WhatsApp vai passar a ser totalmente gratuito

A aplicação vai abandonar o modelo de subscrição que obrigava os utilizadores a pagar 99 cêntimos por ano, tornando-se assim completamente gratuito.

Até aqui, os mais de 900 milhões de utilizadores do WhatsApp tinham de pagar anualmente à empresa homónima cerca de 99 cêntimos, uma taxa cujo fim o CEO da aplicação, Jan Koum, anunciou esta segunda-feira, na conferência DLD em Munique.

Em vez de cobrar aos utilizadores uma subscrição anual, o WhatsApp vai focar a monetização da app através da criação de parcerias com empresas, isto é, à semelhança do Messenger, a aplicação vai passar a ser um veículo de comunicação das empresas com os seus clientes para, por exemplo, estes receberem notificações relativas a atrasos nos voos, fazerem reservas de restaurantes ou obterem alertas por uso indevido de um cartão bancário.

“Cerca de mil milhões de pessoas em todo o mundo usam o WhatsApp para estar em contacto com os seus amigos e familiares. Desde um recém-pai na Indonésia a partilhar fotos com a sua família, a um estudante em Espanha a reencontrar-se com os amigos da terra natal, ou um médico no Brasil a manter o contacto com os seus pacientes, as pessoas confiam no WhatsApp por ser rápido, simples e fiável”, lê-se no comunicado entretanto lançado no blogue oficial da empresa.

O WhatsApp quer quer as comunicações com os negócios sejam tão fáceis como as comunicações com familiares e amigos, disse o CEO em Munique.

Contudo, a nova estratégia está ainda em fase embrionária e a empresa está apenas a comunicar as suas intenções para o futuro. Um futuro que passa, todavia, por manter o WhatsApp livre dos habituais anúncios.

Em 2014, o Facebook comprou a empresa responsável pelo WhatsApp por 19 mil milhões de dólares, garantindo manter o serviço independente – uma promessa que tem cumprido.

Koum explica que a rede social de Mark Zuckerberg tem ajudado o WhatsApp a crescer e a tornar-se um melhor produto ao longo dos últimos meses.

A decisão de abandonar o modelo de subscrição foi tomada em conjunto pelas duas empresas e prendeu-se, sobretudo, com o facto de este funcionar como um atrito para o crescimento da app.

“É difícil as pessoas pagarem, especialmente se não têm cartões de crédito ou contas bancárias. Não queremos que pensem que o seu contacto com o mundo pode ser cortado por causa disso”, afirma Koum.

O facto de o WhatsApp pertencer ao Facebook significa, na prática, que a app beneficia da infraestrutura técnica da maior rede social do mundo, incluindo o sistema de distribuição e armazenamento de conteúdo multimédia.

Tratar de fotos e vídeo é especialidade do Facebook, o que, na prática, significa um WhatsApp mais rápido. “Não temos de gerir milhares de máquinas e contratar 20 engenheiros”, acrescentou.

Ao longo das próximas semanas, o WhatsApp vai remover a obrigação de pagar 99 cêntimos por ano, depois de um primeiro ano gratuito, das várias versões da sua app.

ZAP / Shifter

PARTILHAR

RESPONDER

"Sonho que se tornou pesadelo". Fernando Santos admite mudanças no onze

O selecionador Fernando Santos disse hoje que Portugal vai carimbar a passagem aos ‘oitavos’ de final do Euro2020 e admite fazer mudanças na equipa para o encontro da derradeira jornada do Grupo F, com a …

Cientistas descobriram dois novos tipos de células cerebrais em ratos

Cientistas descobriram dois novos tipos de células gliais, um tipo de células do sistema nervoso central que dá suporte ao cérebro, em ratos. De acordo com o site EurekAlert!, investigadores da Universidade de Basileia, na Suíça, …

As bactérias intestinais podem influenciar a gravidade de um AVC

Uma equipa de investigadores da Cleveland Clinic, nos Estados Unidos, descobriu uma nova associação cérebro-intestino que está a surpreender a comunidade científica. Os resultados do estudo mostram como um metabólito produzido por bactérias intestinais pode amplificar …

O icónico Tamagotchi está de volta, mas desta vez em forma de smartwatch

No ano em que se celebram os 25 anos do Tamagotchi, surge uma nova versão do icónico brinquedo. O Smart é um Tamagotchi na forma de um relógio inteligente, para se usar no pulso. O …

Rã com olhos vermelhos descoberta no Equador. Chama-se Led Zeppelin

Os seus olhos vermelhos cativaram os investigadores, que decidiram batizar de Led Zeppelin uma nova espécie de rã terrestre descoberta no Equador. A Pristimantis ledzeppelin foi descoberta pelos equatorianos David Brito e Carolina Reyes, cientistas do …

Itália 1 - 0 País de Gales | “Azzurri” vencem mas galeses apuram-se

Imparável! Com o apuramento para os “oitavos” já no bolso, a Itália entrou em campo com nada mais, nada menos do que oito mexidas em relação à equipa que tinha iniciado o último jogo, frente …

Casa de banho do século XII encontrada em bar de tapas em Sevilha

Recentemente, um grupo de trabalhadores encontrou uma casa de banho do século XII dentro de um bar de tapas espanhol. A descoberta está a ajudar a perceber como era a vida em Sevilha na época. No …

Suíça 3 - 1 Turquia | Seferovic e Shaqiri “abrem o livro”

A Suíça venceu de forma categórica a Turquia por 3-1, afastou os turcos da prova e terminou o Grupo A no terceiro lugar, com quatro pontos, esperando agora pelo final da fase de grupos para …

Presidente eleito do Irão promete governo "revolucionário e anticorrupção"

O Presidente eleito do Irão, o clérigo ultraconservador Ebrahim Raissi, prometeu hoje formar um governo "trabalhador, revolucionário e anticorrupção", aludindo ao estrito cumprimento dos princípios do sistema teocrático do país. Num comunicado, Raissi apresentou-se como “um …

Na Coreia do Norte, um pacote de café pode chegar aos 80 euros

Residentes norte-coreanos dizem que uma pequena embalagem de chá preto ou um pacote de café podem chegar aos 60 e 80 euros, respetivamente. Esta semana, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, reconheceu que o …