Adeptos agredidos à porta do pavilhão do Sporting

Jogo de andebol emocionante correu bem à equipa portuguesa mas cenas lamentáveis estragaram a noite.

O Sporting passou para a frente do Grupo D da Liga Europeia de andebol, depois de um duelo emocionante com o AEK de Atenas, que terminou com vitória portuguesa, em Lisboa, por 31-30.

A diferença no marcador foi mínima durante os primeiros minutos, com igualdades constantes, até que os gregos conseguiram uma vantagem de 6-8. Mas rapidamente o Sporting reagiu e chegou aos 9-8 a seu favor. Ao intervalo o AEK vencia por 14-15.

Depois de chegar à liderança, ao marcar o 19-18, o Sporting conseguiu sempre estar a ganhar e chegou a ter quatro golos de vantagem. Um desconto de tempo mudou o rumo do jogo, o AEK aproximou-se, as diferenças voltaram a ser quase sempre de um golo, mas o triunfo ficou em casa.

Curiosamente, esta foi a segunda vez que o Sporting jogou em casa nesta fase de grupos e foi a segunda vez que venceu por um golo de diferença; na primeira jornada levou a melhor sobre o Kadetten Schaffhausen por 29-28.

A turma lusa lidera o Grupo D com seis pontos, mais um do que Eurofarm Pelister e USAM Nîmes Gard.

Noite estragada

No entanto, e como menciona o comunicado do Sporting, o que deveria ser uma noite de celebração acabou com cenas violentas.

O clube de Alvalade relata que 10 adeptos do AEK, que vieram de Atenas até Lisboa para ver o jogo ao vivo, foram agredidos à porta do pavilhão, depois da partida.

Esse grupo de adeptos gregos estava a sair do Pavilhão João Rocha e foi agredido nas imediações do pavilhão do Sporting. Os gregos foram “protegidos” dentro do próprio pavilhão.

O Sporting condena e repudia este episódio e vai ajudar as autoridades para identificar os autores das agressões.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.