Vladi, a “formiga do inferno” pré-histórica com corno de metal, intriga os cientistas

(dr) P. Barden & D. A. Grimaldi

Linguamyrmex vladi, a “formiga do inferno” encontrada na Birmânia

Uma equipa de cientistas descobriu, na Birmânia, um novo tipo de “formiga do inferno” – uma espécie que tinha as mandíbulas reforçadas com um componente do metal e usada para beber sangue das presas.

Nos tempos pré-históricos, quando ainda predominavam os dinossauros, havia outras criaturas fascinantes que tinham certas estratégias para se adaptar a este ambiente hostil. Um desses casos era a “formiga do inferno”, um grupo de insetos que viveu no período Cretáceo e que se caracterizava por um estranho aparelho bucal.

Felizmente para os cientistas, foi agora descoberta um exemplar desta espécie com 98 milhões de anos, preservada em âmbar, na Birmânia, que pode dar mais detalhes sobre estes animais pré-históricos, avança o Science Alert.

Batizada de Linguamyrmex vladi, esta espécie usava as suas mandíbulas, parecidas com uma tesoura, para capturar e picar as presas e tinha à volta delas ‘cabelos’, tal como as formigas atuais têm agora, que ajudam as garras a fechar-se a uma grande velocidade.

Esta formiga tinha ainda uma espécie de ‘corno’ em cima das mandíbulas para prender as suas vítimas e evitar que se magoasse ao fechar a boca.

Os investigadores, liderados por Phillip Barden, do Instituto Tecnológico de Nova Jersey, nos EUA, dizem que a L.vladi tinha ainda um canal entre as mandíbulas e acham que serviria para sugar a comida em vez de a mastigar.

O exemplar foi encontrado ao lado de uma grande larva de besouro, que terá sido uma presa perfeita de corpo macio para um predador de sucção de líquido como esta formiga.

Barden et al., Syst Entomol (2017) / ScienceAlert

A Linguamyrmex vladi ao lado da larva do besouro

Para tornar esta formiga ainda mais estranha, uma análise de raios-X mostrou que o ‘corno’ em cima da sua cabeça estava reforçado com partículas de metal. Conclusão: não, a espécie não tinha um capacete para se defender mas sim a capacidade de recolher esta componente da sua dieta para partes do corpo que precisavam de ser reforçadas.

“Os insetos são conhecidos por recolher metais – em particular, cálcio, manganês, zinco e ferro – em ovipositores e mandíbulas para aumentar a força e diminuir o desgaste”, lê-se no estudo publicado na Systematic Entomology.

Segundo os investigadores, ter um espigão com infusão de metal teria permitido à “formiga do inferno” resistir à torção das presas se perdessem um golpe com os seus maxilares ou talvez tornar mais fácil amarrar os seus picos em presas com corpos macios.

“Até encontrarmos um espécime com a presa, o que provavelmente é apenas uma questão de tempo, vamos ter de continuar a especular”, disse Barden ao New Scientist.

Nos últimos 20 anos, os cientistas identificaram seis espécies de ‘formigas do inferno’, encontradas em âmbar na Birmânia, França e Canadá. Todas se destacam pelas especiais características das suas mandíbulas e estratégias de alimentação, que diferem muito dos métodos das formigas atuais.

RESPONDER

Os famosos autocarros de Londres agora são movidos a café

É a primeira vez que um biocombustível derivado do café é usado nos transportes públicos de Londres. A partir desta segunda-feira, parte do combustível usado nos double deckers londrinos vai ser feito a partir de …

Tribunal confirma incapacidade de centenário que se casou com empregada em Bragança

O centenário milionário de Bragança que se casou com uma empregada em maio, dois meses antes de morrer, estava incapaz de tomar decisões, indica uma sentença judicial datada desta segunda-feira, a que a Lusa teve …

Alemanha proíbe smartwatches que espiam crianças

O órgão regulador das telecomunicações alemãs anunciou, este fim de semana, a proibição da utilização de smartwatches a todas as crianças. Aos pais, o Bundesnetzagentur pediu que destruíssem estes equipamentos. A decisão foi tomada pelo órgão …

Ministério Público pede 3 anos e 4 meses de pena suspensa para Carrilho

O Ministério Público pediu, esta segunda-feira, três anos e quatro meses de prisão, com pena suspensa, para Manuel Maria Carrilho pelo crime de violência doméstica contra a ex-mulher Bárbara Guimarães. Foram mais de três horas de …

El Mundo aponta Centeno como favorito à presidência do Eurogrupo

Faltam duas semanas para serem tornados públicos os nomes dos candidatos à presidência do Eurogrupo que vão suceder a Dijsselbloem. O espanhol El Mundo já tem um favorito e é português: Mário Centeno. "Mário Centeno, o …

João Lourenço exonera comandante da polícia e chefe da secreta militar

O Presidente angolano exonerou hoje o comandante-geral da Polícia Nacional, Ambrósio de Lemos, e o chefe da secreta militar, general António José Maria, nomeando respetivamente, para os mesmos lugares, o comissário-geral Alfredo Mingas e o …

Porto perde a Agência Europeia do Medicamento para Amesterdão

A cidade do Porto foi eliminada, esta segunda-feira, na votação no Conselho da União Europeia para escolher a futura sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA), que vai abandonar o Reino Unido devido ao Brexit. À …

NASA mostra como o furacão Ofélia influenciou os incêndios em Portugal

A agência espacial norte-americana NASA divulgou um vídeo que ilustra o impacto dos furacões que atingiram o Oceano Atlântico, nos últimos meses, mostrando em particular como o Ofélia teve influência nos grandes incêndios que abalaram …

Cesarianas e tempos de espera nas urgências vão condicionar financiamento

Os hospitais com taxas de cesariana superiores a 29,5% ou 31,5%, consoante o grau de diferenciação, não vão receber do Estado o pagamento pelos respetivos episódios de internamento, no âmbito do programa para a redução …

Empresas públicas escondem das Finanças os salários dos gestores

Cerca de metade das empresas públicas não comunicaram dados sobre os salários dos membros do conselho de Administração ao Ministério das Finanças, como está estipulado na Lei. O Correio da Manhã apurou que, em 2016, 118 …