte de um projeto-piloto cujo objetivo é reduzir o número de colisões de pássaros com aeronaves.

Segundo a CNN, o projeto, que teve início em setembro deste ano, baseia-se na colocação de um conjunto de porcos à procura de alimento, num terreno entre duas pistas onde haviam sido colhidas beterrabas.

Os porcos foram dados pela Buitengewone Varkens, uma pequena empresa que cria animais ao ar livre. O co-proprietário, Stan Gloudeman, disse à emissora britânica que a missão dos suínos é comer os restos da colheita que costumam atrair gansos e outras aves para o local.

Além de tornarem aquela área menos atrativa para as aves, os porcos, enquanto consumidores de carne, também tentam apanhar os gansos que pousam no terreno. Apesar de não serem suficientemente rápidos para capturar as aves, desempenham o papel de “espantalhos vivos”, assustando-as.

Willemeike Koster, porta-voz do aeroporto, revelou à CNN que o projeto-piloto terminou na primeira semana de novembro. Os dados recolhidos serão analisados e comparados nos próximos meses.

É esperada uma decisão sobre a utilização de porcos a longo prazo no início do próximo ano.

Em 2020, o aeroporto Schiphol sofreu cerca de 150 contra-tempos que envolveram aves. Estes acidentes podem representar sérios riscos para as viagens aéreas, principalmente se os animais forem sugados para o interior dos motores.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.