Cientistas anunciam plano para “recongelar” o Ártico

4539

Situações desesperados exigem medidas desesperadas. Um grupo de cientistas sugeriu um plano para “recongelar” o Ártico, uma vez que as temperaturas próximas ao Polo Norte estão 20°C mais quentes do que a média do ano passado.

O gelo do mar está a desaparecer do Ártico a um ritmo sem precedentes, o que tem consequências terríveis para o planeta. Por isso, os cientistas propuseram uma ideia que pode resolver este problema – instalar cerca de 10 milhões de bombas eólicas na região, para pulverizar a água do mar na superfície e reabastecer o gelo.

“É uma boa ideia, mas vamos precisar de muito mais do que isto para impedir que o gelo do Ártico desapareça”, disse o físico da Universidade Estadual do Arizona, Steven Desch, ao jornal britânico The Guardian.

As 10 milhões de bombas eólicas poderiam adicionar um metro extra de gelo marinho à camada atual da região, o que ajudaria a proteger o gelo das temperaturas mais elevadas.

“Metade do gelo marinho do Ártico tem uma espessura média anual de apenas 1,5 metros. Adicionar um metro é uma mudança significativa”, afirmaram os cientistas.

No entanto, a área do Oceano Ártico é de cerca de 107 km², o que significa que 10 milhões de bombas apenas iriam cobrir 10% da área. E seriam necessárias 100 milhões de bombas eólicas para cobrir toda a região.

Cada turbina eólica deve ter 3 lâminas de 6 metros de diâmetro, com um peso de 4.000 kg de aço. Para manter a bomba a flutuar, seria preciso uma boia com peso aproximadamente igual. Ou seja, seriam necessários aproximadamente 10.000 kg de aço.

Para 10 milhões de bombas, seriam 10 milhões de toneladas de aço por ano – ou 100 milhões de toneladas para cobrir completamente o mar. A título de comparação, os EUA produzem atualmente “apenas” cerca de 80 milhões de toneladas de aço por ano.

O novo projeto tem um preço estimado de cerca de 500 mil milhões de dólares, o que significa que vários governos de todo o mundo teriam de ajudar a pagar os custos da instalação.

No entanto, é extremamente urgente que seja tomada uma atitude porque com a região a aquecer rapidamente, corremos o risco de perder a maior parte do gelo do Ártico nas próximas décadas – e isso terá efeitos drásticos para o planeta em geral.

Esta não é a primeira vez que os cientistas consideram seriamente usar geoengenharia para inverter as consequências do aquecimento global. Propostas anteriores incluíram o branqueamento artificial do Ártico para ajudar a refletir a radiação solar e a criação de nuvens artificiais que impediriam o calor de chegar à superfície gelada.

5 COMENTÁRIOS

  1. Eu por acaso não consumo muitas massas, prefiro o arroz ou uma boa batatinha cozida ou quiçá frita … hmmm batatinha cozida com umas lulas guisadas e tudo regado com um bom azeite é um manjar, quero lá saber das massas, consome-as tu!

RESPONDER

Através do estudo de magnetizações remanescentes em antigos meteoritos, uma equipa do MIT determinou que a nebulosa solar - o vasto disco de gás e poeira que veio a formar o Sistema Solar - durou entre 3 e 4 milhões de anos

Cientistas estimam o tempo de vida da nebulosa solar

Há cerca de 4,6 mil milhões de anos atrás, uma enorme nuvem de hidrogénio gasoso e poeira colapsou sob o seu próprio peso, eventualmente achatando-se num disco chamado nebulosa solar. A maioria deste material interestelar contraiu-se …

-

Comer mais gordura é mais prejudicial para os homens do que para as mulheres

As gorduras são essenciais na nossa dieta, e os especialistas recomendam que correspondam a 20% a 30% das calorias que consumimos diariamente. Mesmo assim, é do conhecimento geral que comer muita gordura pode ser prejudicial para …

-

FC Porto vence Boavista e não larga Benfica

Um golo de Soares, aos sete minutos, deu hoje o triunfo ao FC Porto em casa do Boavista por 1-0, em jogo da 23.ª jornada da I Liga de futebol que deixa os 'dragões' novamente …

Manuel Vicente, vice-presidente de Angola

Jornal de Angola critica justiça portuguesa: "Tanta falta de vergonha"

O Jornal de Angola retomou este domingos as críticas a Portugal, afirmando que "custa ver tanta falta de vergonha", a propósito da divulgação pela comunicação social do processo na Justiça portuguesa envolvendo o vice-presidente angolano, …

Neil Fingleton, Mag the Mighty em Guerra dos Tronos

Morreu o homem mais alto do Reino Unido (e da Guerra dos Tronos)

Morreu este sábado, vítima de ataque cardíaco, o actor e basquetebolista britânico Neil Fingleton, o homem mais alto do Reino Unido. O malogrado actor Neil Fingleton, de 36 anos, desempenhava vários papéis na série 'Guerra dos Tronos', …

O 'coração' de Marte

NASA publica foto inédita do coração de Marte

A agência espacial norte-americana NASA publicou uma imagem rara da superfície marciana, na qual se pode observar a rocha-mãe do planeta vermelho. De acordo com a NASA, a maior parte da superfície do quarto planeta do …

O actor Bill Paxton

Actor Bill Paxton morre após cirurgia

O ator norte-americano Bill Paxton, conhecido pela sua participação em filmes como "Aliens" ou "Titanic", morreu no sábado, aos 61 anos, na sequência de complicações após uma cirurgia, divulgou hoje a imprensa norte-americana. Citado pela revista …

-

O “telefone mais destrutivo da história” é falso

O director do Museu de Comunicações de Frankfurt aponta discrepâncias quanto ao suposto telefone vermelho de Adolf Hitler, apresentado como a “arma mais destrutiva” da história, recentemente vendido por 239 mil euros em leilão - …

O ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio

Núncio "confessou responsabilidade" (e o país "deve-lhe muito")

O PCP considerou hoje que a "confissão" do ex-secretário de Estado Paulo Núncio no caso das transferências para 'offshore' responsabiliza não só o CDS, mas também o PSD e o anterior Governo. O antigo secretário de …

Freedom 251, o smartphone indiano de 3 euros

Criador do smartphone de 3 euros foi preso por fraude

Mais uma vez se comprova que quando as coisas parecem boas demais para serem verdade... quase sempre o são: e o smartphone de 3.29 euros que nunca se veio a concretizar não é excepção. Há um …