Vulcões “stressados” têm maior probabilidade de entrar em erupção

Um novo estudo descobriu que os vulcões sofrem de stresse. A pesquisa pode fornecer indicadores relevantes que podem ajudar a que o mundo se proteja contra futuros desastres causados por estas estruturas geológicas.

O colapso vulcânico pode desencadear tsunamis perigosos ou fluxos piroclásticos devastadores, pelo que quanto mais informação houver sobre estes, mais facilmente as populações se conseguem proteger de efeitos catastróficos.

De acordo com a equipa de investigação, é importante não esquecer que este processo não é simples. “Estes acontecimentos são muito difíceis de prever porque muitas das vezes não sabemos o que está a ocorrer dentro dos vulcões ativos, e quais são as forças que os podem tornar instáveis”, refere Sam Thiele, autor do estudo.

Ainda assim, o investigador explica que “a pesquisa sobre o crescimento dos vulcões ajuda a entender os processos internos e as forças associadas que podem desencadear um colapso ou uma erupção mortal para as populações”.



A equipa de investigadores usou drones para criar um mapa de resolução da estrutura interna de um vulcão agora adormecido em La Palma, nas Ilhas Canárias, e mediu a largura de centenas de milhares de fissuras através das quais o magma fluiu durante erupções anteriores.

O mapa permitiu aos cientistas perceber quais são as forças que agem dentro do vulcão e mostrar que estas aumentam lentamente ao longo do tempo, fazendo com que o vulcão fique “pressionado” e potencialmente instável.

Através da medição das fissuras por onde o magma foi anteriormente transportado, a equipa conseguiu entender quais as forças envolvidas, o que ajuda a prever futuras erupções vulcânicas, avança o SciTechDaily.

As características geológicas que os especialistas analisaram são formadas quando intrusões derretidas, chamadas diques, se solidificam para formar uma base dentro do que seria uma estrutura comparativamente fraca composta principalmente por camadas de lava e cinzas.

“Este é um dos primeiros estudos a examinar os efeitos a longo prazo do movimento do magma dentro de um vulcão”, afirma o co-autor do estudo, Sandy Cruden.

O geólogo revela que o grupo de investigadores descobriu que “os vulcões ficam gradualmente “stressados​ “pelo movimento repetido do magma, o que potencialmente desestabiliza todo o vulcão, influenciando assim colapsos e erupções futuras”.

O estudo foi publicado na revista Scientific Reports em outubro.

Ana Isabel Moura Ana Moura, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Câmara do Porto recusa hastear bandeira LGBT no dia contra a homofobia

A Câmara Municipal do Porto recusou hastear a bandeira LGBTI+ na próxima segunda-feira, dia 17 de Maio, data em que se assinala o Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. Segundo o Público, a autarquia …

E se fosse possível passar um mês no Palácio de Buckingham? O preço não seria para qualquer bolso

Viver num palácio pode ser o sonho de muitos, mas não é para a carteira de qualquer um. Agora, já se sabe quanto custaria alugar, durante um mês, uma das casas reais mais conhecidas da …

Cavaco Silva considera que seria "chocante" PSD aprovar reforma das Forças Armadas

O ex-Presidente da República defende que é "um erro grave" a reforma das Forças Armadas que o ministro da Defesa pretende fazer, afirmando que seria para si "chocante" ver o PSD aprová-la. "Considero um erro grave …

Risco de ser hospitalizado ou morrer de covid diminui 90% após vacinação

O risco de um adulto ser hospitalizado ou morrer por covid-19 diminui 90% a 95% passados 35 dias sobre o início da vacinação, conclui um estudo divulgado este sábado pelo Instituto Nacional de Saúde de …

No Japão, combater a pandemia implica pedir ajuda a um grande gato cor-de-rosa

Um super-herói mascarado patrulha dois dos distritos mais movimentados de Tóquio para ajudar os cidadãos japoneses a derrotar o coronavírus. O seu nome é Koronon e é um gato cor-de-rosa. O cruzado é um mascote com …

Portugal regista mais uma morte e 334 novos casos. Internamentos voltam a subir

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 334 novos casos e registou-se mais um óbito. O boletim deste domingo dá ainda conta de mais 229 recuperados. Segundo o boletim epidemiológico deste domingo, dia 16 de maio, atualmente …

Romualda Fernandes - PS

"Senti alguma dor". Romualda Fernandes fala sobre a atitude racista da qual foi vítima

Romualda Fernandes pronuncia-se pela primeira vez sobre a notícia da Lusa para dizer que aquilo que a define não é a cor da pele, mas os seus valores. Em causa está uma notícia da Agência Lusa, …

Elefantes encontrados mortos numa reserva florestal. Envenenamento pode ser a causa

As autoridades estão a tentar perceber de que forma é que os 18 elefantes selvagens asiáticos morreram no nordeste da Índia. Os elefantes, que incluíam cinco filhotes, foram encontrados mortos na reserva florestal protegida de Kondali, …

"Máxima segurança". Porto de Lisboa com protocolo de segurança para receber cruzeiros

A administração do Porto de Lisboa assinalou este domingo o regresso do movimento de passageiros de cruzeiros a partir desta segunda-feira, com o levantamento das restrições ao desembarque de passageiros em viagens não essenciais, sublinhando …

”Terrível engano”. Programa do Governo para incentivar regresso dos emigrantes exclui as ilhas

O Programa Regressar, criado em 2019 pelo Governo da República para incentivar o regresso dos emigrantes ao país, descrimina os Açores e a Madeira. O Governo prolongou os apoios (que podem chegar aos 7679 euros por …