Veículos usados exportados para países em desenvolvimento potenciam poluição do ar, diz estudo

Milhões de veículos usados ​​exportados dos Estados Unidos (EUA), da Europa e do Japão para países em desenvolvimento são de baixa qualidade e estão a contribuir significativamente para a poluição do ar, revelou um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU).

Segundo noticiou na terça-feira o Guardian, cerca de 80% dos 14 milhões de veículos leves usados ​​que foram exportados entre 2015 e 2018 destinaram-se a países de baixa e média receita. Desses, cerca de 40% foram enviados para a África, apurou o relatório, publicado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Unep).

A União Europeia (UE) é o maior exportador de veículos usados, enviando 7,5 milhões, principalmente para o norte e oeste da África. Mas a idade e a baixa qualidade dos veículos estão a condicionar os esforços para mitigar a crise climática, referiu o relatório.

Globalmente, o setor dos transportes é responsável por quase um quarto das emissões de gases de efeito estufa relacionadas à energia. Especificamente, as emissões dos veículos são uma fonte significativa de partículas finas e óxidos de nitrogénio, as principais causas da poluição urbana.

O relatório constatou que dois terços dos 146 países analisados tinham políticas “fracas” ou “muito fracas” para regular a importação de veículos usados. Atualmente, não existem acordos regionais ou globais sobre o comércio desses automóveis. Um total de 100 países não têm padrões para regular as emissões de gases dos veículos.

A Nigéria, que tinha políticas regulatórias “muito fracas”, de acordo com o relatório, importou 238.760 veículos em 2018, representando 16% do total das importações. Em 2016, a cidade de Onitsha, no sul do país, foi eleita a cidade mais poluída do mundo.

“Os países desenvolvidos devem parar de exportar veículos reprovados nas inspeções ambientais e de segurança e que não estão mais em condições de circular nos seus próprios países, enquanto os países importadores devem introduzir padrões de qualidade mais rígidos”, disse Inger Andersen, diretora executiva da Unep.

“Limpar a frota global de veículos é uma prioridade para atender às metas globais e locais de qualidade do ar e clima”, frisou.

Muitos países africanos estão a tomar medidas para combater o problema. Em fevereiro, 15 ministros da Energia da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental reuniram-se para adotar regras que farão a região mudar para combustíveis e veículos mais limpos. A idade máxima recomendada para carros usados ​​foi fixada em cinco anos.

Embora o Quénia tenha adotado regulamentações rígidas contra a poluição do ar em 2014, as autoridades dizem que as emissões de gases continuam a ser a principal causa da poluição atmosférica nas grandes cidades do país.

Mamo B Mamo, diretor da Autoridade Nacional de Gestão Ambiental do país, indicou que o problema é agravado pela importação de veículos usados. Apesar de “termos participado ativamente na eliminação dos combustíveis com chumbo e na limitação do teor de enxofre do combustível, o desafio que enfrentamos é a adulteração dos combustíveis e um sistema de transporte público mal conservado”.

“Embora precisemos expandir, melhorar e promover o sistema de transporte público, devemos também promover uma infraestrutura de transporte não motorizada, como ciclovias, e criar áreas sem carros nos nossos centros urbanos”, acrescentou.

Além da poluição atmosférica, o relatório demonstrou que os veículos usados ​​têm maior probabilidade de causar acidentes fatais ou ferimentos graves devido a falhas mecânicas e de segurança. A África tem as taxas de mortalidade rodoviária mais altas, registando mais de 240 mil mortes por ano nas estradas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …

China anuncia fim de novas centrais a carvão no estrangeiro

Segundo os especialistas, o impacto da medida deverá depender da forma como será implementada, podendo ter um grande impacto na luta contra as alterações climáticas. Num anúncio bem recebido por ativistas e organizações ambientes, a China …

Roménia vai distribuir €200 mil a quem tiver vacinação completa contra a covid-19

A Roménia anunciou uma "lotaria de vacinação" que distribuirá prémios de até 200.000 euros entre aqueles que tiverem a vacinação completa, na tentativa de elevar a taxa de imunização, a segunda mais baixa da União …

Antes da invasão ao Capitólio, Bannon ajudou a planear estratégia para "matar a presidência de Biden no berço"

O estrategista-chefe da campanha de Donald Trump, Steve Bannon, revelou que falou com o ex-Presidente antes da invasão ao Capitólio, a 06 de janeiro, discutindo as condições para "matar a presidência de [Joe] Biden no …

Costa prepara novo alívio de restrições para vigorar a partir de 1 de outubro

António Costa prepara-se para anunciar, na quinta-feira, o levantamento de um conjunto de restrições que vigoraram por causa da covid-19. O primeiro-ministro, António Costa, prepara-se para anunciar na quinta-feira o levantamento de um conjunto de restrições …

IPO Porto. Cirurgias fora do horário suspensas desde julho

As intervenções cirúrgicas feitas fora do horário normal estão suspensas no bloco central do IPO do Porto desde o dia 1 de julho. Os profissionais de saúde do IPO do Porto estão indisponíveis para realizar intervenções …

Rio critica "vigarice" das sondagens. Líder do PSD acredita na vitória de Moedas

Esta tarde, ao lado de Francisco Rodrigues dos Santos e de Carlos Moedas, Rui Rio apelou a que não se acredite nas sondagens que, "ou são mal feitas, ou são encomendadas: uma vigarice". O presidente do …