Ações “fantasmagóricas” de Einstein usadas para criar novo detetor de ondas gravitacionais

(dr) The SXS (Simulating eXtreme Spacetimes) Project

Quando dois buracos negros colidem, formam-se ondas gravitacionais no próprio espaço

Quando dois buracos negros colidem, formam-se ondas gravitacionais no próprio espaço

A primeira deteção direta de ondas gravitacionais, um fenómeno previsto pela teoria geral da relatividade de Einstein de 1915, foi relatada por cientistas em 2016. Desde então, os físicos de todo o mundo têm tentado criar novos e melhores detetores de ondas gravitacionais.

O professor de física Chunnong Zhao e os cientistas Haixing Miao e Yiqiu Ma são membros de uma equipa internacional que criou um projeto particularmente excitante para os detetores de ondas gravitacionais.

O novo projeto é um ótimo avanço porque tem como objetivo medir sinais abaixo de um limite que anteriormente se acreditava ser impossível de ultrapassar – o limite quântico padrão, que é definido pelo princípio da incerteza quântica.

O estudo publicado na revista Nature, mostra que essa barreira pode ser ultrapassável. O uso desta e de outras novas abordagens pode permitir que os cientistas monitorizem colisões de buracos negros e “terramotos espaciais” em todo o universo.

As ondas gravitacionais não são vibrações que viajam pelo espaço, mas sim vibrações do próprio espaço, que já nos mostraram uma grande população de buracos negros. Um estudo mais aprofundado das ondas gravitacionais pode ajudar-nos a entender melhor o nosso universo.

Mas as tecnologias de detetores de ondas gravitacionais podem ter uma importância enorme para além deste aspeto da ciência, porque estão a ensinar os especialistas a medir pequenas quantidades de energia.

Os detetores de ondas gravitacionais usam luz laser para captar pequenas vibrações de espaço criadas quando os buracos negros colidem. As colisões criam vastas explosões gravitacionais, convertendo a massa diretamente em vibrações do espaço.

São necessárias enormes quantidades de energia para fazer o espaço vibrar. Os detetores, que usam espelhos pesados com lasers poderosos, devem conseguir medir o espaço que se estende por apenas um milionésimo de um bilionésimo de metro sobre a escala de quatro quilómetros dos detetores.

Mas, para os astrónomos, isso não é suficientemente bom. Os cientistas precisam de ainda mais sensibilidade para conseguirem ouvir muitos mais “sons” gravitacionais, incluindo o som do momento em que o universo foi criado pelo Big Bang.

Uma ideia fantasmagórica de Einstein

O novo conceito é baseado em trabalhos originais de Albert Einstein. Em 1935, Einstein e os seus colegas Boris Podolsky e Nathan Rosen – os autores do famoso paradoxo EPR – tentaram contrariar a teoria da mecânica quântica, destacando que essa mesma teoria previu correlações absurdas entre partículas amplamente espaçadas.

Einstein provou que, se a teoria quântica estava correta, então os pares de objetos amplamente espaçados poderiam ser entrelaçados como duas moscas presas na teia de uma aranha. Estranhamente, esse entrelaçamento não diminui por mais distante que estejam os objetos.

Albert Einstein chamou esse entrelaçamento de “ação fantasmagórica à distância”, e tinha certeza de que a sua descoberta iria acabar com a teoria da mecânica quântica de uma vez por todas, mas não era suposto. Desde a década de 1980, os físicos demonstraram que o entrelaçamento quântico é real.

Por mais que a odiasse, a previsão de Einstein estava certa e, para seu próprio desgosto, a teoria quântica estava correta: os objetos à distância podiam ser entrelaçados.

Hoje em dia, essa teoria do entrelaçamento tem sido aproveitada para o envio de códigos secretos que não podem ser intercetados. Em todo o mundo, organizações como a Google e a IBM e laboratórios académicos estão a tentar criar computadores quânticos que dependem do entrelaçamento.

Agora, Zhao e os seus colegas querem usar o conceito de entrelaçamento para criar o novo design do detetor de ondas gravitacionais.

Uma nova maneira de medir as ondas gravitacionais

O aspeto mais empolgante é que o novo detetor acaba por ser, na verdade, uma nova maneira de trabalhar a duplicar com detetores que já existem.

