Acórdão que proíbe fotografias de filhos no Facebook pode ser usado contra Supernanny

A polémica em torno do “Supernanny” continua e surge agora a ideia de que a decisão de um tribunal, que proibiu pais de publicarem fotografias da filha no Facebook, pode ser usada contra o programa da SIC. Entretanto, o canal ainda não lançou qualquer vídeo a identificar a família do terceiro episódio. 

As únicas imagens que o canal divulgou sobre esse terceiro episódio foram mostradas no término do segundo, com uma família de três filhos: dois rapazes e um bebé. Entretanto, a SIC tem mantido um quase secretismo em torno do episódio do próximo domingo.

O Diário de Notícias destaca que “a não identificação da terceira família pela SIC pode ser uma forma de evitar a acção antecipada da Protecção de Menores“.

A Comissão não tem conhecimento da identidade de todas as famílias que participaram no programa e, assim, a SIC estará a tentar evitar que os seus elementos abordem as famílias antes da transmissão dos episódios.

Na terça-feira, a família do segundo programa foi convocada pela Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Sintra, a sua área de residência, conforme sublinha o DN. Ao contrário da mãe solteira que protagonizou o primeiro episódio, estes pais não quiseram juntar-se à Comissão para pedir a retirada das imagens do ar.

A CPCJ de Loures e a mãe da menina que participou no primeiro “Supernanny” já solicitaram à SIC a retirada das imagens das suas plataformas de distribuição, mas o canal anunciou que a entidade não tem poder para efectuar essa solicitação. Os vídeos continuam disponíveis na página do programa no site da SIC.

No seguimento da transmissão do segundo episódio, cuja exibição a CPCJ pretendia evitar, o Ministério Público abriu um inquérito ao canal pelo crime de desobediência.

Do lado da SIC, vinca-se o facto de os pais terem assinado contratos, dando autorização para as filmagens e para a transmissão das imagens. Todavia, segundo o DN, alguns especialistas jurídicos entendem que “estes contratos podem ser considerados nulos“, considerando que os pais não podem fazer o que querem com “o direito à privacidade e dignidade dos filhos”.

Tribunal de Évora proibiu pais de publicar fotografias da filha no Facebook

Neste âmbito, um acórdão do Tribunal de Évora, datado de 2015, vem ao encontro desta ideia, proibindo os pais de uma criança de 12 anos de divulgarem “fotografias ou informações que permitam identificar a filha nas redes sociais”.

A decisão foi justificada com a nota de que é “uma obrigação dos pais, tão natural quanto a de garantir o sustento, a saúde e a educação dos filhos e o respeito pelos demais direitos designadamente o direito à imagem e à reserva da vida privada“.

O acórdão também evidencia que “os filhos não são coisas ou objectos pertencentes aos pais e de que estes podem dispor a seu belo prazer”. Esta argumentação pode também aplicar-se ao caso “Supernanny”, rebatendo a legitimidade jurídica defendida pela SIC, com base nos contratos assinados pelos pais.

Uma fonte do Ministério Público salienta no Correio da Manhã que está a “acompanhar a situação e a analisar todas as possibilidades legais de intervenção”, nomeadamente a possibilidade de avançar com uma providência cautelar para proibir a transmissão do programa.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nicotina contribui para cancro do pulmão formar metástases no cérebro

A nicotina, uma substância não carcinogénica presente no tabaco, contribui para que o cancro no pulmão se dissemine no cérebro, formando metástases, concluiu um estudo publicado na revista Journal of Experimental Medicine. Uma equipa de investigadores …

Nas montanhas suíças, há quartos de hotel sem paredes nem teto

Dois artistas concetuais suíços criaram sete "quartos de hotel" ao ar livre, sem paredes nem teto, mas com vistas para as montanhas da Suíça e de Liechtenstein. A dupla suíça, os irmãos gémeos Frank e Patrik …

Risco de segunda vaga de covid-19 é alto em França

Um estudo publicado esta sexta-feira revela que a chamada "imunidade de grupo" está longe de ser alcançada em França. O risco de uma segunda vaga de covid-19 em França é "extremamente elevado", de acordo com um …

Desvendado mistério das cartas censuradas entre a rainha Maria Antonieta e o seu suposto amante

A natureza da relação entre a rainha Maria Antonieta e o conde sueco Axel de Fersen continua a intrigar os historiadores há mais de um século. Eram realmente amantes? Agora, graças a uma nova análise …

Ministra do Madagáscar afastada por querer gastar 1,8 milhões em rebuçados para disfarçar sabor de "Covid-Organics"

A ministra da Educação do Madagáscar foi destituída esta quinta-feira, depois de ter proposto gastar 1,8 milhões de euros em rebuçados, para distribuir em escolas e atenuar o sabor de uma infusão para a covid-19. A …

Santa Clara 3-2 SC Braga | Açorianos estreiam-se na nova casa com vitória sobre os minhotos

O Santa Clara venceu hoje o Sporting de Braga por 3-2, em jogo da 25.ª jornada da I Liga de futebol em que se assinalou também a estreia da Cidade do Futebol como palco de …

O maior e mais antigo monumento Maia já conhecido foi descoberto no México

O maior e mais antigo monumento já conhecido construído pela civilização Maia, batizado como Aguada Fénix, foi encontrado no sudeste do México. De acordo com o site New Scientist, o Aguada Fénix é uma enorme …

Twitter bloqueia vídeo de campanha de Donald Trump com tributo a George Floyd

O Twitter bloqueou um vídeo de tributo a George Floyd feito pela campanha de reeleição do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A rede social colocou um rótulo no vídeo da página da conta @TeamTrump, dizendo …

Depois da covid-19, poder haver uma outra doença respiratória à nossa espera

Com o desconfinamento, vamos gradualmente regressando ao normal, mas agora possivelmente com um novo inimigo. A doença dos legionários pode estar escondida nos edifícios que deixamos para trás. Surtos globais de coronavírus forçaram o encerramento de …

Apple está a seguir iPhones roubados das lojas durante os protestos nos EUA

Os iPhones que têm sido roubados das lojas da Apple durante os protestos contra a violência policial, nos Estados Unidos, foram desativados e estão a ser seguidos pela empresa. De acordo com a revista Newsweek, as …