/

W26, a maior estrela do Universo, está a morrer

European Southern Observatory (ESO) / Wikimedia

W26, a maior estrela do Universo, localizada no aglomerado de Westerlund 1, a apenas 16 mil anos-luz da Terra

W26, a maior estrela do Universo, localizada no aglomerado de Westerlund 1, a apenas 16 mil anos-luz da Terra

Um grupo de astrónomos da Royal Astronomical Society revelou que a W26, a maior estrela conhecida no Universo, está a morrer e irá inevitavelmente explodir como uma supernova.

Esta super-gigante vermelha foi observada pela primeira vez em 1998 e corre agora o risco de se extinguir.

As super-gigantes vermelhas são estrelas cujo tamanho é tão grande que têm uma duração de vida muito curta, de apenas alguns milhões de anos, e a W26 poderá estar no fim do seu tempo de vida.

A W26 encontra-se a apenas 16 mil anos-luz da Terra e tem um raio 1.500 vezes maior do que o nosso Sol. Está localizada em Westerlund 1, o maior aglomerado de estrelas existente na Via Láctea, sendo composta por centenas de milhares de estrelas.

Ao investigarem Westerlund 1, os cientistas encontraram uma enorme nuvem de gás hidrogénio ionizado a envolver a estrela, explica uma nota da Royal Astronomical Society .

Segundo um artigo publicado pelo astrónomo Nicholas Wright (et al), a W26 está a desfazer-se e a perder massa nas suas camadas exteriores.

Os astrónomos pretendem agora acompanhar mais detalhadamente a estrela, com imagens de alta resolução captadas pelo VLT Survey Telescope, de modo a construir um modelo teórico do papel da W26 e de outras supernovas na reciclagem do material interstelar usado na formação de planetas rochosos como a Terra e eventualmente na origem da vida.

Vídeo: comparação do tamanho de planetas e estrelas conhecidas – antes de W26

 

RC

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE