Variantes do coronavírus podem escapar dos anticorpos espalhando-se através de supercélulas

Variantes do coronavírus, como a britânica e a sul-africana, podem escapar dos anticorpos espalhando-se através de supercélulas, revela um novo estudo.

Os anticorpos que criamos depois de sermos infetados com um vírus ou vacinados contra ele podem ser muito poderosos. Um vírus normalmente espalha-se dentro do nosso corpo entrando numa célula e usando-a como uma fábrica para criar cópias de si mesmo, que depois encontram novas células para infetar.

Os nossos anticorpos atuam ligando-se ao vírus e isso pode impedi-lo de entrar nas nossas células em primeiro lugar.

Mas o que acontece se um vírus não precisar de sair da célula para se espalhar para as células vizinhas? Os nossos anticorpos podem ser eficazes contra ele?

Cientistas fizeram recentemente esta pergunta relativamente ao SARS-CoV-2, causador da covid-19. Este coronavírus altamente infeccioso pode alterar as células humanas, fazendo-as fundir-se com duas ou mais células próximas. Estas supercélulas são excelentes fábricas de vírus.

As supercélulas, conhecidas como sincícios, compartilham múltiplos núcleos e citoplasma abundante. Ter mais destes componentes numa célula gigante ajuda o vírus a replicar-se com mais eficiência. E ao fundir as células, o SARS-CoV-2 aumenta os seus recursos sem ser exposto aos anticorpos neutralizantes que se espalham fora das nossas células.

O estudo da equipa de cientistas liderada por Alex Sigal testou duas variantes do coronavírus (alfa e beta) quanto à capacidade de transmissão de célula para célula e investigou se esse modo de transmissão era sensível à neutralização de anticorpos.

A variante alfa (identificada pela primeira vez no Reino Unido) é sensível a anticorpos, e a variante beta (identificada pela primeira vez na África do Sul) é menos sensível a esses anticorpos.

O estudo ainda não foi publicado em nenhuma revista científica, mas está disponível no portal de pré-publicação bioRxiv. Os resultados mostram que a transmissão célula para célula com ambas as variantes evitou com sucesso a neutralização de anticorpos. Isto mostra que, quando o vírus se instala, será mais difícil eliminá-lo em células que podem fundir-se.

Os vírus coexistiram com humanos e animais durante milénios, então desenvolveram truques para evitar serem reconhecidos pelo nosso sistema imunitário. Essa estratégia de evasão imunitária é a transmissão direta de célula para célula, o que nem sempre requer fusão celular.

Também é possível que os vírus viajem para as suas próximas células hospedeiras, explorando associações entre células vizinhas que os protegem de anticorpos. É razoável presumir que os anticorpos são mais eficazes na prevenção da entrada na célula hospedeira e menos eficazes em partes do corpo onde a infeção já está estabelecida.

Isto significa que as nossas vacinas serão ineficazes contra vírus que se movem diretamente de uma célula para outra? Felizmente, o nosso sistema imunitário também evoluiu junto com os vírus e aprendemos a construir defesas que funcionam de várias formas.

Não precisamos de nos preocupar com a transmissão célula para célula incapacitando as nossas vacinas, mas é importante entender como um vírus se espalha para que possamos atacá-lo de forma mais eficaz.

Há alguns anos, uma equipa de investigadores mostrou que o vírus da hepatite C é transmitido de célula para célula na presença de anticorpos neutralizantes. Isto não impediu os cientistas de desenvolver antivirais de grande sucesso que podem curar pessoas infetadas com hepatite C durante décadas.

As tecnologias mais recentes que permitem atualizações rápidas de vacinas podem garantir o controlo eficaz contra variantes emergentes.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Filha mais velha de Boris fala sobre aceitação do corpo na nova edição da Tatler

A filha mais velha de Boris Johnson, o primeiro-ministro do Reino Unido, abordou na revista Tatler a aceitação do corpo e a utilização de shapewear. Lara Johnson-Wheeler escreveu um artigo na mais recente edição da Tatler …

Mural de azulejos "Quem és, Porto" terá de ser removido por falta de consenso

A Câmara do Porto afirmou esta sexta-feira que o mural de azulejos “Quem és, Porto?”, situado na Rua da Madeira, “não poderá permanecer naquele local”, por se tratar de propriedade privada e por não existir …

Portugal com 17 mortes, 2.590 casos e redução nos internados nas últimas 24 horas

Portugal regista este sábado 17 mortes atribuídas à covid-19, a maioria em Lisboa, 2.590 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e nova descida nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos, segundo os dados oficiais. De …

Portugal proíbe caça à rola de forma temporária

A caça à rola está proibida de forma temporária na época de 2021/22 em Portugal, depois de se revelar um "decréscimo significativo" das populações daquela espécie protegida, divulgou esta sexta-feira o Instituto da Conservação da …

Johnson & Johnson acusada de vender pó de talco com propriedades cancerígenas a mulheres negras

A gigante farmacêutica Johnson & Johnson continuou a comercializar pó de talco para mulheres negras, apesar de existirem provas de que esses produtos causam cancro. A queixa contra a Johnson & Johnson, apresentada pelo Conselho Nacional …

Termina hoje prazo para receber reembolso do IRS

O prazo para a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) liquidar as declarações de IRS termina este sábado, depois de uma campanha que contou com mais quase seis milhões de entregas. De acordo com o portal da …

UE condena "instrumentalização" de refugiados pela Bielorrússia

A União Europeia (UE) condenou esta sexta-feira "a instrumentalização de migrantes e refugiados pelo regime bielorrusso", alegando que é "totalmente inaceitável" usar pessoas para "promover objetivos políticos" e prometeu avaliar hipótese de punição de contrabandistas. O …

André Ventura - Chega

Autárquicas serão "início do fim do reinado" de Costa. Em Moura, Ventura é apelidado de "fascista"

Esta sexta-feira à noite, em Moura, um grupo de pessoas juntou-se perto do comício de André Ventura, em protesto, apelidando o líder do Chega de "fascista". O líder do Chega, André Ventura, apresentava esta sexta-feira os …

Incêndios na Turquia chegam a zonas turísticas. Há suspeitas de mão criminosa

Os devastadores incêndios que se estão a fazer sentir na zona sul da costa da Turquia já fizeram pelo menos quatro mortes. Depois das ondas de calor mortais nas Américas, inundações na Europa e China e …

Sonae vende 24,99% da empresa que detém o Continente por 528 milhões de euros

O grupo Sonae acordou vender uma participação de 24,99% na Sonae MC, a proprietária dos supermercados Continente, por 528 milhões de euros, informou em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). A alienação de …