United goleia Southampton por 9-0 em “massacre” com assinatura de Bruno Fernandes

Peter Powell / EPA

O internacional português Bruno Fernandes marcou e assistiu hoje, por duas vezes, no ‘massacre’ do Manchester United frente ao Southampton (9-0), que terminou o encontro da 22.ª jornada da primeira liga inglesa reduzido a nove futebolistas.

A maior vitória dos ‘red devils’ nos últimos 26 anos, permite partilhar a liderança, de forma provisória, com o rival Manchester City (menos dois jogos), ambos com 44 pontos, enquanto os ‘saints’ prosseguem no 12.º lugar, com 29.

O cartão vermelho direto exibido ao médio suíço Alexandre Jankewitz, devido a uma entrada dura sobre Scott McTominay, acabou por arruinar o jogo da equipa de Ralph Hasenhuttl, ao ver a sua equipa desmoronar-se em Old Trafford, após sofrer o primeiro golo aos 18 minutos, pelos pés de Wan-Bissaka, seguindo-se o de Marcus Rashford (25), um autogolo de Bednarek (34), que viria a ser expulso na reta final, e um outro de Edinson Cavani (39).

Com a vitória no ‘bolso’ ao intervalo, o médio luso, que foi titular, só apareceu no segundo tempo para contribuir para o pesadelo do adversário, marcando de penálti, aos 87, depois de assistir Martial (69), que viria a fazer o ‘bis’, aos 90, e ainda Daniel James (90+3). Mc Tominay (71) também inscreveu no nome na lista de marcadores (71).

O Southampton não ficou contente com a arbitragem de Mike Dean e prepara-se para pedir que o árbitro, que expulsou dois jogadores e marcou um penálti duvidoso, nunca mais apite uma partida dos ‘Saints’. O árbitro Lee Mason também foi visado neste pedido, após uma arbitragem controversa na derrota por 1-0 com o Aston Villa.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE