250 russos siberianos foram os primeiros americanos

Eric S. Carlson/Ben A. Potter

Uma recente análise genética sugere que a população fundadora dos nativos americanos que migrou da Sibéria era composta por aproximadamente 250 indivíduos.

Apesar dos inúmeros estudos genéticos, os cientistas ainda não tinham chegado a um consenso sobre quantos nativos americanos compunham a população original. O novo estudo, publicado na Genetics and Molecular Biology, corrobora resultados de estudos anteriores e sugere que a população fundadora dos nativos americanos era composta por 250 indivíduos.

“Passar de algumas centenas de fundadores para cerca de 40 milhões de habitantes, que vivem em diferentes condições ambientais, é algo muito empolgante”, comentou o professor de antropologia da Universidade do Kansas, Michael Crawford. “Este estudo é sobre entender como a evolução opera em termos de diversidade genética.”

Segundo Nelson Fagundes, investigador da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, averiguar o tamanho dos grupos fundadores é muito importante, já que determina a quantidade de diversidade genética que se transfere aos descendentes do grupo. Por sua vez, isso pode alterar a eficácia com que a seleção natural elimina os genes maus.

“As grandes populações têm uma seleção muito eficiente, enquanto em populações pequenas são geneticamente suscetíveis a algumas doenças”, explicou Fagunde.

Para revelar o tamanho do grupo fundador, a equipa de cientistas estudou amostras de ADN de 10 indivíduos americanos nativos da América Central e do Sul, 10 pessoas de diferentes grupos siberianos e 10 indivíduos da China, representando assim as várias afiliações tribais.

Os dados genéticos ajudam a pintar a imagem de como se desenrolou a antiga migração. Os cientistas sabem que a variação genética dentro de uma amostra está diretamente relacionada com o tamanho da população. A isso, juntaram o facto de a diferença genética entre duas populações aumentar com o tempo.

Isso permitiu aos investigadores associar os dados do ADN em simulações computacionais e determinar o tamanho original do grupo fundador, explicou o líder do estudo.

De acordo com os modelos, o grupo original era composto por 229-300 pessoas, o que levou à estimativa final de 250 indivíduos. Este número é muito pequeno, o que significa que havia pouca variação genética na população.

Mas desde essa altura já passou bastante tempo. Os nativos americanos tiveram assim tempo para recuperar a sua diversidade através de novas mutações genéticas. Mais do que isso: alguns nativos da América do Note formaram uniões com pessoas de migrações posteriores, o que também contribuiu para a diversidade genética, conclui o estudo.

PARTILHAR

RESPONDER

Albânia demoliu restaurante do homem que perseguiu turistas no capô do carro

O dono de um restaurante ilegal na Albânia meteu-se em sérios apuros depois de ter perseguido uma família de turistas espanhóis, colocando-se no capô do carro onde seguiam e partindo o pára-brisas. O restaurante que …

Sensores de radiação da Rússia desligaram-se misteriosamente após recente explosão nuclear

Nas semanas após um acidente nuclear fatal num campo de tiro de armas navais em Nyonoksa, quatro sensores de partículas radioativas que enviavam dados do território russo para uma rede de monitorização internacional desligaram-se misteriosamente. As …

Zumba. O negócio milionário que começou com uma distracção de um colombiano

Foi uma distracção que levou o bailarino colombiano Beto Pérez a criar a zumba e a construir um dos negócios actuais com mais sucesso em todo o mundo, avaliado em mais de 450 milhões de …

Ligações a Jeffrey Epstein abalam um dos mais prestigiados laboratórios de tecnologia do mundo

O MIT Media Lab junta áreas que vão do design à robótica e é responsável pelas mais vanguardistas inovações do Massachusetts Institute of Technology, uma das mais reputadas universidades do mundo na área da tecnologia. Agora, …

Choveu água preta em São Paulo

Na tarde de segunda-feira um fenómeno climático transformou o dia em noite na cidade de São Paulo em plena tarde. E choveu água preta. Nas redes sociais há inúmeras imagens de copos, garrafas e baldes que …

Macron vai encontrar-se com iranianos para debater acordo nuclear

O Presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou na quarta-feira que vai encontrar-se com representantes do Irão antes da reunião do G7, que decorre no próximo fim de semana, para trabalhar em propostas que salvaguardem o …

Pentágono confirma morte do filho de Osama bin Laden

O secretário de Defesa dos Estados Unidos (EUA), Mark Esper, confirmou a morte de Hamza bin Laden, filho e herdeiro do fundador da Al-Qaeda, Osama bin Laden. "Esse é o meu entendimento", disse Mark Esper, numa …

Homem detido por filmar por baixo das saias de mais de 550 mulheres no metro de Madrid

Um colombiano de 53 anos foi detido e ficou em prisão preventiva nesta quarta-feira, em Madrid, acusado de filmar vídeos por baixo das saias de mais de 550 mulheres — algumas menores — e publicá-los …

Tempo de espera nos CTT é principal causa de insatisfação dos clientes

Um inquérito da associação Deco a 1.800 clientes dos CTT revela que esperam, em média, 18 minutos para serem atendidos e que o tempo de espera é o que causa mais insatisfação. O inquérito realizado a …

Gronelândia não é só um capricho de Trump. EUA querem comprar a ilha há 70 anos

A proposta de Donald Trump para comprar a Gronelândia terá parecido apenas mais uma ideia megalómana do presidente dos EUA, mas não é a primeira vez que o país tenta ficar com a ilha que …