Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse.

Foi inicialmente detectada no Peru, mas já desde 14 de Junho que a variante Lambda integra a lista da Organização Mundial de Saúde sobre as variantes de interesse.

Esta lista refere-se a mutações da covid-19 que têm o potencial de se tornarem mais comuns, mas que por enquanto ainda não estão na lista das variantes de preocupação, onde estão a Alpha, a Beta, Gamma e a Delta.

Desde que foi identificada em Dezembro de 2020, já foram encontrados casos da variante Lambda em 28 países, incluindo dois em Portugal, segundo os dados da GISAID.

De momento, a América do Sul é a zona do mundo mais afectada. Um relatório da OMS de 15 de Junho explica que esta variante tem sido responsável por níveis altos de transmissibilidade no Chile, no Peru, na Argentina e no Equador. As autoridades peruanas reportaram que desde Abril que 81% dos casos detectados são da variante lambda.

A Lambda tem o mesmo tipo de mutações observadas noutras variantes que podem aumentar a transmissão e infectar mais facilmente as células dos pulmões. A OMS alertou também para uma possível maior resistência aos anticorpos.

Apesar de ainda não haver certezas, estudos preliminares mostram que a vacinação parece ser eficaz para prevenir a variante lambda. Um estudo recente elaborado por microbiólogos da Universidade de Nova Iorque, que ainda não foi revisto por pares, concluiu que duas das três vacinas aprovadas a nível federal nos EUA – a Pfizer e a Moderna – são eficazes contra a lambda. Já a vacina da Janssen não apresentou o mesmo nível de eficácia.

Um outro estudo da Universidade do Chile, que também ainda não revisto por pares, concluiu que a variante lambda é menos susceptível aos anticorpos criados por quem toma a vacina chinesa CoronaVac, que é muito administrada no país.

Em declarações ao NPR, Stuart Ray, médico e professor de Medicina no hospital Johns Hopkins, afirma que a lambda é “uma prima da variante Alpha”. “A Delta está claramente a dominar agora. Acho que o nosso foco tem de se manter na Delta como a marca de uma variante altamente infecciosa e há alguns indícios de que pode causar infecções mais graves, apesar de isso ainda ser uma suspeita em desenvolvimento”, explica.

Lambda em Portugal

Há cerca de duas semanas, um relatório do Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge revelou que foram detectados dois casos da variante Lambda em Portugal.

Para o biofísico Miguel Castanho, investigador do Instituto de Medicina Molecular, a variante Lambda é comparável à Delta no nível de contágio e na composição, mas acredita que não vai chegar às mesmas proporções em Portugal. “Não é muito provável que venhamos a ter uma variante que consiga ser mais transmissível e cause uma doença mais severa do que a variante Delta”, revelou ao JN.

Sobre os resultados dos estudos já feitos, Miguel Castanho refere que são “ensaios prospectivos”. “A variante lambda está muito circunscrita à escala regional. À escala global, ainda não há muita gente infetada. É natural que os estudos não sejam totalmente coincidentes, porque não seguem a mesma metodologia”, afirmou.

Em entrevista à TSF, o virologista Pedro Simas refere que “o vírus está a competir com ele próprio”. “O que pode acontecer é que tenha uma vantagem competitiva em relação à Delta, por se disseminar melhor. Felizmente até agora não houve nenhuma variante que fosse mais virulenta ou que causasse doença mais severa ou que quebrasse a imunidade conferida pelas vacinas”, explica.

Apesar de haver apenas ainda estudos preliminares sobre a Lambda, o consenso dos especialistas parece ser de que a melhor forma de combater o contágio desta e de todas as outras mutações da covid-19 é a aposta na vacinação.

AP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …