Cientistas encontraram 70 mil vírus nunca antes vistos no intestino humano

Biossintesis / Flickr

Bacteriófagos, vírus que podem infetar bactérias

Cientistas identificaram mais de 70 mil vírus, até então desconhecidos, que vivem no nosso intestino e infetam as bactérias que lá vivem (como afetam o nosso corpo é ainda um mistério).

No novo estudo, conta o site Live Science, os investigadores utilizaram um método chamado metagenómica – que consiste em analisar todo o material genético de uma comunidade de micróbios e, depois, mapear as sequências individuais encontradas em espécies específicas – para identificar os vírus.

A equipa analisou mais de 28 mil amostras do microbioma intestinal, retiradas de 28 países. Este processo revelou genomas completos para mais de 140 mil espécies de vírus que vivem no intestino humano (uma única pessoa, no entanto, carrega apenas uma fração destas espécies).

Embora vivam no nosso intestino muitos tipos de vírus, os cientistas concentraram-se em vírus que podem infetar bactérias, os chamados bacteriófagos, por serem aqueles que a ciência está ainda a tentar “descobrir o seu papel na saúde humana”, disse Luis Camarillo-Guerrero, autor principal do estudo publicado, a 18 de fevereiro, na revista científica Cell.

“Provavelmente, é seguro dizer que a grande maioria deles não nos é prejudicial, sendo simplesmente um componente integrante da microbiota do nosso corpo”, acrescentou o investigador, que concluiu recentemente um doutoramento no Instituto Wellcome Sanger, no Reino Unido.

“Como as comunidades bacterianas são um componente crítico do nosso intestino, não é difícil imaginar que os bacteriófagos possam ter um papel fundamental na manutenção de um equilíbrio saudável no nosso intestino”, disse ao mesmo site.

Porém, existem casos conhecidos em que os bacteriófagos contribuíram para certas doenças como, por exemplo, difteria e botulismo.

A equipa publicou, assim, os genomas desses vírus invasores de bactérias num novo banco de dados, chamado “Gut Phage Database“, que pode ser usado para orientar outros estudos científicos sobre estes vírus.

“Um genoma é como a planta de um organismo. A quantidade de informação que podemos extrair conhecendo apenas a sequência de ADN de um organismo é muito grande”, destacou Camarillo-Guerrero.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Melhor ‘e deixarem os virus e bacterias em paz…

    Se mexem so fazem porcaria como esses virus manipulados por lab militares… depois culpem os pobres dos animais…

  2. 70 mil novas oportunidades de negócio! Quando a loucura do covid passar já sabem onde ir procurar o próximo negócio do milénio!

  3. Está visto que isto anda tudo virado! Analisem o Tejo em Lisboa e irão encontrar triliões de vírus com tanto intestino a defecar para lá!

RESPONDER

Cientistas querem usar bombas nucleares para desviar asteróides (mas nem todas servem)

Os cientistas querem usar bombas para desviar asteróides que se aproximam perigosamente da Terra. Contudo, um novo estudo revelou que nem todas as bombas nucleares servem e é preciso escolher a correta. Uma colaboração entre o …

Astrónomos detetam ponte azul de estrelas (e está prestes a explodir)

Uma equipa de astrónomos descobriu uma nova região na Via Láctea repleta de estrelas azuis brilhantes e escaldantes que estão prestes a explodir. A equipa de cientistas estava a criar o mapa mais detalhado dos braços …

Não são só os humanos. Até os cães-guia podem vir a ser substituídos por robôs

A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) não ameaça apenas automatizar o trabalho dos humanos. Os cães-guia, que ajudam pessoas com deficiência visual a navegar com segurança pelo mundo, podem ser os seus próximos alvos. Uma equipa …

Laboratório investigado em Madrid depois de vídeo mostrar maus tratos a animais

Um laboratório em Madrid, Espanha, está a ser investigado por alegados maus tratos a animais, depois de uma inspeção confirmar as suspeitas de abuso filmadas por um antigo funcionário. O vídeo divulgado pela Cruelty Free International …

Equipa realiza primeiro transplante de traqueia do mundo. Pode reverter danos causados pela covid-19

Uma equipa de cirurgiões realizou o primeiro transplante de traqueia humana do mundo. A cirurgia foi feita numa mulher com graves danos no órgão, revelou o Hospital Mount Sinai, em Nova Iorque. A recetora do transplante …

Em 2020, os mais velhos renderam-se aos "animais de estimação pandémicos"

Uma nova investigação revelou que as famílias com crianças não foram as únicas a aderir à tendência dos "animais de estimação pandémicos" em 2020. Os mais velhos também não resistiram. Segundo a National Poll on Healthy …

Tramado por uma turfeira. Homem confessa assassinato, mas corpo encontrado tinha 1600 anos

O que tinha tudo para ser um casamento feliz, acabou em tragédia. Num estranho caso em que uma simples planta ditou o desfecho de uma investigação criminal. Em 1959, a retratista e entusiasta de viagens Malika …

"Projeto Bernanke". Google terá usado programa secreto para dar vantagem ao seu sistema de anúncios

A Google terá usado durante anos um programa secreto que usava dados de lances anteriores na bolsa de publicidade digital da empresa para dar ao seu próprio sistema de compra de anúncios uma vantagem sobre …

Para "proteger a verdade histórica", Rússia divulga documentos que revelam atrocidades nazis em Stalingrado

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou documentos desclassificados que detalham atrocidades cometidas por soldados e oficiais nazis durante a II Guerra Mundial. A divulgação destes documentos, que foram publicados no site do Ministério da Defesa …

Espanha. Funcionários públicos podem trabalhar três dias em casa sem perder direitos

O Governo espanhol e os sindicatos de funcionalismo público chegaram, esta segunda-feira, a um acordo que prevê que os trabalhadores da Administração Pública podem trabalhar três dias por semana em casa com os mesmos direitos …