#MeToo. Acordo de 40 milhões para evitar processo contra Harvey Weinstein

Justin Lane / EPA

O antigo produtor de Hollywood Harvey Weinstein terá chegado a um acordo no valor de 44 milhões de dólares (cerca de 40 millhões de euros) em indemnização com dezenas das suas vítimas, de forma a travar o processo civil de que é alvo em Nova Iorque.

Segundo avançaram o Wall Street Journal e o New York Times, que citam várias fontes próximas do processo, caso o acordo seja concluído, resolverá os processos civis apresentados pela procuradoria de Nova Iorque no ano passado, que acusa os executivos da Weistein Company de não protegerem os funcionários de um ambiente de trabalho hostil e da má conduta sexual de Harvey Weinstein.

A notícia, avançada esta sexta-feira pelo Diário de Notícias, indica que o acordo inclui ainda os executivos do seu antigo estúdio e a procuradoria-geral de Nova Iorque e não afeta o processo criminal, no qual o ex-produtor é acusado de ter violado uma mulher em 2013 e de tentado forçar um ato sexual com outra mulher em 2006. Esse julgamento deverá começar em setembro. O antigo produtor nega os crimes.

De acordo com o New York Times, o valor do atual acordo é menos de metade do inicialmente discutido para a criação de um fundo de apoio às vítimas, discutido no ano passado entre um grupo de investidores interessado em comprar os bens da produtora de Weinstein e o então procurador de Nova Iorque. Esse acordo era de 90 milhões de dólares, mas caiu por terra no último minuto.

Uma das fontes revelou igualmente que os 44 milhões de dólares seriam pagos pelas companhias de seguros.

As acusações a Harvey Weinstein resultam de uma investigação feita por um Grande Júri de Manhattan (Nova Iorque). O produtor, expulso da Academia e despedido da sua produtora – Weinstein Company -, anunciou estar a entrar num processo de falência, tendo se entregado numa esquadra em Manhattan em maio de 2018, acabando por sair em liberdade com monitorização eletrónica após pagar uma fiança de um milhão de dólares.

As denúncias desencadearam o movimento #MeToo, com milhares de mulheres a usarem as redes sociais para denunciar abusos sexuais em todo o mundo.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista revela por que os mosquitos só picam a algumas pessoas

O cientista Joop van Loon revelou o motivo pelo qual os mosquitos costumam picar mais algumas pessoas do que outras. De acordo com o especialista, são os compostos químicos presentes na pele dos humanos que …

ESA prepara-se para intercetar pela primeira vez um cometa puro

A Agência Espacial Europeia (ESA) desenvolveu um projeto que visa intercetar um cometa puro - um corpo celeste que nunca passou pelo Sistema Solar -, quando este se aproximar da órbita da Terra em meados …

Astrónomos encontraram uma nova (e surpreendente) cratera em Marte

Marte não se "magoa" facilmente mas, quando acontece, o resultado pode ser quase comparado a uma obra de arte. Uma cratera, descoberta em abril pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), é a prova disso. Notável não só …

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …