Administradores justificam atrasos nas urgências com falta de recursos e gripe

FEMA

-

A Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH) atribuiu hoje os atrasos no atendimento dos serviços de urgência nas últimas semanas à carência de recursos humanos ou à aproximação de um eventual pico gripal.

“Poderá justificar-se esta situação com uma eventual fusão de serviços de urgência de grandes hospitais que têm como consequência uma menor capacidade de responder depois a um acréscimo pontual de doentes”, disse em declarações à Lusa Marta Temido, presidente da APAH.

De acordo com a presidente da Associação a falta de recursos humanos das equipas “tem de ser avaliada caso a caso”, acrescentando que as causas dos problemas de uns hospitais podem não ser as mesmas de outros.

Marta Temido disse que a reestruturação de serviços de urgência combinada com a aproximação de um eventual pico gripal pode levar a “situações muito complicadas e indesejáveis”, conduzindo “à exasperação dos profissionais – já que ninguém gosta de ter filas de doentes em espera -, mas, sobretudo à preocupação dos utentes que não veem os seus problemas a ser resolvidos com a celeridade que gostariam”.

A presidente da APAH lembrou ainda que, em janeiro, os picos de gripe fazem com que haja “anualmente situações relatadas de grande afluência às urgências e perturbação do normal funcionamento”.

“Infelizmente é uma situação à qual temos vindo a assistir com maior ou menor intensidade anualmente. Também no verão, aquando da onda de calor, também se verificou uma afluência nas urgências”, frisou.

Marta Temido sublinhou que o eventual pico gripal “ainda está para vir” devido à transmissão do vírus.

No início da semana passada, as urgências do Hospital Garcia de Orta, em Almada, registaram um afluxo anormal de pessoas aos seus serviços, mais de 30% acima do normal, assim como as urgências do Hospital de São João, no Porto, e do Hospital das Caldas da Rainha, ambos com um tempo de espera de algumas horas.

De acordo com o Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe, a atividade gripal em Portugal foi “moderada” na primeira semana deste ano, tendo conduzido a seis casos de admissão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) nos hospitais que reportam informação para a vigilância epidemiológica da gripe.

O Boletim divulgado pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, revela que na primeira semana do ano (entre 30 de dezembro de 2013 e 05 de janeiro deste ano), a proporção de doentes admitidos em UCI foi de 7,2%, “superior ao valor estimado na semana anterior”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Japoneses vão ficar a trabalhar em casa durante os Jogos Olímpicos

https://vimeo.com/348655021 Centenas de milhares de funcionários em Tóquio vão trabalhar em casa durante duas semanas como parte de um teste de medidas destinadas a reduzir o congestionamento durante os Jogos Olímpicos do próximo ano. Com mais de …

Ministério Público acusa Groundforce de discriminação com prémios de 2017

O Ministério Público avançou com uma acusação contra a Groundforce por ter discriminado mais de 200 trabalhadores na atribuição de prémios em 2017. Segundo o Diário de Notícias, o Ministério Público (MP) acusa a Groundforce de …

Londres chumba construção de "Tulipa" com 300 metros

Os planos para construir um arranha-céus de 300 metros apelidado de "Tulipa" na cidade de Londres, perto do Tamisa, foram chumbados pelo presidente da capital, Sadiq Khan. O edifício, projetado pela prática arquitetónica de Norman Foster, …

Coreia do Norte importou milhões de dólares em bens de luxo apesar da proibição da ONU

A Coreia do Norte não pode importar bens de luxo. Mas um relatório da C4ADS - organização sem fins lucrativos que analisa conflitos e transações mundiais - concluiu que o país importou pelo menos 191 …

Texto base do inquérito à CGD aprovado. Indícios de gestão danosa ficam de fora

O Parlamento aprovou esta quarta-feira por unanimidade o projeto base do relatório da II comissão parlamentar de inquérito à recapitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD) e atos de gestão, noticia o jornal Eco. Tal como …

Alemanha aprova multas até 2.500 euros para pais que não vacinem filhos contra sarampo

A decisão aprovada, esta quarta-feira, estabelece que as multas poderão chegar aos 2.500 euros e também determina a exclusão de crianças não vacinadas do direito às creches. O conselho de ministros da Alemanha aprovou, esta quarta-feira, multas …

Demissão no PS Guarda após chumbo da lista liderada pela candidata de Costa

O presidente da Federação Socialista da Guarda, Pedro Fonseca, anunciou que vai demitir-se do cargo depois de a lista de candidatos às eleições legislativas, liderada por Ana Mendes Godinho, que foi apontada por António Costa, …

EDP não quer construir barragem do Fridão porque "é um péssimo negócio", diz Matos Fernandes

O ministro do Ambiente e Transição Energética reiterou esta terça-feira que o Governo não vai devolver dinheiro à EDP, que estava destinado à construção da barragem de Fridão, referindo que foi a empresa a desistir …

Estado vai ajudar restaurantes e hotéis a pagarem cinzeiros

Os estabelecimentos comerciais que ficam obrigados a disponibilizarem cinzeiros para cumprir a Lei das Beatas que foi aprovada, podem candidatar-se a fundos públicos para financiarem a colocação destes objectos. A Lei das Beatas, que prevê multas …

Meninas paquistanesas unidas pelo crânio foram separadas com sucesso em Londres

Duas meninas paquistanesas, que nasceram unidas pela cabeça num caso raro de siamesas, foram separadas com sucesso num hospital de Londres e já tiveram alta. Nascidas em janeiro de 2017, na cidade de Charsadda, no centro …