Na primeira vez, os fotões no detetor são alterados pela onda gravitacional para capturar as ondas. Na segunda vez, o detetor é usado para alterar o entrelaçamento quântico de tal forma que o ruído não é detetado devido à incerteza quântica.

A única coisa que é detetada é o movimento dos espelhos distantes provocados pela onda gravitacional. O ruído quântico do princípio da incerteza não aparece na medição.

Para fazer o detetor funcionar, é preciso começar com fotões entrelaçados que são criados por um dispositivo chamado “espremedor quântico”. Esta tecnologia foi pioneira na astronomia de ondas gravitacionais na Australian National University, e agora é uma técnica estabelecida.

Vários físicos estão a preparar-se para testar esta nova teoria e encontrar a melhor maneira de a implementar, por exemplo, no detetor de ondas gravitacionais GEO, em Hannover, na Alemanha, que foi essencial para muitas das novas tecnologias que permitiram a descoberta das ondas gravitacionais no ano passado.

PARTILHAR

RESPONDER

Canadá. Indígena e neta de 12 anos detidos ao tentarem abrir conta em banco

Um indígena apresentou duas queixas por racismo após ter sido detido e algemado, juntamente com a sua neta de 12 anos, quando tentava abrir uma conta no BMO - Banco de Montreal, no Canadá. Em dezembro, …

ONG encontra alianças de casal de migrantes que sobreviveu a naufrágio

As alianças encontradas pela ONG espanhola pertencem a um casal de migrantes argelinos que sobreviveu, em outubro, a um naufrágio ao largo da costa de Lampedusa, em Itália. De acordo com o jornal The Guardian, foi no …

Turquia condena 337 pessoas a perpétua por ligação à tentativa de golpe

Mais de 300 pessoas foram condenadas a prisão perpétua, esta quinta-feira, na maioria oficiais e pilotos militares, no principal julgamento relacionado com a tentativa de golpe falhado de 2016. De acordo com o jornal Público, a …

Rangers 2-2 Benfica | "Power" das águias chega para empatar

Num último assomo, o Benfica conseguir empatar um jogo que parecia irremediavelmente perdido. No espaço de três minutos – dos 78 aos 81 -, um autogolo de Tavernier, com intervenção decisiva de Gonçalo Ramos, e …

Lulas gigantes estão a deixar enormes cicatrizes em tubarões brancos

Cientistas marinhos encontraram evidências que sugerem que grandes tubarões brancos (Carcharodon carcharias) estão a ser atacados por lulas gigantes no Oceano Pacífico. Uma equipa de investigadores encontrou 14 tubarões brancos (Carcharodon carcharias) com evidências de cicatrizes …

Twitter passa a alertar utilizadores que colocam "like" em informações incorretas

O Twitter passou a alertar os utilizadores quando estes tentam 'curtir' uma publicação que contenha informações consideradas incorretas, medida que faz parte da esforço da empresa para combater a desinformação. Esta mudança significa que os utilizadores …

Erosão causada por tempestade tropical revela naufrágio do século XIX na Florida

Depois da tempestade tropical Eta arrebatar o norte da Florida no início deste mês, um banhista fez uma descoberta inesperada enquanto caminhava na costa de St. Augustine. Ao caminhar pelas dunas de areia de Crescent Beach, …

Uma mentira de um trabalhador de uma pizzaria forçou o confinamento na Austrália do Sul

O estado da Austrália do Sul decretou um confinamento geral, no dia 18 de novembro, depois de um funcionário de uma pizzaria ter mentido. Segundo o Huff Post, o homem, de nacionalidade espanhola, estava infetado com …

Jogar Monopólio, Scrabble ou até bilhar pode ser (ainda) mais divertido com uma nova mesa touch

Por mais divertidos que sejam os jogos de tabuleiro, estes podem ser um passatempo caro pois quem realmente gosta não se cansa de os comprar. Agora, a empresa Arcade1Up criou o Infinity Game Table que …

A apreensão histórica de cetamina na Tailândia não foi assim tão histórica. Eram só aditivos alimentares

Análises laboratoriais revelaram que a apreensão "histórica" de cetamina anunciada pelo Governo da Tailândia há cerca de duas semanas foi, na verdade, uma apreensão de aditivos alimentares e agentes de limpeza. As autoridades tailandesas anunciaram, …