Os videojogos podem ser bons para o bem-estar pessoal, sugere estudo

De acordo com um novo estudo que analisou o comportamento de jogadores e dados fornecidos por empresas de videojogos, o tempo gasto a jogar pode ser bom para o bem-estar pessoal.

A Electronic Arts e a Nintendo of America forneceram à Universidade de Oxford, no Reino Unido, informações sobre o Plants vs Zombies: Battle for Neighbourville e o Animal Crossing: New Horizons, dois jogos que não são considerados violentos e que permitem aos jogadores “encontrarem-se” online.

Segundo a Science Focus, o jogo Animal Crossing: New Horizons foi uma escolha muito popular por parte dos gamers no primeiro confinamento do Reino Unido, tendo sido o videojogo mais vendido de sempre no primeiro mês de lançamento.

No estudo, foi pedido a jogadores – 518 de Plants vs Zombies: Battle for Neighbourville e 2.756 de Animal Crossing: New Horizons – que preenchessem um questionário sobre as suas experiências, para ser posteriormente comparado com dados comportamentais fornecidos pelas empresas.

O artigo, que se encontra em pré-revisão, concluiu que a quantidade de tempo gasto a jogar contribui significativamente para o bem-estar das pessoas.

Além disso, os investigadores consideram que as experiências subjetivas de um jogador durante o jogo podem ser um fator mais importante para o bem-estar do que o mero tempo de jogo.

“Investigações anteriores basearam-se principalmente em pesquisas de autor-relato para estudar a relação entre a diversão e o bem-estar”, disse Andrew Przybylski, principal autor do estudo e diretor de pesquisa do Oxford Internet Institute.

“Sem dados objetivos das empresas de jogos, quem dá conselhos [sobre os videojogos] fá-lo sem o benefício de uma base de evidências robusta”, explica.

Além disso, os investigadores descobriram que “os videojogos não são necessariamente maus para a saúde, existindo outros factores psicológicos com um efeito significativo no bem-estar de uma pessoa“.

“Na verdade, jogar pode ser uma atividade que se relaciona positivamente com a saúde mental das pessoas – e a regulamentação dos videojogos pode retirar esses benefícios aos jogadores”, disse Przybylski.

“Ao trabalhar com a Electronic Arts e a Nintendo of America, conseguimos combinar a experiência académica e a da indústria. Através do acesso a dados acerca do tempo que as pessoas passam a jogar, foi possível investigar, pela primeira vez, a relação entre o comportamento real durante o jogo e o bem-estar subjetivo, permitindo-nos encontrar um modelo de alta qualidade para apoiar os legisladores de saúde“, explicou o autor.

Os formuladores de políticas precisam de provas confiáveis e robustas para iluminar as influências que os videojogos podem ter na saúde mental global, conclui o artigo.

“Neste estudo, mostramos que as colaborações com parceiros da indústria para obter dados adequados são possíveis. A pesquisa com esses dados pode ser feita de acordo com os padrões académicos – de forma ética e transparente”, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Encontradas fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico

Investigadores encontraram fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico. As evidências sugerem que lavar as nossas roupas está a contribuir para esta contaminação. Há muito tempo que o Ártico provou ser um barómetro da saúde …

Campus universitários nos Estados Unidos podem tornar-se super-propagadores da covid-19

Os campus universitários podem tornar-se super-propagadores do novo coronavírus, que causa a covid-19, para toda a sua área de abrangência, concluiu uma nova investigação levada a cabo nos Estados Unidos. Analisando os 30 campus universitários …

A "máscara mais inteligente do mundo" é recarregável, tem microfone e dá luz

A Razer afirma ter criado a máscara mais inteligente do mundo. O Projeto Hazel é um design com um revestimento externo feito de plástico reciclado à prova de água e é transparente para permitir a …

Novo tratamento permite que pessoas com lesões na espinal medula voltem a mexer mãos e braços

Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington conseguiu ajudar seis participantes com lesões traumáticas da espinal medual a recuperar alguma mobilidade de mãos e braços. Muitas das pessoas que sofrem lesões traumáticas da espinal medula …

Ventiladores comprados à China custaram 1,3 milhões. Autarquias algarvias vão pedir devolução do dinheiro

Os 30 ventiladores comprados à China seriam usados nos hospitais do Algarve, mas os equipamentos não funcionam. Os autarcas vão agora exigir devolução do dinheiro. De acordo com a edição do jornal Público deste domingo, o …

EUA um passo atrás da China. Pequim leva avanço na Guerra Comercial (e as suas exportações estão em alta)

No ano em que a pandemia se expandiu em todo o mundo, muitos países viram-se em mãos com graves problemas financeiros e económicos. No caso da China, a situação foi mais positiva e o país …

Alexei Navalny detido no regresso à Rússia

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi detido este domingo no aeroporto em Moscovo quando regressava à Rússia. Os serviços prisionais russos (FSIN) detiveram o opositor russo Alexei Navalny, este domingo, à chegada a Moscovo, acusando-o …

Prazo para trocas ou devoluções suspenso durante confinamento

O prazo para efetuar trocas ou devoluções de bens ficará suspenso durante o atual confinamento e as garantias que terminem neste período ou nos 10 dias seguintes serão prorrogadas por 30 dias, segundo diploma publicado …

Desde 2001 que polícias negros alertam para racismo de agentes do Capitólio

Com a invasão do Capitólio, investiga-se o alegado racismo existente na Polícia do Capitólio. Desde 2001 que agentes negros denunciam casos de discriminação racial no departamento. Desde 2001, centenas de agentes policiais negros processaram o departamento …

Um megatsunami devastou uma vila na Gronelândia. Três anos depois, há quem não possa voltar a casa

Em junho de 2017, Nuugaatsiaq, na Gronelândia, foi devastada por um megatsunami, cujas ondas foram desencadeadas por um enorme deslizamento de quase 30 quilómetros através do fiorde. Embora as ondas se tivessem dissipado quando chegaram a …