Seul alerta que Coreia do Norte tem plutónio para 10 bombas nucleares

184

(dv) KCNA / YONHAP

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

A Coreia do Norte tem plutónio suficiente para fazer 10 bombas nucleares, informou esta quarta-feira a Coreia do Sul, uma semana depois de Kim Jong-Un ter dito que estava perto de testar um míssil balístico intercontinental.

A Coreia do Norte, que realizou cinco testes nucleares e vários lançamentos de mísseis, planeia, alegadamente, uma iniciativa nuclear para 2017 e procura desenvolver um sistema de armamento capaz de atingir os Estados Unidos.

Os analistas dividem-se sobre quão perto Pyongyang está de completar totalmente as suas ambições nucleares, mas concordam que o país fez enormes avanços desde que Kim assumiu o poder após a morte do pai, Kim Jong-Il, em 2011.

O Ministério da Defesa de Seul diz que o Norte tinha cerca de 50 quilos de plutónio para armas no final de 2016, o suficiente para fazer cerca de 10 armas, mais que os 40 quilos que tinha há oito anos.

O Norte tem também uma capacidade “considerável” de produzir armas com base em urânio altamente enriquecido, segundo o livro branco publicado de dois em dois anos, que não faz, no entanto, estimativas de stock de urânio para armas, apontando para os segredos impenetráveis do programa de urânio.

O think-tank dos Estados Unidos Institute for Science and International Security estimou em junho que o arsenal nuclear total do Norte era de mais de 21 bombas, acima das 10 a 16 de 2014.

O programa nuclear da Coreia do Norte levou o país a sofrer sanções impostas pela ONU que, em 2016, levaram a perdas equivalentes a 7,4% do valor das suas exportações no ano anterior, segundo um estudo do Instituto de Estratégia para a Segurança Nacional, em Seul, hoje publicado.

A percentagem foi calculada estimando que o regime de Pyongyang perdeu, entre março (quando o primeiro pacote de sanções de 2016 foi aplicado) e dezembro, 200 milhões de dólares.

O número foi estimado tendo em conta a limitação das exportações norte-coreanas (principalmente para a China, o seu principal parceiro comercial), e também a queda das remessas dos trabalhadores norte-coreanos no exterior (cerca de 50 mil, principalmente na Rússia e na China).

O estudo sublinha que países como a China e o Kuwait se tornaram mais restritos na autorização de entrada de trabalhadores norte-coreanos após as sanções.

No entanto, foi o “encerramento do complexo industrial intercoreano (de Kaesong) que prejudicou em maior medida a entrada de moedas de peso no Norte”, explica o relatório.

// Lusa

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Através do estudo de magnetizações remanescentes em antigos meteoritos, uma equipa do MIT determinou que a nebulosa solar - o vasto disco de gás e poeira que veio a formar o Sistema Solar - durou entre 3 e 4 milhões de anos

Cientistas estimam o tempo de vida da nebulosa solar

Há cerca de 4,6 mil milhões de anos atrás, uma enorme nuvem de hidrogénio gasoso e poeira colapsou sob o seu próprio peso, eventualmente achatando-se num disco chamado nebulosa solar. A maioria deste material interestelar contraiu-se …

-

Comer mais gordura é mais prejudicial para os homens do que para as mulheres

As gorduras são essenciais na nossa dieta, e os especialistas recomendam que correspondam a 20% a 30% das calorias que consumimos diariamente. Mesmo assim, é do conhecimento geral que comer muita gordura pode ser prejudicial para …

-

FC Porto vence Boavista e não larga Benfica

Um golo de Soares, aos sete minutos, deu hoje o triunfo ao FC Porto em casa do Boavista por 1-0, em jogo da 23.ª jornada da I Liga de futebol que deixa os 'dragões' novamente …

Manuel Vicente, vice-presidente de Angola

Jornal de Angola critica justiça portuguesa: "Tanta falta de vergonha"

O Jornal de Angola retomou este domingos as críticas a Portugal, afirmando que "custa ver tanta falta de vergonha", a propósito da divulgação pela comunicação social do processo na Justiça portuguesa envolvendo o vice-presidente angolano, …

Neil Fingleton, Mag the Mighty em Guerra dos Tronos

Morreu o homem mais alto do Reino Unido (e da Guerra dos Tronos)

Morreu este sábado, vítima de ataque cardíaco, o actor e basquetebolista britânico Neil Fingleton, o homem mais alto do Reino Unido. O malogrado actor Neil Fingleton, de 36 anos, desempenhava vários papéis na série 'Guerra dos Tronos', …

O 'coração' de Marte

NASA publica foto inédita do coração de Marte

A agência espacial norte-americana NASA publicou uma imagem rara da superfície marciana, na qual se pode observar a rocha-mãe do planeta vermelho. De acordo com a NASA, a maior parte da superfície do quarto planeta do …

O actor Bill Paxton

Actor Bill Paxton morre após cirurgia

O ator norte-americano Bill Paxton, conhecido pela sua participação em filmes como "Aliens" ou "Titanic", morreu no sábado, aos 61 anos, na sequência de complicações após uma cirurgia, divulgou hoje a imprensa norte-americana. Citado pela revista …

-

O “telefone mais destrutivo da história” é falso

O director do Museu de Comunicações de Frankfurt aponta discrepâncias quanto ao suposto telefone vermelho de Adolf Hitler, apresentado como a “arma mais destrutiva” da história, recentemente vendido por 239 mil euros em leilão - …

O ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio

Núncio "confessou responsabilidade" (e o país "deve-lhe muito")

O PCP considerou hoje que a "confissão" do ex-secretário de Estado Paulo Núncio no caso das transferências para 'offshore' responsabiliza não só o CDS, mas também o PSD e o anterior Governo. O antigo secretário de …

Freedom 251, o smartphone indiano de 3 euros

Criador do smartphone de 3 euros foi preso por fraude

Mais uma vez se comprova que quando as coisas parecem boas demais para serem verdade... quase sempre o são: e o smartphone de 3.29 euros que nunca se veio a concretizar não é excepção. Há um …