É possível viajar mais rápido do que a luz (mesmo na Física de Einstein)

Viajar para outras estrelas é um sonho para muitos, mas os sistemas estelares estão tão distantes que, com a ajuda dos voos espaciais convencionais, seriam necessárias dezenas de milhares de anos para lá chegar – mesmo até ao mais próximo.

Na física convencional, de acordo com as teorias da relatividade de Albert Einstein, não há uma forma de alcançar ou exceder a velocidade da luz, mas isso não impediu os físicos de tentar quebrar este limite universal de velocidade.

Viajar para estrelas distantes requer um meio de propulsão mais rápido do que a luz. Até ao momento, todas as pesquisas sobre transporte superluminal baseadas na teoria da relatividade geral exigiriam grandes quantidades de partículas hipotéticas e estados da matéria com propriedades físicas “exóticas”, como densidade de energia negativa.



Este tipo de matéria não existe nem pode ser fabricado em quantidades viáveis.

Uma nova investigação, levada a cabo por uma equipa de cientistas da Universidade de Göttingen, na Alemanha, contornou este problema.

O artigo científico, publicado no dia 9 de março na Classical and Quantum Gravity, baseia-se na construção de uma nova classe de “solitões” hiper-rápidos a partir de fontes com energias positivas, capazes de permitir uma viagem a qualquer velocidade.

Segundo o EurekAlert, Erik Lentz, principal autor do estudo, analisou algumas pesquisas sobre o tema e descobriu lacunas em estudos anteriores sobre a “dobra espacial”. O investigador chegou à conclusão de que há configurações da curvatura do espaço-tempo, organizadas em “solitões”, que ainda não foram exploradas – e são fisicamente viáveis.

Um solitão – também conhecido, neste contexto, como “bolha de dobra” – é uma onda compacta que mantém a sua forma e se move a uma velocidade constante.

O cientista derivou as equações de Einstein para configurações de solitão inexploradas e descobriu que as geometrias espaço-temporais alteradas poderiam ser formadas de uma forma que funciona mesmo com fontes de energia convencionais.

Este novo método usa a própria estrutura de espaço-tempo encontrada num só solitão para proporcionar uma solução para viagens a velocidades mais rápidas do que a velocidade da luz. A solução precisaria apenas de fontes com densidades de energia positivas.

Se pudesse ser gerada energia suficiente, as equações usadas permitiriam realizar viagens espaciais de ida e volta até à Proxima Centauri, a estrela mais próxima da Terra, em alguns anos, em vez de décadas ou milénios.

Os solitões também foram configurados para conter uma região com forças de maré mínimas. Desta forma, a passagem do tempo dentro de um solitão coincidiria com o tempo externo: um ambiente ideal para uma nave espacial.

Isto significa que não haveria as complicações com o chamado “paradoxo dos gémeos”, em que um gémeo a viajar perto da velocidade da luz envelheceria muito mais lentamente do que o outro gémeo que ficou na Terra. Na verdade, de acordo com as equações recentes, ambos teriam a mesma idade quando se reunissem.

“Este trabalho afastou o problema da viagem mais rápida do que a luz da pesquisa teórica em física fundamental e aproximou-se da engenharia. A próxima etapa é descobrir como reduzir a quantidade astronómica de energia necessária”, disse Lentz. Depois disso, “podemos falar sobre a construção dos primeiros protótipos”.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Lembro-me de aqui a alguns anos atrás haver um cientista português que escreveu um artigo
    em que dizia que era possível ultrapassar os limites da velocidade da luz, mas a comunidade cientifica não
    lhe deu qualquer importância.

    • Chama-se João Magueijo e com quase 9.000 citações pelos pares diria que a comunidade científica lhe dá muita importância. Muita importância mesmo.

      • JM é professor de física teórica no Imperial College de Londres. Sobre este tema aconselho a leitura do seu livro ” Mais rápido do que a luz” editado pela Gradiva. Nele JM explica a sua ” teoria” ( talvez mais especulação) sobre a VSL ( velocidade de luz variável em inglês).

  2. Este palavreado todo, apenas torna claro, que não entenderam o essencial da Relatividade e as consequências práticas de se deslocar a velocidades próximas da das ondas electromagnéticas.
    Tudo que é matéria teria massa infinita á velocidade da luz! E energia iden!

RESPONDER

Entre cursos de água e "kahns", a Alemanha ainda alberga uma minoria étnica de língua eslava

As nações europeias nasceram e desvaneceram ao longo do tempo, mas há uma minoria étnica de língua eslava que permanece dentro da Alemanha. Lehde é uma pacata vila, com cerca 150 habitantes, de ilhas pantanosas interligadas …

Itália 3-0 Suíça | Squadra Azzurra volta a ganhar e a encantar

A Itália tornou-se hoje a primeira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Suíça por 3-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A, disputado …

Sony apresenta o seu primeiro drone, o Airpeak S1

Há algum tempo que a Sony planeava lançar um drone, agora, é oficial. A empresa de tecnologia apresentou um drone chamado Airpeak S1 que será, muito provavelmente, o primeiro de muitos. A Sony anunciou oficialmente o …

Candidaturas a astronauta da Agência Espacial Europeia encerram na sexta-feira

Os candidatos têm de ter, pelo menos, um mestrado e experiência profissional, serem fluentes em inglês e ter mais de 1,30 metros.  O prazo para apresentação de candidaturas a vagas para novos astronautas da Agência Espacial …

Dois meses no escuro. Valentina Miozzo passou a quarentena sozinha no Ártico

A pandemia de covid-19 foi um duro golpe de solidão forçada para a maioria das pessoas, mas para a italiana Valentina Miozzo foi a oportunidade perfeita para usufruir de alguns momentos a sós. A meio da …

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …

Designer cria um "terceiro olho" para quem vive agarrado ao telemóvel

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel. O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye ('terceiro olho' …

Depois de Ronaldo e da Coca Cola, Pogba imitou-o com a Heineken (e a UEFA podia castigar Portugal e França)

Após Cristiano Ronaldo ter removido duas garrafas de Coca Cola da mesa onde se sentou para uma conferência de imprensa no Euro 2020, foi a vez do francês Paul Pogba ter feito o mesmo com …

Adeptos portugueses proibidos de entrar na "fan zone" de Budapeste

Momento confuso numa zona da capital da Hungria, na véspera do jogo com Portugal, na estreia no Europeu 2020. A Hungria não escapou ao coronavírus mas, entre os países que recebem jogos do Europeu 2020, é …

Mulher recebe quatro certificados de imunidade - e nenhum é válido

O governo da Hungria está a emitir cartões que garantem que determinada pessoa, na teoria, é imune ao coronavírus. Mas nem tudo corre bem. A vida nas ruas da Hungria é diferente do que se vive …