Inédito e revolucionário. Cultivados vasos sanguíneos humanos em laboratório

IMBA

Ilustração de “organoides vasculares”, um modelo tridimensional de vasos sanguíneos humanos criado em laboratório.

Cientistas conseguiram criar em laboratório vasos sanguíneos humanos funcionais. Um feito inédito que pode ajudar no estudo e tratamento de doenças como a diabetes e o Alzheimer.

Os vasos sanguíneos foram ‘cultivados’ em placas de Petri a partir de células estaminais humanas (células que se diferenciam noutras) e depois transplantados em ratos, onde se desenvolveram em artérias e capilares, refere em comunicado a Universidade da Columbia Britânica (UBC na sigla em Inglês), no Canadá, que coordenou a investigação.

Este avanço científico inédito é detalhado num artigo na revista científica Nature e representa uma grande notícia para a investigação de doenças como a diabetes, abrindo caminho para a possibilidade de “prevenir mudanças nos vasos sanguíneos”, uma das principais causas de morte entre as pessoas que sofrem desta doença, como explica a Universidade.

“Ser capaz de construir vasos sanguíneos humanos como organóides a partir de células estaminais é uma mudança revolucionária“, destaca o investigador que liderou a pesquisa, Josef Penninger, director do Instituto de Ciências Biológicas da UBC.

“Todos os órgãos do nosso corpo estão ligados ao sistema circulatório. Isto pode, potencialmente, permitir aos investigadores desvendar as causas e tratamentos para uma variedade de doenças vasculares, do Alzheimer às doenças cardiovasculares, problemas de cicatrização de feridas, enfartes, cancro e, claro, diabetes”, destaca ainda Penninger.

Os autores da pesquisa notam que muitos dos sintomas da diabetes, que afecta cerca de 420 milhões de pessoas em todo o mundo, resultam de alterações nos vasos sanguíneos, como o aumento da espessura das paredes dos vasos, que prejudicam a circulação sanguínea e o fornecimento de oxigénio e nutrientes às células e aos tecidos.

A forma como essas mudanças se desenvolvem é ainda desconhecida. E foi este o ponto de partida dos investigadores que criaram três modelos tridimensionais de organóides de vasos sanguíneos humanos numa placa de Petri.

Os ‘organoides vasculares’, que mimetizam a estrutura e o funcionamento dos vasos sanguíneos humanos, podem ser um ‘instrumento’ promissor para estudar doenças associadas a alterações no funcionamento dos vasos sanguíneos e testar novos tratamentos.

A descoberta é especialmente relevante também porque, além de mostrar que é possível “cultivar” vasos sanguíneos a partir de células estaminais, também confirma que se pode desenvolver um sistema vascular humano funcional noutra espécie.

“Os nossos organóides assemelham-se bastante a capilares humanos, até ao nível molecular, e podemos agora usá-los para estudar doenças dos vasos sanguíneos em tecido humano”, destaca o investigador Reiner Wimmer, do Instituto de Biotecnologia Molecular da Academia de Ciências da Áustria que também esteve envolvido na pesquisa.

Durante a investigação, foi também possível perceber, em modelos animais, que a inibição da expressão da enzima ‘y-secretase’ pode ajudar a tratar a diabetes, uma vez que evita que as paredes dos vasos sanguíneos se tornem espessas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

E Tudo o Vento Levou… há 80 anos

E Tudo o Vento Levou celebra este domingo 80 anos de vida, marcando a data da sua estreia nos Estados Unidos. Oito décadas depois, o filme mantém-se como uma das maiores obras primas do cinema …

O problema impossível mais simples do mundo está a levar matemáticos à loucura

Matemáticos avisam os seus colegas para se manterem longe da conjetura de Collatz. No entanto, Terence Tao decidiu arriscar, e está muito perto de resolver aquele que muitos chamam de o problema impossível mais simples …

Soldados da Guerra Civil dos EUA pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias

Investigadores encontraram evidências que indicam que soldados da Guerra Civil norte-americana pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias. Escavações em Camp Nelson, no Kentucky, revelaram restos de um estúdio de fotografia com 150 anos, o …

Chuva, vento forte e neve. Mau tempo vai agravar-se nas próximas 48 horas

A Proteção Civil alertou este domingo para um agravamento do estado do tempo nas próximas 48 horas, com períodos de chuva, possibilidade da queda de neve nas terras alta do norte e centro e ainda …

Descoberta nova espécie de aranha-violinista no Vale do México

Cientistas identificaram, no México, uma nova espécie de aranha com um veneno que, apesar de não ser fatal, é capaz de causar necrose na pele humana. Uma equipa de cientistas da Universidade Nacional Autónoma do México …

Já sabemos sobre o que conversam os orangotangos

Um novo estudo da Universidade de Exeter, em Inglaterra, desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os investigadores passaram dois anos a filmar mais de 600 horas …

COP25 aprovou conclusões. Não há acordo para regulação dos mercados de carbono

A cimeira da ONU sobre o clima terminou hoje em Madrid assinalando a urgência para conter as alterações climáticas, mas a mais longa cimeira sobre o clima de sempre sem chegar a acordo nos pontos …

Afinal, os deuses da Antiguidade eram às cores (e já as podemos ver)

https://vimeo.com/379277357 Nos nossos livros da escola e em museus de todo o mundo, as obras de arte da antiga Grécia e Roma não têm cores: são simples, puro e branco mármore. Mas será este apenas um mito? …

A sede do petróleo está a levar os povos indígenas do Equador à extinção

Os povos indígenas do Equador estão sob ameaça dos interesses do território em que habitam. Quase metade das reservas equatorianas de petróleo estão debaixo do Parque Nacional Yasuní. Os interesses dos políticos e dos grandes magnatas …

"Lesmas-leopardo" acasalam da forma mais espantosamente bizarra (e ninguém sabe porquê)

As "lesmas-leopardo" têm talvez o acasalamento mais intrigante e espantoso de todo o reino animal. Os biólogos ainda não conseguiram decifrar porque razão estes moluscos acasalam desta forma. Na escuridão da noite, duas grandes "lesmas-leopardo" começam …