Mais de 170 mortos nas chuvas torrenciais do Japão

Jiji Press / EPA

O Governo nipónico elevou nesta quarta-feira para 179 o número de mortos relacionados com as chuvas torrenciais no oeste do Japão, para onde o primeiro-ministro, Shinzo Abe, viajou esta manhã para visitar as zonas mais afetadas.

De acordo com o porta-voz do Governo, Yoshihide Suga, Shinzo Abe encontra-se em Kurashiki, na província de Okayama, uma das mais devastadas pelas inundações, a par de Hiroshima. O governante cancelou as viagens à Europa e Médio Oriente, agendadas para esta semana.

Além das 179 mortes já confirmadas, as autoridades dão conta de, pelo menos, nove desaparecidos. A imprensa japonesa fala em mais de 50.

“Este é o pior desastre relacionado com as chuvas torrenciais no arquipélago desde 1982”, recordou Suga, na terça-feira.

As chuvas intensas registadas desde sexta-feira provocaram grandes inundações, deslizamentos de terra e outros danos, deixando isoladas muitas pessoas, que não puderam ou não quiseram abandonar as suas casas.

De acordo com Suga, o governo mobilizou 75 mil militares e equipas de emergência e quase 80 helicópteros para os esforços de busca e resgate.

Estamos sem água, comida, nada chega aqui“, disse ao jornal Mainich o japonês Ichiro Tanabe, que mora na cidade portuária de Kure. “Vamos ficar todos secos se continuarmos isolados”, advertiu.

Empresas e serviços de entregas disseram que os envios de e para as áreas inundadas foram suspensos ou muito reduzidos, enquanto os supermercados fecharam lojas ou abreviaram horas devido a atrasos na entrega e escassez de mercadorias.

Ao início da manhã, milhares de casas não tinham ainda água potável ou eletricidade.

O Japão não vivia um desastre assim desde agosto de 2014, quando 77 pessoas morreram em Hiroshima devido às chuvas torrenciais.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou uma mensagem de condolências ao Imperador do Japão, em seu nome e no do Povo português, expressando solidariedade para com o povo japonês na sequência das chuvas torrenciais e deslizamentos no oeste do Japão, que já provocaram um número elevado de mortos e muitos desaparecidos, lê-se numa nota publicada no site da Presidência.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Marisa Matias critica Centeno por “encabeçar ameaças” a Itália

A eurodeputada Marisa Matias, do Bloco de Esquerda, disse a Mário Centeno, num debate no Parlamento Europeu, que é “desconcertante” vê-lo, enquanto presidente do Eurogrupo, a “encabeçar as ameaças” a Itália, questionando-o se não "há …

Moscovici quer voltar a "tweeetar" com Costa (mas deixa avisos)

O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, diz que ficará "encantado" se o primeiro-ministro e seu "bom amigo" António Costa tiver o prazer de voltar a "tweetar". Isto para sublinhar que espera que Portugal …

Não há acordo. Greve dos enfermeiros começa quinta-feira e só acaba no fim do ano

Os enfermeiros mantêm a greve que começa na quinta-feira nos blocos operatórios de cinco hospitais, por falta de acordo com o Governo sobre a estrutura da carreira. A informação foi prestada à Lusa pelos presidentes da …

Próximas eleições portuguesas podem ser marcadas por fake news

A difusão de notícias falsas durante as eleições brasileiras atingiu níveis sem precedentes e o fenómeno chegou também a Portugal, onde se pode estar a preparar uma ação semelhante para as próximas eleições nacionais, alertou …

Proposta de Orçamento mostra um "profundo desconhecimento" do país

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, considerou esta terça-feira que a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) mostra um "profundo desconhecimento" e está de "costas voltadas" para o país. "É um Orçamento que mostra …

Caso Khashoggi: Trump mantém-se ao lado da Arábia Saudita

Donald Trump emitiu um comunicado em que se pronunciou sobre o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, revelando que embora condene veemente o crime, a relação dos Estados Unidos é com Reino da Arábia Saudita, "parceiros …

Visita de João Lourenço pode deixar “irritante” entre Portugal e Angola para trás

A primeira viagem de Estado de João Lourenço a Portugal é uma demonstração de que Portugal e Angola "pretendem enterrar o irritante e avançar com os temas da cooperação direta", avança Jornal de Angola. No editorial …

Documento de 2014 previu colapso e aconselhava encerramento da estrada de Borba

Há novos dados que apontam que a tragédia da estrada de Borba, que desmoronou, provocando a morte de 2 pessoas e mais 3 desaparecidas, poderia ter sido evitada. Um memorando de 2014 já previa a …

Noiva adolescente leiloada no Facebook. Rede social só reparou depois do casamento

Uma jovem de 16 anos do Sudão do Sul foi leiloada para casamento no Facebook. Quando a rede social reparou, a jovem já tinha sido comprada e estava casada. De acordo com a organização pelos Direitos …

Défice português “desaparece” em 2020, mas é preciso mais

O défice público de Portugal deve cair para 0,2% do PIB em 2019, como prevê o Governo, e em 2020 deve “desaparecer”, transformando-se num excedente de 0,1% do PIB, defende a OCDE. A organização dos países …