Cientistas garantem que quem usa o Facebook vive mais tempo

Um estudo feito na Califórnia, nos EUA, comprovou que os utilizadores do Facebook correm menos riscos de morrer do que as pessoas que não estão nesta rede social.

A pesquisa feita na Universidade da Califórnia, em S. Diego, nos EUA, com 12 milhões de utilizadores do Facebook, concluiu que a presença nesta rede social garante maior longevidade.

Assim, quem usa o Facebook vive mais tempo, mas só quando a rede social é usada para “manter e desenvolver os laços sociais do mundo real“, realça o comunicado sobre o estudo divulgado no EurekAlert!.

“Descobrimos que os utilizadores do Facebook que aceitam mais amizades têm um risco menor de mortalidade”, salientam os investigadores William Hobbs e James Fowler no artigo científico sobre o estudo, publicado nos Proceedings da Academia Nacional das Ciências dos EUA.

Esse risco de mortalidade é menor “para os que têm maiores níveis de interacção social offline e níveis moderados de interacção social online“, afiança-se ainda na investigação.

William Hobbs, o investigador que liderou o estudo, garante que “interagir online parece ser saudável quando essa actividade é moderada e complementa interacções offline“.

Os investigadores cruzaram dados de utilizadores do Facebook da zona da Califórnia com registos médicos do Departamento de Saúde Pública da Califórnia, comparando a actividade na rede social entre os que já tinham morrido e os que permaneciam vivos, ao longo de seis meses.

“Os que estão no Facebook vivem mais tempo do que os que não estão”, constatou o estudo. Estamos a falar de 12% menos de hipóteses de morrer, um dado que pode contudo, dever-se também “a diferenças económicas ou sociais entre os grupos de utilizadores e de não-utilizadores”, alertam os investigadores.

A pesquisa comparou o número de amigos, o número de fotos e de publicações partilhadas, o número de mensagens enviadas, concluindo que “as pessoas com redes sociais grandes ou medianas” vivem mais tempo.

Os que apresentam “níveis maiores de integração social offline – medida pela publicação de mais fotos, o que sugere actividade social face-a-face – têm a maior longevidade“, apuraram ainda os autores do estudo.

James Fowler recorda que “a associação entre longevidade e redes sociais foi identificada por Lisa Berkman em 1979 e já foi replicada centenas de vezes, desde então”.

O investigador constata que “as relações sociais parecem ser tão determinantes do tempo de vida como fumar e mais determinantes ainda do que a obesidade e a inactividade física“.

Este novo estudo, vem assim “acrescentar a esta conversa” as “relações online” como factor que contribui para a longevidade, garante o cientista.

SV, ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

    • Exactamente! É mesmo para encher e, provavelmente, aproveitar subsidios estatais.
      O que mais me “impressionou” foi o inicio da notícia onde se diz “…os utilizadores do facebook correm menos riscos de morrer…” Hã? Portanto supõem-se assim que os utilizadores continuos serão eternos. 🙂 🙂 🙂 🙂 😛

RESPONDER

Príncipe de Liechtenstein acusado de matar Arthur, o maior urso da Roménia

Grupos ambientalistas acusaram um príncipe da família real de Liechtenstein de matar o maior urso da Roménia, violando a proibição da caça de grandes carnívoros. Em comunicado citado pelo jornal britânico The Guardian, a ONG romena …

França e Reino Unido mobilizam navios para Jersey e aumentam a tensão no Canal da Mancha

A Marinha francesa respondeu esta quinta-feira ao envio de dois navios-patrulha britânicos para Jersey, na véspera, e mobilizou as suas próprias embarcações militares para as imediações da ilha, contribuindo, dessa forma, para o aumento da …

Governo aprova a criação da tarifa social de internet. Preço ainda vai ser definido

O Governo aprovou esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, a criação de uma tarifa social de acesso a serviços de internet em banda larga, conhecida como tarifa social de internet, anunciou o ministro de Estado …

Cerca sanitária em Odemira diminuiu casos para menos de metade, garante Governo

O ministro da Administração Interna salientou hoje que a cerca sanitária em Longueira-Almograve e São Teotónio permitiu baixar os casos de infeção por covid-19 em Odemira para menos de metade e acusou a direita de …

Joshua Wong condenado a mais dez meses de prisão por participar em vigília que lembrava "massacre de Tiananmen"

O ativista de Hong Kong Joshua Wong foi condenado a dez meses de prisão por participar em 4 de junho de 2020 numa vigília para lembrar o chamado "massacre de Tiananmen", que Pequim não reconhece. A …

Um polícia morto e vários feridos em tiroteio durante operação no Rio de Janeiro

Um polícia morreu e várias outras pessoas ficaram feridas num tiroteio esta quinta-feira durante uma operação da polícia contra o tráfico de droga na comunidade de Jacarezinho, no Rio de Janeiro, Brasil, noticiou a imprensa. Segundo …

Austrália vai manter fronteiras fechadas até 2022. Índia com novo máximo de casos

O Governo australiano vai manter as fronteiras internacionais fechadas até 2022 devido a incertezas sobre vacinas e novas estirpes, disse o ministro das Finanças do país, Simon Birmingham. "As incertezas sobre a velocidade da vacinação e …

Em breve será possível usar mesmos dados biométricos no Cartão de Cidadão e Passaporte

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, disse esta quinta-feira que “em breve” será possível utilizar os mesmos dados biométricos no Cartão de Cidadão e no Passaporte ou ativar a …

Rio diz que Governo “vai levar ao colo” Medina. Moedas ataca o rival e diz que as suas promessas não valem nada

O presidente do PSD, Rui Rio, afirmou esta quinta-feira que o Governo “vai levar ao colo” o candidato socialista à Câmara Municipal de Lisboa, porque “pelas guerras e desequilíbrios internos” não pode perder a eleição …

Portugal regista cinco mortos e 373 novos casos nas últimas 24 horas

O boletim desta quinta-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS) regista cinco óbitos e 373 novos casos de covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas. Há ainda mais 538 recuperados. O boletim da DGS, do dia 6 …